Pular para o conteúdo principal

Bianca Gismonti Trio apresenta ritmos brasileiros no SescTV

Documentário e show inéditos com o trio vão ao ar no dia 5/3, domingo, a partir das 21h

Bianca Gismonti. Foto: Piu Dip.

O SescTV exibe documentário da série Passagem de Som e show da série Instrumental Sesc Brasil inéditos com Bianca Gismonti Trio. O primeiro transita pela trajetória musical da pianista e compositora, e passeia pela Casa de Vidro da arquiteta ítalo-brasileira Lina Bo Bardi. O segundo apresenta repertório autoral de Bianca, além de composições de seu pai, o compositor e multi-instrumentista Egberto Gismonti, além de músicas de Tom Jobim e Vinícius de Moraes. Com direção geral de Max Alvim, as atrações estreiam no dia 5/3, domingo, a partir das 21h (Assista também em sesctv.org.br/aovivo).

Bianca nasceu em 1982, no Rio de Janeiro. Aos nove anos começou a tocar piano e aos 15 já acompanhava o pai, Egberto, em shows pelo mundo.  No Passagem de Som, a artista diz que as canções que ouvia na década de 1990 foram as que mais permaneceram em sua memória. “Um período que eu escutava muito a música moderna, contemporânea, MPB sempre”. Mas o fato de seu pai ser contratado do selo europeu ECM, especializado em jazz, também a incentivou a ouvir importantes nomes do gênero, como Keith Jarret, Herdei Hancock e Bill Evans. Tudo isso moldou a sua formação musical.

Bianca conta que o trio nasceu sem pretensão nenhuma. Começou a tocar com Júlio Falavinha, baterista e seu marido, e juntos decidiram convidar o baixista Antônio Porto. “O trio foi se formando naturalmente”, comenta. Hoje, o grupo possui dois discos lançados: Sonhos de Nascimento, em 2013, e Primeiro Céu, em 2015, com composições que transitam entre a música instrumental e a popular. “Muitas delas são homenagens a pessoas que admiro”, fala a artista. “Enquanto Eu Canto foi criada para a cantora Joana Duah”, explica. Em um estúdio na capital paulista, Bianca e Joana recordam como se conheceram.

Além de tocar em trio, Bianca também faz um trabalho em duo, desde 2005, com a pianista Cláudia Castelo Branco, chamado Gisbranco. A dupla passeia pela música popular e erudita, explorando ritmos brasileiros, latinos e jazz. A parceria resultou na gravação de três álbuns e um DVD.

O documentário mostra ainda a visita da pianista à Casa de Vidro, no bairro do Morumbi, na cidade de São Paulo. Para Bianca, esta obra de Lina Bo Bardi, arquiteta italiana naturalizada brasileira, sempre teve uma mistura do interior com a cidade, do intelectual com o natural. “Sempre teve essa mescla muito forte na minha família”, diz.

No Teatro Anchieta do Sesc Consolação, o Passagem de Som registra o ensaio do show de Bianca Gismonti Trio - que já se apresentou na Inglaterra, Espanha, Portugal e Japão - para o show da série Instrumental Sesc Brasil exibido na sequência. No repertório, músicas dos dois álbuns do trio, de autoria de Bianca, algumas de Egberto Gismonti e também de Tom Jobim e Vinícius de Moraes.

SERVIÇO:

Passagem de Som / Instrumental Sesc Brasil
Bianca Gismont Trio
Estreia: 5/3, domingo, a partir das 21h
Reapresentações: 6/3, segunda, às 16h30; 7/3 terça, às 9h30; 8/3, quarta, às 11h; 9/3, quinta, às 13h; e 11/3, sábado, às 14h.
Classificação indicativa: Livre
Produção: Canal Independente
Direção Geral: Max Alvim

Para sintonizar o SescTV:
Canal 128, da Oi TV
Ou consulte sua operadora
Assista também online em sesctv.org.br/aovivo
Siga o SescTV no twitter: http://twitter.com/sesctv


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enfeites de Natal em potes, vasos e garrafas de vidro

Pra quem ama artesanato e enfeitar a casa para o Natal, a hora é agora. Deixo abaixo algumas dicas para fazer com taças, garrafas, potes e vasos de vidro: 


















TDAH: uma forma diferente de ver o mundo

Fernanda Santiago
O TDAH é um transtorno que inclui dificuldade de atenção, hiperatividade e impulsividade. Em geral, os sintomas começam na infância e podem persistir na vida adulta. Por ser um transtorno com característica genética, não tem cura. Porém, antes de rotular qualquer TDAH são pessoas que possuem inteligência e habilidades como as outras.  Achei este vídeo abaixo muito interessante. É muito difícil impor um padrão para o TDAH. Para os educares, seria muito bom prestar atenção na maneira que eles tentam se comunicar. O menininho do vídeo mostra grande interesse pela música. Será que os pais e os educadores estão preparados para perceber as habilidades e o interesse dessas crianças? Vale a pena conferir! Além disso, também há tratamentos através de medicamentos e da psicoterapia. 

Atypical, o que você precisa saber sobre o autismo

Fernanda Santiago Valente Você quer saber um pouco mais como é a vida de um garoto com o transtorno do espectro autista que está entrando na vida adulta? Para isso vale a pena assistir a série Atypical que está na Netflix desde o começo do mês de agosto. Não tem como não se apaixonar pelo personagem Sam, que está na fase de descobertas e quer arranjar uma namorada. É nessa busca pela paixão que se desenrola a história. Vamos entender como funciona a sua personalidade e como a situação afeta aqueles que estão ao seu redor. Algo muito interessante a se observar é a relação dele com a psicóloga. Sam se apaixona por ela. Isso é muito comum acontecer com paciente e profissional de sexos opostos, geralmente os pacientes que tem algum tipo de transtorno sempre se apaixonam por seus psicólogos.


Sam, apresentando os sintomas mais nítidos do espectro autista é um adolescente que tem sentimentos como qualquer outro. A única diferença é que seus sentimentos não são interpretados de forma comum. O ro…