Pular para o conteúdo principal

Palestra sobre traduções para línguas indígenas abre Fórum de Ciências Bíblicas



No primeiro dia do evento, que acontece em 25 e 26 de agosto, a programação dará destaque, ainda, à revisão da tradução de Almeida Revista e Atualizada. 

“As traduções para línguas indígenas brasileiras” é o tema da palestra de abertura do 12ª edição do Fórum de Ciências Bíblicas, a ser proferida pelo pastor José Carlos Alcântara. Iniciativa da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), o evento acontece nos dias 25 e 26 de agosto, no Centro de Eventos de Barueri – Museu da Bíblia, em Barueri (SP). Com o tema “Tradução da Bíblia: Uma Tarefa Inacabada”, contará com renomados palestrantes para destacar os esforços empreendidos no País e no mundo para levar a Palavra de Deus a todas as pessoas, em seus próprios idiomas.
Outro destaque da programação do primeiro dia será a palestra “A revisão da tradução Revista e Atualizada, de João Ferreira de Almeida”, a cargo de Vilson Scholz, coordenador deste trabalho. Estão previstas, ainda, uma apresentação dos lançamentos da SBB, por Paulo Teixeira, secretário de Tradução e Publicações, e a palestra “Desafios da Bíblia nas novas tendências da sociedade”, com Erní Seibert, secretário de Comunicação, Ação Social e Arrecadação e coordenador do Fórum.
O 12º Fórum de Ciências Bíblias é aberto a professores e estudantes de Teologia, Ciências da Religião e Linguística, assim como outros estudiosos da Bíblia, lideranças religiosas e cristãos em geral. A inscrição custa R$ 40,00 (o equivalente à oferta no valor de duas Bíblias) e R$ 20,00 para pastores e seminaristas, podendo ser feita pelo site https://xii-forum-de-ciencias-biblicas.eventbrite.com.br. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 3475-5827 ou pelo e-mail webmaster@sbb.org.br.

Confira, a seguir, a programação do dia 25 de agosto:

14h30: Abertura
14h45: As traduções para línguas indígenas no Brasil
Há 28 anos, José Carlos Alcântara tem atuado entre povos indígenas brasileiros, especialmente os Kayabi, em companhia de sua esposa Raquel Alcântara. Ele foi conhecer in loco a realidade de vários povos do Brasil e de outros países, com vistas à mobilização da Igreja para o Movimento de Tradução da Bíblia. Em sua palestra, apresentará um panorama geral da tradução da Bíblia para as línguas minoritárias, bem como os desafios e a urgente necessidade de oferecer as Escrituras para aquelas comunidades em seu próprio idioma.
José Carlos Alcântara é pastor, missionário da Comunhão Batista Bíblica Nacional (CBBN), membro efetivo e do Conselho Deliberativo da Associação Linguística Evangélica Missionária (ALEM) e membro da Diretoria da Associação de Missões Transculturais Brasileiras (AMTB).

16h30: A revisão da tradução Revista e Atualizada, de João Ferreira de Almeida
A Bíblia Sagrada na tradução de João Ferreira de Almeida, Revista e Atualizada é a preferida dos brasileiros. Considerada clássica, com seus 60 anos de história, a obra está sendo revisada mais uma vez, em trabalho coordenado por Vilson Scholz, em parceria com as igrejas que utilizam esta tradução. No Fórum, o público conhecerá o que está sendo feito nessa revisão e poderá constatar que é possível melhorar o que já é muito bom. 
Vilson Scholz é pastor, doutor em Novo Testamento, professor de Teologia Exegética e consultor de Tradução da SBB.

18h00: Lançamentos SBB
A SBB, em seu esforço para disseminar as Escrituras, sempre tem a preocupação de inovar, aliando qualidade e recursos tecnológicos às mais recentes tendências do mercado, para alcançar todos os públicos. Nesta palestra serão apresentadas as novidades editoriais voltadas a diferentes segmentos da população.
Paulo Teixeira, diretor de Traduções e Publicações da SBB, é teólogo e linguista, especialista em Língua e Literatura Hebraica.

