Que a mente renasça...


Fernanda Valente

Imagem: Kimberly Vohsen
Não é fácil controlar a mente. O apóstolo Paulo já dizia: "Aquilo que quero fazer, não faço, mas aquilo que não quero fazer, eu faço". Ninguém é bom. Ninguém. Falhamos o tempo todo, mas não quero mais fracassar. O medo me estagna muitas vezes e também não dá para encarar um lugar que te deixa em dúvidas.
Eu só quero fazer o bem. Prefiro servir a minha casa, o meu bairro, os meus amigos do que de repente ter que servir pactos poderosos. Minha vida está destinada a fortalecer os mais fracos, lutar pelos direitos constitucionais que demoraram anos para serem conquistados. 
Será que é tão difícil o mundo se unir para acabar com a fome e pobreza? Pra que ser um homem de negócio com jatinho particular? Interesses próprios. Invasão de propriedades. Guerra. Fome. Ganância. Indiferença. Jornalismo? Não acredito mais nele. É o poder invisível que manda nele. Prefiro ficar no meu canto escrevendo poesias e olhando para o que ainda pode ser sustentável pra mim: a família, pisar na areia do mar,  contemplar o sol. Tentar guardar a mente do que persegue...
Sim, me deprimi...
Sim, estou tomando calmantes...
Sim, gosto de escrever
apenas aquilo que observo, sinto e vejo. 

O que eu vejo agora?
Uma mente renascendo. 

Comentários