Pular para o conteúdo principal

Conheça um pouco mais sobre Kelly Hamiso, autora de Padma

Fernanda Santiago

O livro Padma, da escritora Kelly Hamiso conta a história de Jéssica, uma adolescente de 17 anos, linda, herdeira de uma grande fortuna de família e que faz muito sucesso como modelo fotográfica em Nova York. Ela perdeu o seu pai aos 12 anos, vítima de um assassinato. E por motivo de segurança, sua mãe a mandou para Nova York quando ainda tinha essa idade. Quem cuida dela nesta fase é o chofer da família. Ele, por conta própria acaba direcionando a vida de Jéssica do jeito dele. Ele toma todas as decisões de sua vida. Até que Jéssica resolve visitar a mãe e a avó em São Paulo. Jéssica e sua mãe não têm uma relação muito boa e Jéssica decide ficar alguns dias na casa da avó. E é a partir daí que ocorre todo o clímax da história.
Jéssica conhece novos amigos, se apaixona por Beto, um rapaz totalmente fora dos padrões da sua realidade e descobre que Sérgio, o seu chofer a manipula o tempo todo porque é apaixonado por ela. Ele tem um ciúme obsessivo por Jéssica, mas a avó e os amigos ajudam que ela fuja das garras dele.
A partir desse novo mundo de relacionamentos e liberdade, Jéssica começa a ter uma vida própria. Presa a um sonho, sua missão é descobrir segredos do passado e ensinar o perdão. Um anjo do bem: Gabriel, e um anjo do mal chamado Arimã, estão o tempo todo visitando a consciência de Jéssica e Beto. O amor de Jéssica por Beto é totalmente altruísta, puro, e ela faz de tudo para protegê-lo sempre. Sua amiga Sheila a ajuda nas decifrações de seus sonhos, encaixando todas as peças do passado.
Ao ler o livro, senti raiva em algumas ocasiões. É o tempo todo questionar: Menina, você tem um futuro pela frente! Não merece esse tipo de cara! Pra tomar decisões assim, só pode ser um anjo!
Mas aos poucos vamos entendendo o significado de Padma. Quem vence? O amor ou o poder? A leitura do livro é maravilhosa. Em cada capítulo algo novo aparece. Não dá vontade de parar de ler. E no fim, dar a entender que essa história ainda continua... Indico 1000 vezes, não só para os jovens, mas para todos que amam uma boa leitura. A autora está de Parabéns! Agora, confira um ping-pong com a autora:

Kelly Hamiso nasceu na capital de São Paulo em 7 de setembro de 1978. Desde os treze anis (apesar de achar que foi muito antes disso) adora escrever, criar histórias e personagens, sempre compartilhando suas aventuras e seus amigos imaginários com sua melhor amiga Sheila. Cursou Letras na UNIOFIEO, casou-se aos vinte e três anos e tem um filho, com quem também divide as suas histórias:

Sonhar e Planejar: Quanto tempo demorou para escrever o livro?
Kelly Hamiso: O livro foi escrito em seis meses. Mas a história original foi escrita quando eu tinha 13 anos. Depois, reescrevi com 17 e, em 2013, fiz a última adaptação.

Sonhar e Planejar: A personagem Sheila foi uma homenagem a sua melhor amiga da vida real?
Kelly Hamiso: Com certeza. A Sheila foi minha amiga de infância, de adolescência e é minha amiga hoje. Moramos longe uma da outra, mas é a minha eterna melhor amiga.

Sonhar e Planejar: Você acredita em alguma religião? Se sim, qual?
Kelly Hamiso: Fui criada na religião espírita e católica simultaneamente. Eu frequentava as duas assiduamente. Hoje não sigo nenhuma. Eu estudo as religiões e gosto de tirar o melhor de cada uma. Acredito que todas têm muito a nos ensinar, mas não as considero completas. Acredito em Deus, no bem, em anjos, na harmonia com a natureza e em energias positivas.

Sonhar e Planejar: Senti que o objetivo do personagem Beto era evoluir espiritualmente. Você pretende dar continuidade a história?
Kelly Hamiso: Não. Padma tem uma continuação, mas vou escrever sobre a filha do casal.

Sonhar e Planejar: Na minha interpretação, senti Jéssica como um anjo. Você também?
R. Gostei dessa pergunta. Pra ser bem sincera, você é a primeira pessoa que afirma isso e essa era a minha verdadeira intenção. Eu queria criar uma "linhagem" de anjos, mas não aqueles criados por Deus, mas feito de pessoas tão puras e boas que voltam quase como anjos para ajudar outras pessoas. 

