Pular para o conteúdo principal

Respira, inspira e não pira

Caroline Trevisan

Sabe aquela frase dita em propaganda de produtos de limpeza transmitida na TV? “Xô neura!” Ela fará parte do seu vocabulário a partir de agora, mas se ela já faz então mantenha e reforce cada palavra.
Mulher tem uma imaginação que vai bem longe e disso todo mundo sabe, entretanto o problema é quando ela se deixa levar pelos medos, dúvidas e fantasia criadas por ela mesma. Porém, os homens não estão muito atrás, tiram conclusões precipitadas e ainda criam uma situação totalmente contrária da real. Isso só atrapalha a nossa vida e não nos permite vivenciar momentos e situações portanto mande um “xô” e permita-se.
O nosso cérebro é o maior responsável por enviar mensagens a todo o nosso corpo e podemos reprogramá-lo por Programação Neurolinguística. Este é um método bem eficaz para mandar bem longe essas sensações negativas.
Crie confiança em si próprio e em quem merece, ria, chore, deixe sua vida mais leve, faça o que sentir vontade, seja independente e ame muito!
Esta não é uma receita de bolo e nem o segredo de nada, apenas uma dica de comportamento muito simples e válida até o resto de nossas vidas.
Experimente e comente aqui como foi e o resultado. Adoro trocar experiências com vocês leitores.
Até a próxima!


Comentários

PORTES CARLOS disse…
Parabéns pelas suas palavras eu, destaco que além da respiração para manter a calma o importante é amar em primeiro lugar a sí mesmo, são degraus que o ser irá subir lentamente espiritualmente.
Tente, você irá conseguir!
Ótima colocação Portes Carlos. Com certeza o amor próprio é uma grande chave para esse assunto ;)

Postagens mais visitadas deste blog

Vaginismo: O silêncio de muitas mulheres

Por Fernanda Santiago Valente
Medo. Dor. Relação sexual não consumada e frustrada. São os sintomas mais comuns das mulheres com vaginismo, uma contração vaginal que causa desconforto, dor e dificuldade em obter uma penetração sexual.
Elas não conseguem usar absorvente interno, a ginecologista tem dificuldade em examiná-las e até a introdução de um cotonete no canal da vagina pode causar desconforto insuportável. Elas são as vagínicas, mulheres que tem medo de sexo, dor e pânico ao transar. Para se livrarem do incomodo, buscam tratamento através de terapia psicológica e fisioterapia pélvica. A cura existe, porém, o assunto é pouco explorado até por profissionais da área médica. Muito se fala em sexo, prazer, orgasmo, mas numa roda de amigas, poucas são capazes de confessar que não conseguem consumar a relação sexual. Vagínicas, em geral, passam meses e anos só nas preliminares e muitas vezes o sentimento de vergonha as impede de buscar um tratamento especializado.
Rumo à cura!
O assunto…

Enfeites de Natal em potes, vasos e garrafas de vidro

Pra quem ama artesanato e enfeitar a casa para o Natal, a hora é agora. Deixo abaixo algumas dicas para fazer com taças, garrafas, potes e vasos de vidro: 


















Seis temas de atualidades que podem cair no Enem

Fique atento aos assuntos que você não pode deixar de saber para o Enem, de acordo com Daniel Pereira Leite, professor do Curso Poliedro
Estudar os principais acontecimentos do Brasil e do mundo é um ponto fundamental para alcançar uma boa nota na prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que neste ano ocorre nos dias 4 e 11 de novembro. Questões que envolvem atualidades podem cair nas provas de Filosofia, Sociologia, História, Geografia, Ciências ou mesmo como tema de Redação, que tem um peso representativo na nota final dos candidatos. O professor de Atualidades do Curso Poliedro, Daniel Pereira Leite, aponta que para estudar atualidades os candidatos devem apostar em diversas fontes de informação, como matérias televisivas, sites, jornais e revistas. Além disso, devem estar atentos aos assuntos que envolvem questões sociais. “A tendência das provas que cobram assuntos atuais é verificar o quanto o estudante está informado diante dos acontecimentos mais comentados na mídia”, ind…