Pular para o conteúdo principal

Todos casais passam por crises

Fernanda Santiago Valente

Entre flores e cores, eu trago um segredo: 
O que era colorido virou branco e preto 
A rosa já não traz poesia 
E o jardim perfumado virou um deserto 
O coração batia desesperado 
Hoje, ele se irrita; 
Não recebe nenhum agrado 
O sorriso aberto continua guardado 
E os raios de sol se esconderam por acaso 
As lágrimas trouxeram um rio 
Que percorre em vários lagos 
O amor ficou perdido, 
Procurando o seu barco 
Está num caminho, não sabe se é errado. 
A correnteza o empurra 
Em direção ao amado 
Uns dos olhares estão bem iluminados 
O outro está triste 
Já não são mais conquistados


A vida de todo casal se resume neste meu poema. Sempre vão existir os bons e os péssimos momentos. Às vezes, a maioria dos relacionamentos pensam no fim. Um pára de conquistar o outro. Isso acontece no namoro, e principalmente no casamento, onde o compromisso e a responsabilidade são maiores. Existem as lutas, as dores, as derrotas e principalmente as dívidas na maioria dos casos. E este é um problema que quase todos os casais enfrentam. Na realidade, sempre existe um que quer fugir do problema. 
O melhor a fazer diante qualquer problema é dialogar e entrar num acordo. Muitas vezes, o que está faltando é uma conversa. Também existem mágoas que se alojam no interior e elas nunca são reveladas, apenas servem para maltratar mais ainda os sentimentos, que são inexpressíveis e incompreensíveis. 
A alegria do homem ou da mulher acaba. Um dos dois se acomoda e a monotonia toma conta do lar. Os filhos passam a ser primeiro plano, e então, o casal não pensa mais no amor. Um dos dois sempre encontra a pior das soluções: fugir; encontrar um outro amor, começar tudo outra vez... 
Só que Deus não quer esse tipo de atitude de um casal. A família é uma obra de Deus e fugir dos problemas é uma atitude de covardia. Todos os relacionamentos são iguais. Muitas vezes achamos que podemos encontrar algo melhor em outra pessoa. Pode até ser bom no começo: muita alegria, prazer, diversão, mas depois de um tempo a monotonia retorna e os mesmos problemas surgem. Aí aparece o arrependimento: nunca deveria ter me separado. 
Por isso, ao invés de terminar de destruir, tente consertar. Você irá se surpreender, pois viverá um amor que suporta e supera qualquer obstáculo.

Comentários

Alessandra disse…
verdade Fer,além do mais,se souber lidar com as crises,o casal amadurece e a união se fortalece durante elas.beijos.
Helen Pink disse…
Sempre pensei assim amiga. :)
Beijos
Fernanda Valente disse…
É verdade! Os problemas sempre são parecidos. Um super beijo em vocês!

Postagens mais visitadas deste blog

Enfeites de Natal em potes, vasos e garrafas de vidro

Pra quem ama artesanato e enfeitar a casa para o Natal, a hora é agora. Deixo abaixo algumas dicas para fazer com taças, garrafas, potes e vasos de vidro: 


















TDAH: uma forma diferente de ver o mundo

Fernanda Santiago
O TDAH é um transtorno que inclui dificuldade de atenção, hiperatividade e impulsividade. Em geral, os sintomas começam na infância e podem persistir na vida adulta. Por ser um transtorno com característica genética, não tem cura. Porém, antes de rotular qualquer TDAH são pessoas que possuem inteligência e habilidades como as outras.  Achei este vídeo abaixo muito interessante. É muito difícil impor um padrão para o TDAH. Para os educares, seria muito bom prestar atenção na maneira que eles tentam se comunicar. O menininho do vídeo mostra grande interesse pela música. Será que os pais e os educadores estão preparados para perceber as habilidades e o interesse dessas crianças? Vale a pena conferir! Além disso, também há tratamentos através de medicamentos e da psicoterapia. 

Atypical, o que você precisa saber sobre o autismo

Fernanda Santiago Valente Você quer saber um pouco mais como é a vida de um garoto com o transtorno do espectro autista que está entrando na vida adulta? Para isso vale a pena assistir a série Atypical que está na Netflix desde o começo do mês de agosto. Não tem como não se apaixonar pelo personagem Sam, que está na fase de descobertas e quer arranjar uma namorada. É nessa busca pela paixão que se desenrola a história. Vamos entender como funciona a sua personalidade e como a situação afeta aqueles que estão ao seu redor. Algo muito interessante a se observar é a relação dele com a psicóloga. Sam se apaixona por ela. Isso é muito comum acontecer com paciente e profissional de sexos opostos, geralmente os pacientes que tem algum tipo de transtorno sempre se apaixonam por seus psicólogos.


Sam, apresentando os sintomas mais nítidos do espectro autista é um adolescente que tem sentimentos como qualquer outro. A única diferença é que seus sentimentos não são interpretados de forma comum. O ro…