Pular para o conteúdo principal

Cardápio semanal

São as mudanças de hábitos que nos transformam. Desde que tive bebê passei a balancear a minha alimentação. Faço compras semanais e todo Domingo já faço uma lista do que farei durante a semana. Vou à feira toda semana e compro o necessário, sem desperdício. Além disso, também ignoro todas as promoções dos feirantes: "Aproveite, aproveite, leve três caixas de morangos por 5!". Isso pra mim não é vantagem nenhuma, a não ser que eu vá preparar uma torta de morango. Às vezes compramos coisas demais e acaba estragando. Isso não é bom, pois a alimentação é algo sagrado. Aprendi que a vida pode ser muito mais divertida e saudável quando escolhemos o nosso cardápio, isso nos livra dos "lanchinhos" que não fazem bem à saúde.
 
Deixarei aqui um exemplo do que eu preparei para esta semana (almoço e janta):
 
Segunda-feira:
 
Filé mignon à milanesa, arroz e batatas
Sobremesa: frutas
 
Terça-feira:
 
Couve-flor empanada, linguiça acebolada e arroz
Sobremesa: frutas
 
Quarta-feira:
 
Bolinho de arroz com linguiça e cenouras
Sobremesa: frutas
 
Quinta-feira:
 
Panqueca de Espinafre ao molho de queijo parmesão
Sobremesa: frutas
 
Sexta-feira:
 
Macarrão com brócolis ao molho branco
Sobremesa: frutas
 
Sábado:
 
(geralmente meu esposo cozinha neste dia da semana e sempre prepara alguma coisa diferente)
 
Domingo:
 
Se a gente não sair pra comer fora, preparamos uma massa
 
Final de semana também sempre preparo uma sobremesa especial. Para este fim de semana será a vez da torta holandesa.
 
Às vezes acontece de eu mudar o cardápio, mas tenho sido fiel aos pratos que sempre planejo preparar. Na próxima semana não repetirei nada do que fiz nessa, a não ser que meu esposo peça alguma coisa específica (o que é raro acontecer). Gosto de variar bastante na alimentação porque o meu filho está com quase dois anos e acho muito bom ele experimentar de tudo. Tenho evitado comer carne todos os dias, a preferência está em misturar legumes e verduras ao molho de deliciosos e diferentes cremes.
Comer é muito bom, é um prazer que Deus nos deu, por isso, temos também que ter moderação e escolher tudo com carinho, pois a nossa saúde é muito importante.
 
"quer comais, quer bebais, quer façais qualquer outra coisa, fazei tudo para a glória de Deus" (1Coríntios 10,31).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Terminou a folia!

Terminou a folia;  não tirei a fantasia;  só transmito alegria; nada de melancolia. Sou Palhaço! Meus nervos são de aço. com meus versos,  meus sentimentos disfarço.  Sou Palhaço! Com nariz avermelhado; sapato pontiagudo; roupa colorida: No picadeiro,  a platéia alegro;  não iludo - convenço. Assim, conduzo a vida sem perder o compasso... Sou Palhaço! Sou Palhaço! 
13/02/2018 Luiz Augusto da Silva Olimpia - São Paulo

Os benefícios da caminhada

Fernanda Santiago
Existem inúmeras atividades físicas, mas a caminhada tem a menor taxa de abandono de todos eles. É simples e a mudança positiva que você pode fazer para efetivamente melhorar sua saúde cardíaca. Praticar a caminhada por pelo menos 30 minutos por dia pode ajudá-lo: Reduzir o risco de doença cardíaca coronáriaMelhorar a pressão arterial e os níveis de açúcar no sangueMelhorar o perfil lipídico no sangueManter o peso corporal e diminuir o risco de obesidadeMelhorar o bem estar mentalReduzir o risco de osteoporoseReduzir o risco de câncer de mama e de cólonReduzir o risco de não insulino-dependente (tipo 2) diabetes

São muitos benefícios para uma atividade tão simples. Se você mora perto da praia, melhor ainda. Se não tem uma praia próxima, procure um parque.  Caminhe, respire fundo e aprecie tudo ao redor. O corpo agradece!

A tradicional sopa de cebola francesa

Fernanda Santiago Valente Quem é que não gosta de uma sopa no tempo frio? Aqui no Brasil, muitos recomendam a sopa de cebola para quem está com dor de garganta ou gripado. Eu vou além. Amo todos os tipos de cremes e sopas, mas a de cebola tem um sabor especial. A sopa tradicional da cozinha parisiense merece toda a atenção.Algumas lendas da França afirmam que a sopa de cebola foi inventada por Louis XV, quando passavam por uma crise. Ele só tinha cebolas, manteiga e champanhe como alimentos, assim como toda a população de baixa renda. A receita ganhou novos temperos ao decorrer dos anos e conseguiu conquistar todo o mundo, principalmente nós brasileiros, pois amamos nos deliciar com uma sopinha nos períodos frios, não é mesmo? Ainda nas tradições parisienses, a sopa serve para alimentar também as emoções do dia do tão sonhado casamento. Eles tem o hábito de consumir a sopa após a festa. Isso se repete também em grandes eventos. Se por acaso acordarem de ressaca, também consomem a sopa,…