Pular para o conteúdo principal

Vamos ajudar a Laila?

Esta é a Laila Vitória!  Tive o prazer de conhecê-la no fim do ano passado. O sonho dela é andar e ser bailarina, mas necessita urgentemente fazer uma cirurgia. Ela tem uma condição neurológica chamada de Paralisia Cerebral Espástica, que provoca uma rigidez muscular, impedindo de mover as pernas corretamente.  Existe a possibilidade de andar no andador, muletas ou até mesmo sem auxilio, mas para isso, a Laila precisa fazer uma cirurgia em setembro de 2015, chamada Rizotomia Dorsal Seletiva (Selective Dorsal Rhizotomy (SDR)), que é feita apenas nos EUA, no Hospital St. Louis Children em Missouri. 
O valor total da cirurgia, incluindo hospedagem e companhia da sua mãe Luciene, é de R$165.000,00 (Cento e sessenta e cinco mil reais). Estamos quase em julho e Laila ainda não tem a quantia que necessita. Por isso, peço aos meus amigos e leitores que ajudem com qualquer quantia e convide seus amigos para participarem também!
Toda a história da Laila pode ser conferida em seu site: www.amigosdalaila.com.br
Vocês também podem encontra-la no Facebook:
e no instagram: @lailaquerandar
Sua mãe Luciene tem contado com a ajuda de bazares, pedágios e shows beneficentes. No entanto, ainda precisamos ajudar!

Conta para depósito
Caixa Econômica Federal
Poupança (013)
Agência 4129
Conta 00702792-8
CPF: 300.902.928-47
Luciene Silva dos Santos (Mãe)


Se preferir, pode participar da Vakinha, na Internet:


Outras informações:

Email: santoslailasdr@hotmail.com
Cel.: (13) 98881-3951 (13) 99160-8721
Luciene Silva dos Santos (mãe)



    

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Acredite!

Por Fernanda Santiago


Está sem motivação? Perdeu a direção? Não ousa mais sonhar? Pare, respire e viva. Cerque-se de pessoas alegres, essas tem o poder de influenciar nossas vidas de uma maneira extraordinária. O mundo está muito carente de alegria. Por isso, comece por você. Mude os velhos hábitos. Pare de reclamar! Ouse! Hoje, acorde cedo, faça uma caminhada, converse com alguém que nunca viu, distribua sorrisos. Enfim, comunique-se de uma maneira especial, sendo você mesmo. Não rejeite as pessoas. Encontre em cada olhar algo lindo de se ver. Não sinta medo de conhecer alguém. Cada pessoa é única e possui histórias maravilhosas para serrem contadas e ouvidas. Eu gosto muito de conversar com os idosos, são pessoas carentes, que viveram muito e o que eles tem a oferecer são suas histórias de vidas. Hoje não é como ontem e o amanhã não será como hoje. As pessoas mudam. O tempo corre. Mas não deixe que o tempo o controle. Viva e pronto! Trabalhe com paixão mesmo que o seu emprego não seja o…

ORAÇÃO PELA PÁTRIA

Por Luiz Augusto da Silva
Querido povo brasileiro, só mesmo a oração e a bondade  divinal poderá  moralizar a crise política nacional e dar ao Brasil proteção total! Oremos: Senhor faça o gigante pela  própria natureza,  adormecido em berço esplêndido,  despertar deste atual pesadelo.  Ilumina aos nossos  representantes  para que tenham pela  nossa nação  mais respeito e maior zelo.  Façamos à Deus nosso apelo para sairmos   deste cruel desmantelo. Senhor, livrai-nos do homem corruptor  e das garras do leão devorador.  Faça o povo brasileiro ordeiro  e livre do jugo estrangeiro . Amém!
Uma reflexão para o atual momento!

TDAH: uma forma diferente de ver o mundo

Fernanda Santiago
O TDAH é um transtorno que inclui dificuldade de atenção, hiperatividade e impulsividade. Em geral, os sintomas começam na infância e podem persistir na vida adulta. Por ser um transtorno com característica genética, não tem cura. Porém, antes de rotular qualquer TDAH são pessoas que possuem inteligência e habilidades como as outras.  Achei este vídeo abaixo muito interessante. É muito difícil impor um padrão para o TDAH. Para os educares, seria muito bom prestar atenção na maneira que eles tentam se comunicar. O menininho do vídeo mostra grande interesse pela música. Será que os pais e os educadores estão preparados para perceber as habilidades e o interesse dessas crianças? Vale a pena conferir! Além disso, também há tratamentos através de medicamentos e da psicoterapia.