Pular para o conteúdo principal

No dia 12 de outubro, o SescTV apresenta curtas e médias-metragens com o tema Infância e Diversidade



São 13 filmes premiados na edição brasileira do festival ComKids Prix Jeneusse Ibero-americano 2015, que irão ao ar a partir das 12h.    

O SescTV exibe uma seleção de produções com o tema Infância e Diversidade, em três partes, na sequência, no dia 12 de outubro, quarta, a partir das 12h. São 13 curtas e médias-metragens, de ficção e não ficção, que foram premiados na edição brasileira do ComKids Prix Jeunesse Ibero-americano 2015, festival que estimula e debate as produções audiovisuais e digitais para o público infanto-juvenil e tem direção e curadoria de Beth Carmona.
A primeira parte, às 12h, traz a animação La Casa de Mi Vecino (Argentina, 2014, 11’20”), episódio da série Cuentos del Árbol, ambientada em uma casa na árvore. Dirigido por Makena Lorenzo, o curta  mostra uma garota que lê para outras crianças uma história sobre a casa do vizinho. Em seguida, o curta-metragem de não ficção  La Siesta em Cerrillos (Argentina, 2013, 15’26”), que faz parte da série ¿Dale que ...?, dirigida por Gabriel Stagnaro, expõe as brincadeiras e imaginações de meninos e meninas que vivem em Cerrillos, cidade da província de Salta, na Argentina.  
A seguir, o filme ganhador do Prêmio SescTV: Tlahuitoltepec, Oaxaca (México, 2014, 23’27”), dirigido por Tonatiuh Martínez, revela o cotidiano de uma menina de nove anos que vive em um vilarejo mexicano e é apaixonada pelas aulas de música. A produção integra a série Mi Lugar, composta por documentários que retratam o México a partir do olhar da criança.
Segunda parte, às 13h:
Sonhos (Brasil, 2013, 15’56”, ficção). Direção: Haroldo Borges,
Que Monstro Te Mordeu? (Brasil, 2013, 33”44”, ficção), dirigido por Cao Hamburger e Philippe Barcinski, e  
Soberano Papeleo (Uruguai, 2014, 2’52”, ficção), dirigido por Lala Severi.
Qual É o seu Sonho, Karin? (Chile, 2013, 29’31”, não ficção), dirigido por Paula Gomez Vera.  

Terceira e última parte - às 14h:

As Aventuras de Minuano Kid(Brasil, 2014, 10’22”, ficção), dirigido por Edson Rodrigues e Pedro Antoniutti, e
Marina Não Vai à Praia (Brasil, 2014, 16’42”, ficção), dirigido por Cássio Pereira dos Santos.
Tem Criança na Cozinha – Rolinho Vietnamita (Brasil, 2013, 12’53”, não ficção), dirigido por Luis Igreja.
Asquerosamente Rico – Sapos Aplastados (Colômbia, 2014, 8’8”, não ficção), dirigido por Maritza Sánchez.
Cuentos de Viejos – David, los Muertitos (Colômbia, 2014, 5’43”, não ficção), dirigido por Carlos Smith, Marcelo Dematei.
Se Esse Filme Fosse Meu (Brasil, 2011, 17’33”, não ficção), dirigido por Beatriz Craveiro, e
Las Niñas de la Guerra – Berenice (Colômbia, 2015, 7’5”, não ficção), dirigido por Jaime César Espinoza.


SERVIÇO:

ComKids Prix Jeunesse Ibero-americano Brasil 2015
Exibições de filmes premiados no festival

Dia: 12 de outubro, quarta
Às 12h00 - Parte 1 - Classificação indicativa: Livre
Às 13h00 - Parte 2 - Classificação indicativa: Livre
Às 14h00 - Parte 3 - Classificação indicativa: 12 anos

Correalização: Sesc, Midiativa e Goethe-Institut
Coordenação: Singular – Arquitetura de Mídia
Pareceria: Fundação Prix Jeunesse e Cine Espaço Itaú
Direção geral e curadoria: Beth Carmona

Para sintonizar o SescTV:
Canal 128, da Oi TV
Ou consulte sua operadora
Assista também online em sesctv.org.br/aovivo
Siga o SescTV no twitter: http://twitter.com/sesctv
E no facebook: https: facebook.com/sesctv


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enfeites de Natal em potes, vasos e garrafas de vidro

Pra quem ama artesanato e enfeitar a casa para o Natal, a hora é agora. Deixo abaixo algumas dicas para fazer com taças, garrafas, potes e vasos de vidro: 


















TDAH: uma forma diferente de ver o mundo

Fernanda Santiago
O TDAH é um transtorno que inclui dificuldade de atenção, hiperatividade e impulsividade. Em geral, os sintomas começam na infância e podem persistir na vida adulta. Por ser um transtorno com característica genética, não tem cura. Porém, antes de rotular qualquer TDAH são pessoas que possuem inteligência e habilidades como as outras.  Achei este vídeo abaixo muito interessante. É muito difícil impor um padrão para o TDAH. Para os educares, seria muito bom prestar atenção na maneira que eles tentam se comunicar. O menininho do vídeo mostra grande interesse pela música. Será que os pais e os educadores estão preparados para perceber as habilidades e o interesse dessas crianças? Vale a pena conferir! Além disso, também há tratamentos através de medicamentos e da psicoterapia. 

Atypical, o que você precisa saber sobre o autismo

Fernanda Santiago Valente Você quer saber um pouco mais como é a vida de um garoto com o transtorno do espectro autista que está entrando na vida adulta? Para isso vale a pena assistir a série Atypical que está na Netflix desde o começo do mês de agosto. Não tem como não se apaixonar pelo personagem Sam, que está na fase de descobertas e quer arranjar uma namorada. É nessa busca pela paixão que se desenrola a história. Vamos entender como funciona a sua personalidade e como a situação afeta aqueles que estão ao seu redor. Algo muito interessante a se observar é a relação dele com a psicóloga. Sam se apaixona por ela. Isso é muito comum acontecer com paciente e profissional de sexos opostos, geralmente os pacientes que tem algum tipo de transtorno sempre se apaixonam por seus psicólogos.


Sam, apresentando os sintomas mais nítidos do espectro autista é um adolescente que tem sentimentos como qualquer outro. A única diferença é que seus sentimentos não são interpretados de forma comum. O ro…