Pular para o conteúdo principal

E quando as letras dançam?

Fernanda Valente




Como estrelas na Terra, Toda criança é especial é um filme indiano, longo, que aborda questões sobre a dislexia de forma verdadeira e sensível. Impossível não se emocionar e chorar. O filme conta a história de Ishaan Awasthi, um garotinho que tem entre oito e nove anos e está matriculado numa escola regular. Ele é um menino alegre, brincalhão, criativo, excelente na arte de desenhar, mas infelizmente, não consegue aplicar sua inteligência na escrita e leitura, repetindo de ano várias vezes.
O garotinho Ishaan faz parte de uma família de classe média. No entanto, seus pais tem uma grande afeição e orgulho pelo filho mais velho, que sempre tem excelentes resultados escolares, participando também de competições esportivas. O pai é um homem de negócios e a mãe apenas focada na educação dos filhos.
O clímax do filme começa, quando em sala de aula, o professor pede para que Ishaan leia um texto em voz alta. Ele olha para o caderno e apenas diz: As letras estão dançando! _ O professor responde:_O quê? _ As letras estão dançando, responde novamente Ishaan. As outras crianças riram da situação, achando que era uma brincadeira. Pensam que Ishann não está levando os estudos à sério. Nisso, o professor lhe dá uma punição. Os pais dele são chamados na escola e ficam tristes pelo filho não ser inteligente como o outro filho.
O diretor da escola recomenda aos pais que Ishaan estude num colégio interno. O menino fica triste e demonstra toda a sua tristeza num livro criativo desenhado por ele. Os pais ignoram. Pensam que estão fazendo bem pra ele. Na verdade, eles o punem. É um momento muito comovente, pois várias pessoas que possuem deficiência são deixadas de lado.
A parte boa dessa história foi um educador que entrou no internato para mudar todo o sistema com aulas de artes. Ele observou a tristeza de Ishaan e aos poucos foi percebendo que era um garoto muito inteligente, só sofria de dislexia. Este professor mudou as regras de ensino, sendo realmente especial. Citou em sala de aula, numa maneira inclusiva, que todos possuem habilidades diferentes. Mostrou exemplos de grandes nomes como Albet Einstein, Leonardo Da Vinci, entre outros, que passaram por algum transtorno.
É um filme que todo educador deveria assistir, principalmente as pessoas que tem um ser especial e genial na família. O final do filme foi muito bem produzido, mostrando que cada um tem a sua dificuldade e limitação, durante um laboratório em conjunto com todos os professores e pais de alunos. Você que é educador, pode também fazer a diferença! É a educação que transforma o mundo!
A trilha sonora do filme é linda. Vale cada momento. Assista:

Ficha Técnica:
Data de lançamento 2007 (2h 55min)
Direção: 
Gênero Drama
Nacionalidade Índia



Comentários

Anônimo disse…
Querida a sua publicação é muito interessante. Assisti o filme até o fim.É realmente comovente.Não só as letras são dançantes.Os números também ganham formas e movimentos,durante a prova de matemática,conforme a imaginação do menino diferente, obediente,criativo e muito inteligente.
Fernanda,o mais curioso disso tudo é que antes de assistir o filme escrevi à você:Siga adiante!Não esqueça, a sua estrela é brilhante.Sabia que por esse motivo sinto intensa alegria? Pois é...:Creio que continuamos em sintonia como já lhe disse algum dia !!!
Minha amiga boa noite !������Deus lhe abençoe !!!��
Luiz Augusto da Silva
Fernanda Valente disse…
Que bom que assistiu ao filme até o fim. Ele é lindo demais. Infelizmente algumas famílias não compreendem as doenças. É um trabalho muito difícil para educadores e profissionais da saude. Mas creio que não podemos desistir.

Postagens mais visitadas deste blog

Ninguém pode limitar os seus sonhos

Por Fernanda Valente


E se uma garotinha surda decidir ser bailarina? Quem impedirá? Estamos aqui para incluir e transformar. Isso é o que você poderá conferir ao assistir o curta-metragem de animação Tamara, produzida e criada por House Boat Animation. O filme é muito interessante para passar em sala de aulas para explicar a diversidade às crianças. Está disponível na Internet e serve como ferramenta para promover valores como respeito e empatia. Tamara é uma garotinha surda que quer ser bailarina. Qual é a barreira que os professores e os alunos podem tirar disso?

Fernanda Valente - Jornalista com especialização em Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Estudou teatro, fazendo parte do Grupo GEXTUS (Grupo Experimental de Teatro da UniSantos). É Instrutora da Libras (Língua Brasileira de Sinais). Ministrou aulas de design gráfico para surdos. Trabalhou como produtora e repórter em alguns programas de TV regionais. Hoje se dedica a trabalhos de comunicação digital e ao …

Dois filmes sobre deficiência física para assistir no dia dos namorados

Por Fernanda Valente
Trago hoje dois filmes para reflexão. Como eu era antes de você é um filme que mexe com as nossas emoções. Porém, foge de toda a ideia que tratamos sobre a inclusão. Penso que o personagem na história, Will, que é tetraplégico joga fora tudo o que estamos vendo como evolução nos dias de hoje. A deficiência física é tratada como um caos, como algo sem solução, sem esperança, sem fé... É jogar fora todo o amor de Louisa. Veja o filme e entenda a minha frustração.



Já o filme Ferrugem e Osso, que também trata de um romance mostra uma construção rica e verdadeira de uma pessoa que adquire a deficiência física após um acidente. Vai mostrar a depressão, a adaptação, aceitação e novas possibilidades de vida. Não acabou. Há possibilidades. Há vida!



Feliz dia dos Namorados! Deixo abaixo uma linda poesia pessoal do meu amigo poeta Luiz Augusto que fala sobre construção familiar. 

O Cravo e a Rosa

Ainda um jovem cravo Uma rosa encontrei Com pétalas aveludadas Por ela me encantei
No j…

Estações do Ano

Nos vastos campos verdejantes Desabrocham flores silvestres Que com variadas tonalidades Dão vida!À linda paisagem agreste.
É tempo da primavera... Colorida estação... Que enfeita a natureza À espera do verão:
Espetáculo tropical Que ocorre cada ano Para que no ato final Caiam as folhas no outono.
Este ciclo "vicioso" O inverno encerrará Para que lindas flores Voltem aos jardins enfeitar!
Autor:Luiz Augusto da Silva Olímpia- São Paulo- Brasil Data:20/03/2011
Afinal, porque as folhas caem... Sabem?
Um abraço fraterno à espera do inverno...