Pular para o conteúdo principal

Longa-metragem Deserto Azul, dirigido por Eder Santos, é exibido pela primeira vez na televisão

Premiado, o filme de ficção científica traz um mundo futurista e um homem em crise existencial


Dirigido por Eder Santos, um dos principais nomes da videoarte no Brasil, o longa-metragem de ficção científica Deserto Azul, lançado em 2013, será exibido pela primeira vez na televisão, no dia 25/03, sábado, às 22h, no SescTV (assista também em sesctv.org.br/aovivo). Segundo longa do diretor, o filme se passa em um mundo futurista, no qual um homem em crise existencial busca a transcendência. A produção - que recebeu os prêmios de Melhor Fotografia no Festival de Jakarta, na Indonésia, e de Melhor Narrativa no Festival do México em 2015 – foi filmada em Brasília e no Deserto do Atacama, no Chile.


O filme tem como cenário um planeta que se esvaziou após passar por mudanças, onde não existem mais religiões, atividades físicas, memórias e dogmas. Nesse vazio, o protagonista, sem nome, “ele”, interpretado por Odilon Esteves, segue por uma jornada evolutiva com o objetivo de entender o sentido da vida e o porquê da existência humana.

Sua curiosidade o leva a caminhar pelo deserto do Atacama, onde conversa com um pintor, encenado por Chico Díaz, que tinge as dunas de areias de azul. Eles conversam sobre signos, metafísica, destino e medo.  A produção também mostra que, em meio a sonhos, intuições e símbolos, “ele” mantém contato com sua alma gêmea, interpretada por Maria Luísa Mendonça. Os atores Ângelo Antônio e Michelle Castro também estão no elenco.

Para gravar Deserto Azul, o diretor usou trechos de textos do primeiro livro de arte de Yoko Ohno, Grapefruit, publicado em 1964, que teria inspirado o músico inglês John Lennon a escrever um de seus maiores sucessos solo, a canção Imagine. Viúva do ex-The Beatles, Yoko gostou do resultado do filme, que foi exibido na Inglaterra e teve lançamento em Tóquio, sua cidade natal.

O longa tem direção de fotografia de Pedro Farkas e música de Stephen Vitiello. O cenário é composto por obras dos artistas Adriana Varejão, Alex Fischer, Carlitos Carvalhosa, Darlan Rosa, Janaina Mello, João Grilo, Leandro Aragão, Miguel Ferreira, Nydia Negromonte, Optmat e Rita Meyers



SERVIÇO:
 
Filme de ficção
Deserto Azul
Estreia: 25/3, sábado, às 22h
Reapresentação: 29/03, quarta, às 24h
Duração: 92 minutos
Classificação indicativa: 12 anos
Direção: Eder Santos
Produção: Trem Chic
Realização: Sesc
 
Para sintonizar o SescTV:
Canal 128, da Oi TV
Ou consulte sua operadora
Assista também online em sesctv.org.br/aovivo
Siga o SescTV no twitter: http://twitter.com/sesctv
E no facebook: https:facebook.com/sesctv


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enfeites de Natal em potes, vasos e garrafas de vidro

Pra quem ama artesanato e enfeitar a casa para o Natal, a hora é agora. Deixo abaixo algumas dicas para fazer com taças, garrafas, potes e vasos de vidro: 


















TDAH: uma forma diferente de ver o mundo

Fernanda Santiago
O TDAH é um transtorno que inclui dificuldade de atenção, hiperatividade e impulsividade. Em geral, os sintomas começam na infância e podem persistir na vida adulta. Por ser um transtorno com característica genética, não tem cura. Porém, antes de rotular qualquer TDAH são pessoas que possuem inteligência e habilidades como as outras.  Achei este vídeo abaixo muito interessante. É muito difícil impor um padrão para o TDAH. Para os educares, seria muito bom prestar atenção na maneira que eles tentam se comunicar. O menininho do vídeo mostra grande interesse pela música. Será que os pais e os educadores estão preparados para perceber as habilidades e o interesse dessas crianças? Vale a pena conferir! Além disso, também há tratamentos através de medicamentos e da psicoterapia. 

Atypical, o que você precisa saber sobre o autismo

Fernanda Santiago Valente Você quer saber um pouco mais como é a vida de um garoto com o transtorno do espectro autista que está entrando na vida adulta? Para isso vale a pena assistir a série Atypical que está na Netflix desde o começo do mês de agosto. Não tem como não se apaixonar pelo personagem Sam, que está na fase de descobertas e quer arranjar uma namorada. É nessa busca pela paixão que se desenrola a história. Vamos entender como funciona a sua personalidade e como a situação afeta aqueles que estão ao seu redor. Algo muito interessante a se observar é a relação dele com a psicóloga. Sam se apaixona por ela. Isso é muito comum acontecer com paciente e profissional de sexos opostos, geralmente os pacientes que tem algum tipo de transtorno sempre se apaixonam por seus psicólogos.


Sam, apresentando os sintomas mais nítidos do espectro autista é um adolescente que tem sentimentos como qualquer outro. A única diferença é que seus sentimentos não são interpretados de forma comum. O ro…