Pular para o conteúdo principal

O Carnaval e suas diversas expressões é tema de programação especial no SescTV

As atrações vão ao ar do dia 24 a 28 de fevereiro

Lamartine Babo. Foto: Emidio Luisi.

Quatorze programas, entre documentários, dramaturgia, debate, shows, séries e espetáculo de dança, abordam o Carnaval e suas diversas expressões do dia 24 a 28 de fevereiro, no SescTV.

As exibições começam com a dramaturgia de Antunes Filho em Lamartine Babo, dirigida por Emerson Danesi e encenada pelo Centro de Pesquisa Teatral – CPT, do Sesc. No espetáculo, que vai ao ar no dia 24/2, sexta, às 23h, um grupo de atores - que prepara uma homenagem ao compositor - recebe a visita do misterioso Silveirinha.

No dia 25/2, sábado, às 12h, é a vez do documentário Espia Só, dirigido por Saturnino Rocha. A produção mostra a trajetória do maestro e compositor gaúcho Octávio Dutra (1884 – 1937), autor de mais de 500 músicas, entre choros, sambas e valsas. Outro documentário, A Linha e o Passo, de Talita Miranda, retrata a identidade visual das ruas de Recife no carnaval, no dia 28/2, terça, às 15h30. 

Diversos sons que permeiam a maior festa brasileira podem ser apreciados em cinco episódios da série Coleções, com direção geral de Belisario Franca. O primeiro, Carnaval, narra histórias de dois blocos cariocas: Cordão do Boitatá e Cacique de Ramos, no dia 25/2, sábado, às 13h30. O segundo, Frevo, fala sobre esse ritmo, tanto na música como na dança, no dia 26/2, domingo, às 13h30. Já o episódio Samba Enredo aborda a tradição das composições feitas para desfiles de carnaval nas principais escolas de samba do Rio de Janeiro, no dia 27/2, segunda, às 11h. Neste mesmo dia, às 16h, Folguedos: Afoxé apresenta o ritmo Ijexá; e, ainda neste dia, às 23h30, Patrimônios da Humanidade – Centro Histórico de Olinda (PE) mostra a cidade que é berço do tradicional carnaval de bonecos gigantes.

Voltando ao dia 25/2, sábado, às 21h, vai ao ar Praça da Estação BH, episódio da série Arquiteturas, dirigida por Paulo Markun e Sergio Roizenblit. A produção fala sobre a ocupação cultural da população em locais do centro de Belo Horizonte, a começar pela Praça da Estação, local do projeto Praia da Estação e do carnaval de rua. No mesmo dia, às 22h, o show Paula Lima e D. Ivone Lara cantam Clementina de Jesus lembra canções que marcaram época na voz da homenageada. Outro show, Ska Maria Pastora, traz, no dia 26/2, domingo, às 18h, o noneto pernambucano que funde ska e frevo, com influências do jazz, reggae, da ciranda, entre outros.

Ainda no dia 26/2, domingo, às 17h, vai ao ar O Samba Pede Passagem, da série Contraplano, dirigida por Luiz R. Cabral. A produção analisa o samba como identidade cultural a partir dos filmes: Garotas e Samba (1957), direção Carlos Manga; O Mandarim (1995), direção Júlio Bressane; Paulinho da Viola – Meu Tempo é Hoje (2003), direção Izabel Jaguaribe; e Cartola – Música Para os Olhos (2006), direção Hilton Lacerda e Lírio Ferreira. Com participação do professor de filosofia Celso Favaretto e do artista plástico Luiz Aquila.

O canal apresenta ainda outras três atrações com o tema carnaval, todas no dia 28/2, terça. Às 17h, o episódio Alegorias e Estresse nas Avenidas, da série Estilhaços, dirigida por Kiko Goifman; às 18h, a coreografia Sapatos Brancos, encenada pelo Núcleo Artístico Luís Ferron, exibida na série Dança Contemporânea, com direção para TV de Antonio Carlos Rebesco; e, às 23h, O Choro da Cuíca, da série Temporal, também com direção de Kiko Goifman, mas desta vez em parceria com Olivia Brenga.

