Pular para o conteúdo principal

Ivaldo Bertazzo fala sobre a trama entre o corpo humano e o movimento no documentário “Infinito Movimento”

Inédita, a produção vai ao ar no dia 13/11, sexta, às 23h, no SescTV


O dançarino, coreógrafo e diretor da Escola do Movimento que leva seu nome, Ivaldo Bertazzo, revela, no documentário Infinito Movimento, sua visão sobre a ligação que há entre o corpo humano e o movimento, levando o indivíduo a compreender o funcionamento motor e psíquico do seu corpo, desde os primeiros dias de vida, passando pela adolescência até a maturidade. Realizado pelo Sesc, o filme estreia no SescTV no dia 13/11, sexta, às 23h.
“A gravidade nos atrai em direção ao solo. Como cada um de nós administrará essa luta contra o solo?”, questiona Bertazzo. Ele explica que o equilíbrio começa quando o nenê ainda está no ventre de sua genitora. “A mãe que canta, que vibra sua voz, já trabalha zonas do ouvido interno do bebê”.
Bertazzo fala sobre a dificuldade que um corpo humano tem, devido à gravitação, de crescer fora do ambiente de flutuação que estava antes de deixar a barriga da mãe. “Nos primeiros dias de vida, eu preciso sim que alguém me conduza sensorialmente no tocar”, afirma. Para Ana Marta Nunes, fisioterapeuta que trabalha na Escola do Movimento, o bebê já vem ao mundo com todo potencial de desenvolvimento. “Mesmo se for pensar na musculatura, ossos, está tudo favorável para que ele se desenvolva”, diz. Ela conversa sobre a importância de etapas do bebê, como engatinhar e subir em coisas ao seu redor, para fortalecer a estrutura óssea.
Bertazzo comenta sobre outras idades da criança, como a preparação para a escrita, a organização da fala, o entendimento do significado das coisas, e as diferentes sensações que pode sentir ao praticar atividades como luta marcial, jogar bola ou uma brincadeira de equilíbrio. “Corre-se o risco de que a criança se jogue dali porque ela não sabe o risco da queda”. Risco este que, de acordo com o coreógrafo, já foi vivenciado por uma pessoa da terceira idade, e esta sabe que não possui mais o equilíbrio de antes. Na percepção do dançarino, é preciso ter a mesma vivência motora em todas as fases da vida, seja para abrir novas possibilidades ou para preservar o que já obteve.
Bertazzo também articula sobre o movimento do corpo na adolescência. Para ele, uma etapa difícil que envolve a sexualidade e a libertação do núcleo familiar. Fala sobre o desenvolvimento psicomotor; sobre a tensão motora, que, acredita o dançarino, renova o sistema nervoso; sobre a necessidade de organizar o cérebro, e não apenas se movimentar, para se ter um corpo harmonioso; e sobre a utilização dos músculos.
                                                    


SERVIÇO:

Documentário
Infinito Movimento – Ivaldo Bertazzo
Estreia: 13/11, sexta, às 23h
Classificação Indicativa: Livre
Direção e concepção: Talita Miranda
Produção: Elástica
Realização: Sesc

Para sintonizar o SescTV:
Canal 128, da Oi TV
Ou consulte sua operadora
Assista também online em sesctv.org.br/aovivo
Siga o SescTV no twitter: http://twitter.com/sesctv
E no facebook: https: facebook.com/sesctv


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Terminou a folia!

Terminou a folia;  não tirei a fantasia;  só transmito alegria; nada de melancolia. Sou Palhaço! Meus nervos são de aço. com meus versos,  meus sentimentos disfarço.  Sou Palhaço! Com nariz avermelhado; sapato pontiagudo; roupa colorida: No picadeiro,  a platéia alegro;  não iludo - convenço. Assim, conduzo a vida sem perder o compasso... Sou Palhaço! Sou Palhaço! 
13/02/2018 Luiz Augusto da Silva Olimpia - São Paulo

Os benefícios da caminhada

Fernanda Santiago
Existem inúmeras atividades físicas, mas a caminhada tem a menor taxa de abandono de todos eles. É simples e a mudança positiva que você pode fazer para efetivamente melhorar sua saúde cardíaca. Praticar a caminhada por pelo menos 30 minutos por dia pode ajudá-lo: Reduzir o risco de doença cardíaca coronáriaMelhorar a pressão arterial e os níveis de açúcar no sangueMelhorar o perfil lipídico no sangueManter o peso corporal e diminuir o risco de obesidadeMelhorar o bem estar mentalReduzir o risco de osteoporoseReduzir o risco de câncer de mama e de cólonReduzir o risco de não insulino-dependente (tipo 2) diabetes

São muitos benefícios para uma atividade tão simples. Se você mora perto da praia, melhor ainda. Se não tem uma praia próxima, procure um parque.  Caminhe, respire fundo e aprecie tudo ao redor. O corpo agradece!

A tradicional sopa de cebola francesa

Fernanda Santiago Valente Quem é que não gosta de uma sopa no tempo frio? Aqui no Brasil, muitos recomendam a sopa de cebola para quem está com dor de garganta ou gripado. Eu vou além. Amo todos os tipos de cremes e sopas, mas a de cebola tem um sabor especial. A sopa tradicional da cozinha parisiense merece toda a atenção.Algumas lendas da França afirmam que a sopa de cebola foi inventada por Louis XV, quando passavam por uma crise. Ele só tinha cebolas, manteiga e champanhe como alimentos, assim como toda a população de baixa renda. A receita ganhou novos temperos ao decorrer dos anos e conseguiu conquistar todo o mundo, principalmente nós brasileiros, pois amamos nos deliciar com uma sopinha nos períodos frios, não é mesmo? Ainda nas tradições parisienses, a sopa serve para alimentar também as emoções do dia do tão sonhado casamento. Eles tem o hábito de consumir a sopa após a festa. Isso se repete também em grandes eventos. Se por acaso acordarem de ressaca, também consomem a sopa,…