Pular para o conteúdo principal

O violonista e compositor Giacomo Bartoloni estreia concerto na SescTV


Foto: Alice Vergueiro
Para quem ama o som do violão, a série Movimento Violão, do SescTV, está com novos episódios, que trazem espetáculos com virtuoses do instrumento. A primeira atração será do violonista e compositor brasileiro Giacomo Bartoloni, reconhecido internacionalmente. Premiado no I Concurso de Duo Violonístico de São Paulo, em 1977, e no 3º Concurso Nacional de Composição Isaías Savio de Porto Alegre, em 1979, o músico executa repertório autoral com estudos e canções. Com curadoria do violonista Paulo Martelli e direção para TV de Flávio N. Rodrigues. O concerto estreia no dia 23/6, terça, às 20h.
Apaixonado por música desde pequeno, Bartoloni conta que o gosto pela música se deve ao fato dele ser filho de italiano. “É interessante para o europeu estudar música, faz parte da formação da criança e do jovem”, comenta. Como seus dois irmãos escolheram tocar piano, ele optou por violão. “O Roberto Carlos estava em ascensão com a Jovem Guarda e eu falei: ‘Ah, vou estudar violão’”, recorda. Ele teve aulas com um dos mestres brasileiros desse instrumento, Henrique Pinto (1941 – 2010). “Daí que começou a minha história e, desde lá, 1966, não parei mais de tocar”, diz.
Sucesso no Brasil e no exterior, Bartoloni fundou o departamento de violão na Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” - Unesp, onde lecionou para gerações de instrumentistas que se tornaram profissionais, revela Martelli.  “Ele tem um mérito incrível nisso, porque é uma coisa muito importante o violão ser reconhecido dentro de uma universidade”, conclui.  
O violão brasileiro vai além dos muros de uma universidade, ultrapassa barreiras geográficas e se destaca no exterior. Um dos admiradores do instrumento é o violonista Frédéric Bernard, amigo de Bartoloni. Os dois se conheceram há 20 anos, quando o francês esteve no Brasil para estudar a música deste país; e fizeram uma parceria que perdura até hoje. “Temos uns cinco CDs em duo e mais uns cinco de festivais que a gente participou”, expõe o brasileiro.
Neste concerto, Bartoloni mostra um pouco do que possui em seu acervo executando obras de sua autoria. “Eu peguei um punhado de música de várias tendências e época”, diz. Dentre elas, quatro canções composta em um período de 20 anos com proposta para serem letradas. “A forma canção é uma forma binária, tem a parte A e a parte B, geralmente com melodias muito bonitas para se colocar a letra”, explica Martelli. Bartoloni também toca peças como Ditirambo (Homenagem a Leo Brouwer)Estudo Nº 1 (Ostinato); Estudo Nº 2 (Ligados)Estudo Nº 3 (Acordes Repetidos e Saltos)Tango Martes; e Seresta, que ele fez em parceira com seu irmão Carmo Baroloni.
Gravado no Sesc Bom Retiro, na capital paulista, em maio de 2014, o programa mostra a hereditariedade da música passada de geração em geração na família de Bartoloni.  No final do concerto, o violonista toca com seus filhos, primeiro em duo e depois em quarteto.

Sinta a qualidade: 




SERVIÇO:

Movimento Violão

Giacomo Bartoloni
Estreia: 23/6, terça, às 20h
Reapresentações: 24/6, quarta, às 10h; 26;6, sexta, às 12h e às 19h; 29/6, segunda, às 14h e às 24h.
Classificação indicativa: Livre
Direção para TV: Flávio N. Rodrigues
Produtora: DNArte
Para sintonizar o SescTV:
Canal 138, da Oi TV
Ou consulte sua operadora
Assista também online em sesctv.org.br/aovivo
Siga o SescTV no twitter: http://twitter.com/sesctv
E no facebook: https: facebook.com/sesctv


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Terminou a folia!

Terminou a folia;  não tirei a fantasia;  só transmito alegria; nada de melancolia. Sou Palhaço! Meus nervos são de aço. com meus versos,  meus sentimentos disfarço.  Sou Palhaço! Com nariz avermelhado; sapato pontiagudo; roupa colorida: No picadeiro,  a platéia alegro;  não iludo - convenço. Assim, conduzo a vida sem perder o compasso... Sou Palhaço! Sou Palhaço! 
13/02/2018 Luiz Augusto da Silva Olimpia - São Paulo

Os benefícios da caminhada

Fernanda Santiago
Existem inúmeras atividades físicas, mas a caminhada tem a menor taxa de abandono de todos eles. É simples e a mudança positiva que você pode fazer para efetivamente melhorar sua saúde cardíaca. Praticar a caminhada por pelo menos 30 minutos por dia pode ajudá-lo: Reduzir o risco de doença cardíaca coronáriaMelhorar a pressão arterial e os níveis de açúcar no sangueMelhorar o perfil lipídico no sangueManter o peso corporal e diminuir o risco de obesidadeMelhorar o bem estar mentalReduzir o risco de osteoporoseReduzir o risco de câncer de mama e de cólonReduzir o risco de não insulino-dependente (tipo 2) diabetes

São muitos benefícios para uma atividade tão simples. Se você mora perto da praia, melhor ainda. Se não tem uma praia próxima, procure um parque.  Caminhe, respire fundo e aprecie tudo ao redor. O corpo agradece!

A tradicional sopa de cebola francesa

Fernanda Santiago Valente Quem é que não gosta de uma sopa no tempo frio? Aqui no Brasil, muitos recomendam a sopa de cebola para quem está com dor de garganta ou gripado. Eu vou além. Amo todos os tipos de cremes e sopas, mas a de cebola tem um sabor especial. A sopa tradicional da cozinha parisiense merece toda a atenção.Algumas lendas da França afirmam que a sopa de cebola foi inventada por Louis XV, quando passavam por uma crise. Ele só tinha cebolas, manteiga e champanhe como alimentos, assim como toda a população de baixa renda. A receita ganhou novos temperos ao decorrer dos anos e conseguiu conquistar todo o mundo, principalmente nós brasileiros, pois amamos nos deliciar com uma sopinha nos períodos frios, não é mesmo? Ainda nas tradições parisienses, a sopa serve para alimentar também as emoções do dia do tão sonhado casamento. Eles tem o hábito de consumir a sopa após a festa. Isso se repete também em grandes eventos. Se por acaso acordarem de ressaca, também consomem a sopa,…