Pular para o conteúdo principal

No dia 12 de outubro, o SescTV apresenta curtas e médias-metragens com o tema Infância e Diversidade



São 13 filmes premiados na edição brasileira do festival ComKids Prix Jeneusse Ibero-americano 2015, que irão ao ar a partir das 12h.    

O SescTV exibe uma seleção de produções com o tema Infância e Diversidade, em três partes, na sequência, no dia 12 de outubro, quarta, a partir das 12h. São 13 curtas e médias-metragens, de ficção e não ficção, que foram premiados na edição brasileira do ComKids Prix Jeunesse Ibero-americano 2015, festival que estimula e debate as produções audiovisuais e digitais para o público infanto-juvenil e tem direção e curadoria de Beth Carmona.
A primeira parte, às 12h, traz a animação La Casa de Mi Vecino (Argentina, 2014, 11’20”), episódio da série Cuentos del Árbol, ambientada em uma casa na árvore. Dirigido por Makena Lorenzo, o curta  mostra uma garota que lê para outras crianças uma história sobre a casa do vizinho. Em seguida, o curta-metragem de não ficção  La Siesta em Cerrillos (Argentina, 2013, 15’26”), que faz parte da série ¿Dale que ...?, dirigida por Gabriel Stagnaro, expõe as brincadeiras e imaginações de meninos e meninas que vivem em Cerrillos, cidade da província de Salta, na Argentina.  
A seguir, o filme ganhador do Prêmio SescTV: Tlahuitoltepec, Oaxaca (México, 2014, 23’27”), dirigido por Tonatiuh Martínez, revela o cotidiano de uma menina de nove anos que vive em um vilarejo mexicano e é apaixonada pelas aulas de música. A produção integra a série Mi Lugar, composta por documentários que retratam o México a partir do olhar da criança.
Segunda parte, às 13h:
Sonhos (Brasil, 2013, 15’56”, ficção). Direção: Haroldo Borges,
Que Monstro Te Mordeu? (Brasil, 2013, 33”44”, ficção), dirigido por Cao Hamburger e Philippe Barcinski, e  
Soberano Papeleo (Uruguai, 2014, 2’52”, ficção), dirigido por Lala Severi.
Qual É o seu Sonho, Karin? (Chile, 2013, 29’31”, não ficção), dirigido por Paula Gomez Vera.  

Terceira e última parte - às 14h:

As Aventuras de Minuano Kid(Brasil, 2014, 10’22”, ficção), dirigido por Edson Rodrigues e Pedro Antoniutti, e
Marina Não Vai à Praia (Brasil, 2014, 16’42”, ficção), dirigido por Cássio Pereira dos Santos.
Tem Criança na Cozinha – Rolinho Vietnamita (Brasil, 2013, 12’53”, não ficção), dirigido por Luis Igreja.
Asquerosamente Rico – Sapos Aplastados (Colômbia, 2014, 8’8”, não ficção), dirigido por Maritza Sánchez.
Cuentos de Viejos – David, los Muertitos (Colômbia, 2014, 5’43”, não ficção), dirigido por Carlos Smith, Marcelo Dematei.
Se Esse Filme Fosse Meu (Brasil, 2011, 17’33”, não ficção), dirigido por Beatriz Craveiro, e
Las Niñas de la Guerra – Berenice (Colômbia, 2015, 7’5”, não ficção), dirigido por Jaime César Espinoza.


SERVIÇO:

ComKids Prix Jeunesse Ibero-americano Brasil 2015
Exibições de filmes premiados no festival

Dia: 12 de outubro, quarta
Às 12h00 - Parte 1 - Classificação indicativa: Livre
Às 13h00 - Parte 2 - Classificação indicativa: Livre
Às 14h00 - Parte 3 - Classificação indicativa: 12 anos

Correalização: Sesc, Midiativa e Goethe-Institut
Coordenação: Singular – Arquitetura de Mídia
Pareceria: Fundação Prix Jeunesse e Cine Espaço Itaú
Direção geral e curadoria: Beth Carmona

Para sintonizar o SescTV:
Canal 128, da Oi TV
Ou consulte sua operadora
Assista também online em sesctv.org.br/aovivo
Siga o SescTV no twitter: http://twitter.com/sesctv
E no facebook: https: facebook.com/sesctv


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Seres Especiais

Por Luiz Augusto da Silva

Devemos sempre insistir na busca dos ideais. Perseverar sem cansaço, até às metas finais. Recorrermos aos meios, humanos e materiais. Confiantes no apoio, dos Seres Especiais. Sermos sempre otimistas, acreditando nas forças divinas. Fortalecidos pelo altruísmo, impulsos que reanimam. Felizmente neste mundo, os amigos aparecem. Aumentam as energias, que aos idealistas fortalecem. Agosto /2008 (Modificado)

Ninguém pode limitar os seus sonhos

Por Fernanda Valente


E se uma garotinha surda decidir ser bailarina? Quem impedirá? Estamos aqui para incluir e transformar. Isso é o que você poderá conferir ao assistir o curta-metragem de animação Tamara, produzida e criada por House Boat Animation. O filme é muito interessante para passar em sala de aulas para explicar a diversidade às crianças. Está disponível na Internet e serve como ferramenta para promover valores como respeito e empatia. Tamara é uma garotinha surda que quer ser bailarina. Qual é a barreira que os professores e os alunos podem tirar disso?

Fernanda Valente - Jornalista com especialização em Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Estudou teatro, fazendo parte do Grupo GEXTUS (Grupo Experimental de Teatro da UniSantos). É Instrutora da Libras (Língua Brasileira de Sinais). Ministrou aulas de design gráfico para surdos. Trabalhou como produtora e repórter em alguns programas de TV regionais. Hoje se dedica a trabalhos de comunicação digital e ao …

Dois filmes sobre deficiência física para assistir no dia dos namorados

Por Fernanda Valente
Trago hoje dois filmes para reflexão. Como eu era antes de você é um filme que mexe com as nossas emoções. Porém, foge de toda a ideia que tratamos sobre a inclusão. Penso que o personagem na história, Will, que é tetraplégico joga fora tudo o que estamos vendo como evolução nos dias de hoje. A deficiência física é tratada como um caos, como algo sem solução, sem esperança, sem fé... É jogar fora todo o amor de Louisa. Veja o filme e entenda a minha frustração.



Já o filme Ferrugem e Osso, que também trata de um romance mostra uma construção rica e verdadeira de uma pessoa que adquire a deficiência física após um acidente. Vai mostrar a depressão, a adaptação, aceitação e novas possibilidades de vida. Não acabou. Há possibilidades. Há vida!



Feliz dia dos Namorados! Deixo abaixo uma linda poesia pessoal do meu amigo poeta Luiz Augusto que fala sobre construção familiar. 

O Cravo e a Rosa

Ainda um jovem cravo Uma rosa encontrei Com pétalas aveludadas Por ela me encantei
No j…