Pular para o conteúdo principal

Fechando as brechas

(sexta devocional C3 Church Santos)

“Mas aí eu lhes disse: — Vejam como é difícil a nossa situação! A cidade de Jerusalém está em ruínas, e os seus portões foram destruídos. Vamos construir de novo as muralhas da cidade e acabar com essa vergonha. Então contei a eles como Deus havia me abençoado e me ajudado. E também contei o que o rei me tinha dito. Eles disseram: — Vamos começar a reconstrução!E se aprontaram para começar o trabalho.” (Neemias 2:17-18)


Por Agaci e Fabiano

A nação de Israel havia se afastado de Deus e se voltado para a idolatria. Depois de inúmeras advertências dos profetas, Jerusalém foi invadida e destruída, e o povo foi levado cativo para a Babilônia. O cativeiro durou 70 anos, como fora profetizado por Jeremias. No ano 538 A.C., Ciro, rei da Pérsia, permitiu ao povo regressar e iniciar a reconstrução do templo.

Neemias significa “aquele a quem Jeová conforta”. Ele tipifica o Espírito Santo, intercedendo por nós e nos dirigindo para que a obra divina na nossa vida seja completada. Quando Neemias soube do estado de Jerusalém, buscou ajuda do Senhor em oração, o estado daquela cidade era motivo de vergonha.  Somos como Jerusalém: templos do Senhor – e o templo já estava reconstruído – , lugar de sua habitação – carregamos o seu nome. O Pai deseja a nossa restauração e libertação, individualmente e como igreja. Entretanto, uma cidade sem muros está sujeita à invasão do inimigo; está sem controle. Antes de qualquer ação no interior da cidade, os muros precisavam ser fechados.

O livro de Neemias trata da reconstrução dos muros e portas da cidade..
Quantas vezes nos deparamos igual a cidade de Jerusalém?  Com muros derrubados, ou seja, áreas de nossas vidas ou não percebemos que à brechas em nosso muro (vida), como fofocas, contendas, mentiras, pornografia, adultério, momentos  em que damos vantagem para o diabo agir em nossas vidas.

Alguns  pontos para fecharmos as brechas em nossa vida:

1- Identificar as brechas : Neemias 1:4 
Para fechar as brechas de nossas vidas é necessário identificarmos onde elas estão. Na vida conjugal, profissional, ministerial, muitas vezes deixamos que esses buracos se formem em nossas vidas sem que percebamos. Quem nunca ouviu ou falou: "É só uma mentirinha..." com isso já cavamos um buraco e não nos demos conta.

2- Dependência/pedir ajuda a Deus: Neemias 1 : 5-7
Quando identificamos as brechas em nossos muros (vida) o segundo passo é pedir ajuda para Deus, é confessar nossos erros, pedirmos perdão e nos tornarmos totalmente dependentes dEle.
Pedro nos ensinou que ainda que caminhando com Jesus, teve um momento em que a mentira se aproximou dele, ele negou seu amigo, só que depois veio o arrependimento e o perdão de Jesus para com seu amigo Pedro.
Sabemos que é difícil sermos totalmente dependentes de Deus, muitas vezes queremos tomar as rédeas de nossas vidas e  nossas próprias decisões, queremos ouvir respostas de acordo com a nossa vontade e não com a do nosso Pai. Que possamos aprender, dia apos dia a sermos dependentes dEle, deixarmos ser guiados por Ele.

3- Atitudes: Neemias 3:3 
Temos que agir para fechar essas brechas e não deixar que elas se abram novamente, mas como?
Renunciando ao pecado todos os dias, orando, jejuando, lendo a palavra. Intimidade com o Pai, quando estamos mais intimos dEle, não deixamos espaço para o pecado nos diminuir, deixamos Cristo crescer em nos. Quando pertimitimos que Deus haja em nós conseguimos com que as brechas nunca mais sejam abertas.

Assim como Neemias orou e jejuou, vamos aproveitar esse momento de jejum e oração para analisar o muro de nossa cidade (vida). Vamos identificar as brechas, pedir ajuda a Deus com total dependência e fechar essas brechas.

O Senhor deseja que todas as brechas que possam existir em nossa vida sejam completamente fechadas!




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ninguém pode limitar os seus sonhos

Por Fernanda Valente


E se uma garotinha surda decidir ser bailarina? Quem impedirá? Estamos aqui para incluir e transformar. Isso é o que você poderá conferir ao assistir o curta-metragem de animação Tamara, produzida e criada por House Boat Animation. O filme é muito interessante para passar em sala de aulas para explicar a diversidade às crianças. Está disponível na Internet e serve como ferramenta para promover valores como respeito e empatia. Tamara é uma garotinha surda que quer ser bailarina. Qual é a barreira que os professores e os alunos podem tirar disso?

Fernanda Valente - Jornalista com especialização em Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Estudou teatro, fazendo parte do Grupo GEXTUS (Grupo Experimental de Teatro da UniSantos). É Instrutora da Libras (Língua Brasileira de Sinais). Ministrou aulas de design gráfico para surdos. Trabalhou como produtora e repórter em alguns programas de TV regionais. Hoje se dedica a trabalhos de comunicação digital e ao …

Dois filmes sobre deficiência física para assistir no dia dos namorados

Por Fernanda Valente
Trago hoje dois filmes para reflexão. Como eu era antes de você é um filme que mexe com as nossas emoções. Porém, foge de toda a ideia que tratamos sobre a inclusão. Penso que o personagem na história, Will, que é tetraplégico joga fora tudo o que estamos vendo como evolução nos dias de hoje. A deficiência física é tratada como um caos, como algo sem solução, sem esperança, sem fé... É jogar fora todo o amor de Louisa. Veja o filme e entenda a minha frustração.



Já o filme Ferrugem e Osso, que também trata de um romance mostra uma construção rica e verdadeira de uma pessoa que adquire a deficiência física após um acidente. Vai mostrar a depressão, a adaptação, aceitação e novas possibilidades de vida. Não acabou. Há possibilidades. Há vida!



Feliz dia dos Namorados! Deixo abaixo uma linda poesia pessoal do meu amigo poeta Luiz Augusto que fala sobre construção familiar. 

O Cravo e a Rosa

Ainda um jovem cravo Uma rosa encontrei Com pétalas aveludadas Por ela me encantei
No j…

Estações do Ano

Nos vastos campos verdejantes Desabrocham flores silvestres Que com variadas tonalidades Dão vida!À linda paisagem agreste.
É tempo da primavera... Colorida estação... Que enfeita a natureza À espera do verão:
Espetáculo tropical Que ocorre cada ano Para que no ato final Caiam as folhas no outono.
Este ciclo "vicioso" O inverno encerrará Para que lindas flores Voltem aos jardins enfeitar!
Autor:Luiz Augusto da Silva Olímpia- São Paulo- Brasil Data:20/03/2011
Afinal, porque as folhas caem... Sabem?
Um abraço fraterno à espera do inverno...