20h00: Desafios da Bíblia nas novas tendências da sociedade
Em sua palestra, Erní Seibert fará uma análise das principais mudanças e dos desafios que a Causa da Bíblia enfrenta no mundo, desde as alterações do quadro demográfico até as transformações culturais e religiosas. 
Erní Walter Seibert é doutor em Ciências da Religião, responde pela área de Comunicação, Ação Social e Arrecadação da SBB e é diretor mundial de Comunicações e Parcerias das Sociedades Bíblicas Unidas.


12º Fórum de Ciências Bíblicas

Tema: Tradução da Bíblia: Uma Tarefa Inacabada
Data: 25 e 26 de agosto de 2016
Horário: 14h30 às 22h00
Público-alvo: Professores e estudantes de Teologia, Ciências da Religião e Linguística, lideranças religiosas, estudiosos da Bíblia e cristãos em geral
Local: Centro de Eventos de Barueri | Museu da Bíblia
Endereço: Avenida Pastor Sebastião Davino dos Reis, 672 – Vila Porto – Barueri (SP)
Investimento: R$ 40,00 (o equivalente à oferta no valor de duas Bíblias) e R$ 20,00 para pastores e seminaristas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ninguém pode limitar os seus sonhos

Por Fernanda Valente


E se uma garotinha surda decidir ser bailarina? Quem impedirá? Estamos aqui para incluir e transformar. Isso é o que você poderá conferir ao assistir o curta-metragem de animação Tamara, produzida e criada por House Boat Animation. O filme é muito interessante para passar em sala de aulas para explicar a diversidade às crianças. Está disponível na Internet e serve como ferramenta para promover valores como respeito e empatia. Tamara é uma garotinha surda que quer ser bailarina. Qual é a barreira que os professores e os alunos podem tirar disso?

Fernanda Valente - Jornalista com especialização em Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Estudou teatro, fazendo parte do Grupo GEXTUS (Grupo Experimental de Teatro da UniSantos). É Instrutora da Libras (Língua Brasileira de Sinais). Ministrou aulas de design gráfico para surdos. Trabalhou como produtora e repórter em alguns programas de TV regionais. Hoje se dedica a trabalhos de comunicação digital e ao …

Dois filmes sobre deficiência física para assistir no dia dos namorados

Por Fernanda Valente
Trago hoje dois filmes para reflexão. Como eu era antes de você é um filme que mexe com as nossas emoções. Porém, foge de toda a ideia que tratamos sobre a inclusão. Penso que o personagem na história, Will, que é tetraplégico joga fora tudo o que estamos vendo como evolução nos dias de hoje. A deficiência física é tratada como um caos, como algo sem solução, sem esperança, sem fé... É jogar fora todo o amor de Louisa. Veja o filme e entenda a minha frustração.



Já o filme Ferrugem e Osso, que também trata de um romance mostra uma construção rica e verdadeira de uma pessoa que adquire a deficiência física após um acidente. Vai mostrar a depressão, a adaptação, aceitação e novas possibilidades de vida. Não acabou. Há possibilidades. Há vida!



Feliz dia dos Namorados! Deixo abaixo uma linda poesia pessoal do meu amigo poeta Luiz Augusto que fala sobre construção familiar. 

O Cravo e a Rosa

Ainda um jovem cravo Uma rosa encontrei Com pétalas aveludadas Por ela me encantei
No j…

Estações do Ano

Nos vastos campos verdejantes Desabrocham flores silvestres Que com variadas tonalidades Dão vida!À linda paisagem agreste.
É tempo da primavera... Colorida estação... Que enfeita a natureza À espera do verão:
Espetáculo tropical Que ocorre cada ano Para que no ato final Caiam as folhas no outono.
Este ciclo "vicioso" O inverno encerrará Para que lindas flores Voltem aos jardins enfeitar!
Autor:Luiz Augusto da Silva Olímpia- São Paulo- Brasil Data:20/03/2011
Afinal, porque as folhas caem... Sabem?
Um abraço fraterno à espera do inverno...