Pular para o conteúdo principal

Malala, a menina mais corajosa do mundo

Fernanda Santiago

Se por um lado vemos inúmeros homens bombas, morrendo e matando em nome de Deus. Por outro, vemos um perfil de muçulmanos que são equilibrados e preocupados com a atualidade. É o caso do pai da Malala, dono e diretor de uma escola para meninas.
Neste livro, a história é contada pela jornalista italiana Viviana Mazza, premiada e correspondente estrangeira do mais importante jornal italiano, o Corriere dela Sera . Através de pesquisas e documentários, ela reescreve a história de Malala a partir do momento que levou um tiro, aos 14 anos de idade. É a partir desse acontecimento que Malala e sua família ganham mais forças para conquistar seus direitos. 
A autora mostra que nem todos os muçulmanos são radicais e extremistas. Muitos morrem porque querem ter liberdade. Malala sobreviveu, mas muitas pessoas que procuram ter uma vida livre como a nossa, são perseguidos. As pessoas matam pela religião e mulheres são extremamente proibidas de pensar. Só que elas pensam e muitos já aceitam isso e lutam cada vez mais para obterem o poder de escolha.
Malala faz parte de uma família afetiva, o pai dela valoriza a sua vontade de estudar e a incentiva. Outras famílias também seguem a mesma ideia, mas vivem o tempo todo com medo porque sabem que podem morrer a qualquer momento. É preciso muita coragem para mudar o comportamento e principalmente, o pensamento de uma cultura que prende e manipula. Malala e outras meninas querem ler, escrever, aprender, trabalhar...
Agora quero ler o livro “Eu sou Malala”, escrito pela própria dona da história, onde já não é mais conhecida como a menina que levou um tiro, mas que soube enfrentar seus medos e seguir, conquistando e influenciando todo o mundo.
Livro: Malala – A menina mais corajosa do mundo
Autora: Viviana Mazza
Editora: Agir

Rio de Janeiro, 2013. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os benefícios da caminhada

Fernanda Santiago
Existem inúmeras atividades físicas, mas a caminhada tem a menor taxa de abandono de todos eles. É simples e a mudança positiva que você pode fazer para efetivamente melhorar sua saúde cardíaca. Praticar a caminhada por pelo menos 30 minutos por dia pode ajudá-lo: Reduzir o risco de doença cardíaca coronáriaMelhorar a pressão arterial e os níveis de açúcar no sangueMelhorar o perfil lipídico no sangueManter o peso corporal e diminuir o risco de obesidadeMelhorar o bem estar mentalReduzir o risco de osteoporoseReduzir o risco de câncer de mama e de cólonReduzir o risco de não insulino-dependente (tipo 2) diabetes

São muitos benefícios para uma atividade tão simples. Se você mora perto da praia, melhor ainda. Se não tem uma praia próxima, procure um parque.  Caminhe, respire fundo e aprecie tudo ao redor. O corpo agradece!

Terminou a folia!

Terminou a folia;  não tirei a fantasia;  só transmito alegria; nada de melancolia. Sou Palhaço! Meus nervos são de aço. com meus versos,  meus sentimentos disfarço.  Sou Palhaço! Com nariz avermelhado; sapato pontiagudo; roupa colorida: No picadeiro,  a platéia alegro;  não iludo - convenço. Assim, conduzo a vida sem perder o compasso... Sou Palhaço! Sou Palhaço! 
13/02/2018 Luiz Augusto da Silva Olimpia - São Paulo

A tradicional sopa de cebola francesa

Fernanda Santiago Valente Quem é que não gosta de uma sopa no tempo frio? Aqui no Brasil, muitos recomendam a sopa de cebola para quem está com dor de garganta ou gripado. Eu vou além. Amo todos os tipos de cremes e sopas, mas a de cebola tem um sabor especial. A sopa tradicional da cozinha parisiense merece toda a atenção.Algumas lendas da França afirmam que a sopa de cebola foi inventada por Louis XV, quando passavam por uma crise. Ele só tinha cebolas, manteiga e champanhe como alimentos, assim como toda a população de baixa renda. A receita ganhou novos temperos ao decorrer dos anos e conseguiu conquistar todo o mundo, principalmente nós brasileiros, pois amamos nos deliciar com uma sopinha nos períodos frios, não é mesmo? Ainda nas tradições parisienses, a sopa serve para alimentar também as emoções do dia do tão sonhado casamento. Eles tem o hábito de consumir a sopa após a festa. Isso se repete também em grandes eventos. Se por acaso acordarem de ressaca, também consomem a sopa,…