Pular para o conteúdo principal

Volte e recupere o que se perdeu...

(segundo dia de devocional - C3 Church Santos)
E sofreste, e tens paciência; e trabalhaste pelo meu nome, e não te cansaste. Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. (Apocalipse 2:3,4)


Por Rute e Alexandre

Queremos começar a devocional de hoje pedindo para que você relembre, por alguns minutos, qual foi a última coisa que você perdeu. Algo que você gostava muito e que era de uma grande importância. Você se desesperou, procurou incansavelmente, pensou nisso por dias, uma inquietação tomou conta de você.
Mas nada disso adiantou, porque você não encontrou. Então veio aquele sentimento de tristeza, onde você pensou: "Perdi mesmo. Como vou recuperar ?". Mas os dias se passaram e você foi se acostumando com a ideia e o fato de não ter mais. Então você se cansou de procurar. E hoje, talvez não sente faça mais falta.

A mesma coisa acontece com a presença de Deus em nossa vida. Ganhamos, conquistamos, e se por algum momento deixarmos ela de lado, e se isso virar um hábito parece simplesmente que ela desaparece. No começo bate aquele desespero, aquele sentimento de "Por que estou tão longe de Deus?" , "Por que não sinto mais a presença de Deus tão real como eu sentia antes?", "Onde ela está?".

Mas se necessitar de muito esforço acabamos desistindo de encontrá-la. É quando nos acostumamos a viver uma vida sem sentido, uma vida vazia, um louvor vazio, uma adoração seca, uma oração mecânica. E assim vão se passando os dias, os meses e os anos. E nos conformamos em não encontrar mais algo que para nós , no começo, era tão precioso: momentos com Deus no secreto, leitura da Palavra diariamente, orações profundas, louvores fervorosos. Tudo isso se perdeu. Mas o que fazer para recuperar ?

Lembre-se de onde caiu! Arrependa-se e pratique as obras que praticava no princípio. Se não se arrepender, virei a você e tirarei o seu candelabro do seu lugar. (Apocalipse 2:5)

É fácil, é simples, funciona !!!
Volte a fazer o que você fazia quando acabou de conhecer Jesus. Tente trazer à memória como era seu dia-a-dia. Quantas vezes você lia a Bíblia, quantos minutos você separava pra Deus (só você e ele), quantas vezes você ia na igreja durante a semana, qual era o seu testemunho dentro da sua casa, para com sua família, porque você tinha um alvo: ganhá-los para Cristo (então você se calava, você aguentava ofensas, você perdoava, você orava por eles, você os abençoava).

Queremos concluir com um versículo que diz:
Desde os dias de João Batista até agora, o Reino dos céus é tomado à força, e os que usam de força se apoderam dele. (Mateus 11:12)
Para recuperar o que se havia perdido é necessário esforço e dedicação. Precisamos nos esforçar mais para enfim tomar o Reino de Deus para nossa vida novamente, para nossa casa, para nossa família, para o nosso casamento, para o nosso ministério e chamado.
Acordem e fortaleçam aquilo que ainda está vivo, antes que morra completamente. (Apocalipse 3:2)



 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Psicologia, Autoconhecimento e Autoestima: O reflexo de tudo

Por Fernanda Valente


No módulo de Psicologia do Desenvolvimento: quadros clínicos, da minha pós em Educação Especial e inclusiva, com a Dra. Patrícia Widmer, aprendi que estamos aqui neste mundo para problematizar as coisas e que o desafio da realidade é sempre diferente dos nossos planos. O que é o desenvolvimento e como ele acontece? Nosso senso comum faz parte da Psicologia. Este senso faz parte do nosso desenvolvimento. A Psicologia faz parte disso tudo. São os conhecimentos acumulado, intuitivo, espontâneo, vida prática, situações do nosso cotidiano que são diferentes do conhecimento cientifico: realidade e abstração. A Psicologia começou com a Filosofia a partir de questões existenciais. Nossa mente está relacionada a nossa psiquê, nossa alma, o inconsciente. Faz parte do cérebro, mas não estamos vendo. Ela está relacionada às nossas fantasias, devaneios, brincadeiras, imaginação, etc. É um conhecimento que acumulamos através das nossas vivências. A Psicologia vai estudar o ser h…

Dedicação e Amor

Por Luiz Augusto da Silva
Quando ainda menino Os estudos iniciava Sempre muito animada Minha avó me incentiva. Fazia tudo com carinho Do fundo do coração  Fortalecida pelo amor Com muita dedicação.  Preparava minha merenda Pãezinhos com goiabada Um prazer muito grande Na sua voz eu notava. Seguia-me ao portão  Até eu virar a esquina Seguindo o meu caminho Para uma escola pequenina. Durante a minha infância  Nunca vi nada igual O seu amor é bondade Transcediam ao natural. Hoje mais uma vez Relembrando o seu amor Com saudades faço votos: Que no seu descanso eterno Hajam hinos de louvor.
Agosto/2008 In Memorian: Henriqueta Maria  da Silva. (avó materna)

Na Medida Certa

Por Luiz Augusto da Silva

Ouça a voz do coração Voa com leveza Prova melhores sabores Sinta perfume das flores Tenha muitos amores Exercita a gratidão Elimina a tristeza Viva com realeza.
23/06/2017