Pular para o conteúdo principal

Dia da Gula

Hoje, dia 26 de janeiro, é comemorado o Dia da Gula! Para quem procura por um bom motivo para sair da dieta, a Bololô (http://www.bolosbololo.com.br/), rede de franquias de bolos presente no mercado desde 2012, disponibiliza agilidade e praticidade sem perder o gostinho de casa. Os produtos são feitos de forma totalmente artesanal, unindo produto de baixo custo e de valor nutricional elevado, por utilizar somente ingredientes naturais (frutas, legumes), sem conservantes, aromatizantes e outros. 


“O bolo tem o papel de reunir a família em momentos de descontração e união. Aquele bolo gostoso, feito com amor, deixa a família alegre e mais próxima. Na Bololô, fazemos cada bolo de forma única, sem misturas e ‘na mão’, pois cada bolo tem uma atenção especial em nossa produção. Além dos bolos caseiros, mini bolos e cupcakes, ainda fazemos os bolos de aniversário, decorados de forma exclusiva conforme a necessidade ou desejo do cliente. Smash the cake para fotos infantis, dentre outros”, explica Camila Castelli, sócia e responsável pela produção da Bololô. 

Outra opção para comemorar o Dia da Gula é a Sr. Sorvete, rede de franquias de sorvete, apresenta em seu cardápio as famosas taças lambuzadas. Bonitas e decoradas, elas chamam atenção e geram curiosidades, fazendo bastante sucesso entre todos os que provam essa delícia. 


A sorveteria conta com seis modelos de taças: creme de avelã; tentação com morango e chocolate; ganache branco e ao leite; waffle crocante com chocolate ao leite; mineira com doce de leite e amendoim torrado e ganache branco com coco ralado. Todas as taças acompanham duas bolas de sorvete, chantili e canudos de biju, além de brigadeiros e doces que dão um toque especial e único a cada uma delas. Além disso, a Sr. Sorvete possui produtos que compõem o cardápio, como a taça colegial, banana split, feijoada de sorvete e o sorvete de massa, bem como o espaço café, que oferece chocolate quente, cappuccino, bolos e salgados. 

“Apostamos nas taças lambuzadas devido ao grande sucesso que elas fazem com o público jovem. A taça tem sua elegância, encanta com a montagem e é deliciosa para se saborear”, declara Leandro Sambini, chef gelatiere da Sr. Sorvete.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Seres Especiais

Por Luiz Augusto da Silva

Devemos sempre insistir na busca dos ideais. Perseverar sem cansaço, até às metas finais. Recorrermos aos meios, humanos e materiais. Confiantes no apoio, dos Seres Especiais. Sermos sempre otimistas, acreditando nas forças divinas. Fortalecidos pelo altruísmo, impulsos que reanimam. Felizmente neste mundo, os amigos aparecem. Aumentam as energias, que aos idealistas fortalecem. Agosto /2008 (Modificado)

Ninguém pode limitar os seus sonhos

Por Fernanda Valente


E se uma garotinha surda decidir ser bailarina? Quem impedirá? Estamos aqui para incluir e transformar. Isso é o que você poderá conferir ao assistir o curta-metragem de animação Tamara, produzida e criada por House Boat Animation. O filme é muito interessante para passar em sala de aulas para explicar a diversidade às crianças. Está disponível na Internet e serve como ferramenta para promover valores como respeito e empatia. Tamara é uma garotinha surda que quer ser bailarina. Qual é a barreira que os professores e os alunos podem tirar disso?

Fernanda Valente - Jornalista com especialização em Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Estudou teatro, fazendo parte do Grupo GEXTUS (Grupo Experimental de Teatro da UniSantos). É Instrutora da Libras (Língua Brasileira de Sinais). Ministrou aulas de design gráfico para surdos. Trabalhou como produtora e repórter em alguns programas de TV regionais. Hoje se dedica a trabalhos de comunicação digital e ao …

Dois filmes sobre deficiência física para assistir no dia dos namorados

Por Fernanda Valente
Trago hoje dois filmes para reflexão. Como eu era antes de você é um filme que mexe com as nossas emoções. Porém, foge de toda a ideia que tratamos sobre a inclusão. Penso que o personagem na história, Will, que é tetraplégico joga fora tudo o que estamos vendo como evolução nos dias de hoje. A deficiência física é tratada como um caos, como algo sem solução, sem esperança, sem fé... É jogar fora todo o amor de Louisa. Veja o filme e entenda a minha frustração.



Já o filme Ferrugem e Osso, que também trata de um romance mostra uma construção rica e verdadeira de uma pessoa que adquire a deficiência física após um acidente. Vai mostrar a depressão, a adaptação, aceitação e novas possibilidades de vida. Não acabou. Há possibilidades. Há vida!



Feliz dia dos Namorados! Deixo abaixo uma linda poesia pessoal do meu amigo poeta Luiz Augusto que fala sobre construção familiar. 

O Cravo e a Rosa

Ainda um jovem cravo Uma rosa encontrei Com pétalas aveludadas Por ela me encantei
No j…