Sonhar e Planejar: Acredita em batalhas espirituais na vida real?
Kelly Hamiso: Não. Eu acredito no sentimento de bem e mal que existe em cada um de nós e eu os materializei em anjos. Na verdade, o Gabriel e o Arimã são os dois pesos na consciência dos personagens, os dois caminhos a seguir. Isso está bem claro quando Sheila vai até a Igreja e fala com Arimã. Ela acredita que naquele templo, ela fortificará o bem que existe nela. Na verdade, ela sente dúvida e é quando o lado mal fala aos ouvidos.

Sonhar e Planejar: Toparia transformar essa história num filme?
Kelly Hamiso: Sim. Sem dúvida nenhuma.

Sonhar e Planejar: O seu foco é escrever para jovens ou pretende escrever para outros públicos?
Kelly Hamiso: Gosto de escrever para jovens, mas estou com um projeto de escrever um livro infantil com meu filho Isaac.

Sonhar e Planejar: Você escreve desde menina. Também escreve poesias? 
Kelly Hamiso: Olha, já tentei muitas vezes, mas não consigo gostar do que escrevo.

Sonhar e Planejar: Como você chegou a fazer parte dos Novos Talentos da Literatura Brasileira?
Kelly Hamiso: Depois de alguns "não" de outras editoras, houve dois "sim" e um deles foi da Editora Novo Século pelo selo Talentos da Literatura Brasileira. Eles me responderam dois dias após o envio do original. Marcamos uma reunião e assinamos contrato


Para saber mais da autora, só conferir o site: www.kellyhamiso.com.br



Título: Padma
Autora: Kelly Hamiso
Editora: Novo Século
Páginas: 511
Ano: 2014
Gênero: Ficção

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Acredite!

Por Fernanda Santiago


Está sem motivação? Perdeu a direção? Não ousa mais sonhar? Pare, respire e viva. Cerque-se de pessoas alegres, essas tem o poder de influenciar nossas vidas de uma maneira extraordinária. O mundo está muito carente de alegria. Por isso, comece por você. Mude os velhos hábitos. Pare de reclamar! Ouse! Hoje, acorde cedo, faça uma caminhada, converse com alguém que nunca viu, distribua sorrisos. Enfim, comunique-se de uma maneira especial, sendo você mesmo. Não rejeite as pessoas. Encontre em cada olhar algo lindo de se ver. Não sinta medo de conhecer alguém. Cada pessoa é única e possui histórias maravilhosas para serrem contadas e ouvidas. Eu gosto muito de conversar com os idosos, são pessoas carentes, que viveram muito e o que eles tem a oferecer são suas histórias de vidas. Hoje não é como ontem e o amanhã não será como hoje. As pessoas mudam. O tempo corre. Mas não deixe que o tempo o controle. Viva e pronto! Trabalhe com paixão mesmo que o seu emprego não seja o…

ORAÇÃO PELA PÁTRIA

Por Luiz Augusto da Silva
Querido povo brasileiro, só mesmo a oração e a bondade  divinal poderá  moralizar a crise política nacional e dar ao Brasil proteção total! Oremos: Senhor faça o gigante pela  própria natureza,  adormecido em berço esplêndido,  despertar deste atual pesadelo.  Ilumina aos nossos  representantes  para que tenham pela  nossa nação  mais respeito e maior zelo.  Façamos à Deus nosso apelo para sairmos   deste cruel desmantelo. Senhor, livrai-nos do homem corruptor  e das garras do leão devorador.  Faça o povo brasileiro ordeiro  e livre do jugo estrangeiro . Amém!
Uma reflexão para o atual momento!

TDAH: uma forma diferente de ver o mundo

Fernanda Santiago
O TDAH é um transtorno que inclui dificuldade de atenção, hiperatividade e impulsividade. Em geral, os sintomas começam na infância e podem persistir na vida adulta. Por ser um transtorno com característica genética, não tem cura. Porém, antes de rotular qualquer TDAH são pessoas que possuem inteligência e habilidades como as outras.  Achei este vídeo abaixo muito interessante. É muito difícil impor um padrão para o TDAH. Para os educares, seria muito bom prestar atenção na maneira que eles tentam se comunicar. O menininho do vídeo mostra grande interesse pela música. Será que os pais e os educadores estão preparados para perceber as habilidades e o interesse dessas crianças? Vale a pena conferir! Além disso, também há tratamentos através de medicamentos e da psicoterapia.