SERVIÇO:

Dramaturgia: Lamartine Babo
Dia: 24/2, sexta, às 23h
Dramaturgia: Antunes Filho
Direção: Emerson Danesi
Classificação indicativa: 10 anos

Documentário: Espia Só
Dia: 25/2, sábado, às 12h
Direção: Saturnino Rocha
Classificação indicativa: Livre

Coleções: Festas Brasileiras: Carnaval
Dias: 25/2, sábado, às 13h30
Direção geral: Belisario Franca
Classificação indicativa: 10 anos

Arquiteturas: Praça da Estação BH
Dia: 25/2, sábado, às 21h
Direção: Paulo Markun e Sergio Roizenblit
Classificação indicativa: Livre

Show: Paula Lima e Dona Ivone Lara cantam Clementina de Jesus
Dia: 25/2, sábado, às 22h
Classificação indicativa: Livre

Coleções - Ritmos: Frevo
Dia: 26/2, domingo, às 13h30
Direção geral: Belisario Franca
Classificação indicativa: 10 anos

Contraplano: O Samba Pede Passagem
Dia: 26/2, domingo, às 17h
Direção: Luiz R. Cabral
Classificação indicativa: Livre

Instrumental SESC Brasil: Ska Maria Pastora
Dia: 26/2, domingo, às 18h
Direção Geral: Max Alvim
Classificação indicativa: Livre

Coleções: Samba Enredo
Dia: 27/2, segunda, às 11h
Direção geral: Belisario Franca
Classificação indicativa: 12 anos

Coleções: Folguedos Populares: Afoxé
Dia: 27/2, segunda, às 16h
Direção geral: Belisario Franca
Classificação indicativa: Livre

Coleções: Patrimônios da Humanidade – Centro Histórico de Olinda
Dia: 27/2, segunda, às 23h30
Direção geral: Belisario Franca
Classificação indicativa: Livre

Documentário: A Linha e o Passo
Dia: 28/2, terça, às 15h30
Direção: Talita Miranda
Classificação indicativa: Livre

Estilhaços: Alegorias e Estresse nas Avenidas
Dia: 28/2, terça, às 17h
Direção: Kiko Goifman
Classificação indicativa: 10 anos

Dança Contemporânea: Sapatos Brancos
Dia: 28/2, terça, às 18h
Direção: Antonio Carlos Rebesco
Classificação indicativa: 12 anos

Temporal: O Choro da Cuíca
Dia: 28/2, terça, às 23h
Direção: Kiko Goifman e Olivia Brenga
Classificação indicativa: 10 anos

Para sintonizar o SescTV:
Canal 128, da Oi TV
Ou consulte sua operadora
Assista também online em sesctv.org.br/aovivo
Siga o SescTV no twitter: http://twitter.com/sesctv




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os benefícios da caminhada

Fernanda Santiago
Existem inúmeras atividades físicas, mas a caminhada tem a menor taxa de abandono de todos eles. É simples e a mudança positiva que você pode fazer para efetivamente melhorar sua saúde cardíaca. Praticar a caminhada por pelo menos 30 minutos por dia pode ajudá-lo: Reduzir o risco de doença cardíaca coronáriaMelhorar a pressão arterial e os níveis de açúcar no sangueMelhorar o perfil lipídico no sangueManter o peso corporal e diminuir o risco de obesidadeMelhorar o bem estar mentalReduzir o risco de osteoporoseReduzir o risco de câncer de mama e de cólonReduzir o risco de não insulino-dependente (tipo 2) diabetes

São muitos benefícios para uma atividade tão simples. Se você mora perto da praia, melhor ainda. Se não tem uma praia próxima, procure um parque.  Caminhe, respire fundo e aprecie tudo ao redor. O corpo agradece!

Terminou a folia!

Terminou a folia;  não tirei a fantasia;  só transmito alegria; nada de melancolia. Sou Palhaço! Meus nervos são de aço. com meus versos,  meus sentimentos disfarço.  Sou Palhaço! Com nariz avermelhado; sapato pontiagudo; roupa colorida: No picadeiro,  a platéia alegro;  não iludo - convenço. Assim, conduzo a vida sem perder o compasso... Sou Palhaço! Sou Palhaço! 
13/02/2018 Luiz Augusto da Silva Olimpia - São Paulo

A tradicional sopa de cebola francesa

Fernanda Santiago Valente Quem é que não gosta de uma sopa no tempo frio? Aqui no Brasil, muitos recomendam a sopa de cebola para quem está com dor de garganta ou gripado. Eu vou além. Amo todos os tipos de cremes e sopas, mas a de cebola tem um sabor especial. A sopa tradicional da cozinha parisiense merece toda a atenção.Algumas lendas da França afirmam que a sopa de cebola foi inventada por Louis XV, quando passavam por uma crise. Ele só tinha cebolas, manteiga e champanhe como alimentos, assim como toda a população de baixa renda. A receita ganhou novos temperos ao decorrer dos anos e conseguiu conquistar todo o mundo, principalmente nós brasileiros, pois amamos nos deliciar com uma sopinha nos períodos frios, não é mesmo? Ainda nas tradições parisienses, a sopa serve para alimentar também as emoções do dia do tão sonhado casamento. Eles tem o hábito de consumir a sopa após a festa. Isso se repete também em grandes eventos. Se por acaso acordarem de ressaca, também consomem a sopa,…