Pular para o conteúdo principal

Museus de São Paulo: dicas de passeios e presentes para as mamães

Aproveite a dica e não fique de fora. Souvenirs, acessórios e catálogos são algumas das opções de presentes que vão agradar mães de todos os gostos

Os Museus da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo estão com excelentes opções de passeios para quem quiser agradar a mamãe neste fim de semana. As instituições recebem e oferecem atrações e atividades culturais para todos os públicos, possuindo também lojas com lembranças para os mais diversos gostos, mais uma maneira para agradar a mãe. Confira: 

Imagem: Isabella Matheus
A Pinacoteca de São Paulo tem ecobags nas cores branca ou preta a R$ 55 (cada), além de joias exclusivas como brincos, anéis e colares, feitos em prata ou folheados a ouro, inspirados na arquitetura da Pinacoteca, que foi desenvolvida pela designer Aurea Sacilotto, com preços que variam entre R$ 81 e R$ 600 (cada). 

Todos os produtos estão à venda na loja física da Pinacoteca (Praça da Luz, s/nº, 1º andar). Para compras acima R$200 é possível dividir o total em até três vezes sem juros nos cartões de crédito e débito das principais bandeiras. A loja não aceita cheque. Mais informações pelo telefone (11) 3324-0938.

Imagem: Thâmara Malfatti

A dica do Museu da Imigração é a caneca de porcelana de 330 ml por R$ 25 (cada) e a  Mala-Chapéu retrô média a R$ 230 (cada). 


Os produtos podem ser adquiridos na loja física dentro do Museu, na rua Visconde de Parnaíba, 1316, Bresser-Mooca, ou pelo site http://lojamuseudaimigracao.commercesuite.com.br/.

Imagem: Nelson Kon

Já na loja do Museu Afro Brasil, o público pode encontrar diversos estilos de colares étnicos como o  de Piriquitinho de pau-brasil verde pintado a R$ 35 (cada); o Jarina de marfim vegetal por R$ 95 (cada); e o de açaí laranja pintado a R$ 50 (cada). 



Os acessórios podem ser adquiridos direto na loja do museu, que fica na Avenida Pedro Álvares Cabral, s/n  - Parque Ibirapuera - Portão 10 (acesso pelo portão 3). As formas de pagamento são em dinheiro e cartões de débito e créditos (as principais bandeiras).


Imagem: Ding Musa

Para as mães que gostam de arte e cinema, o Museu da Imagem e do Som (MIS-SP), sugere as gravuras da Frida Kahlo disponível nos tamanhos P (21x15cm) a R$ 38 (cada); M(30x21cm)  a R$ 68 (cada) e G (42x30cm) a R$ 98 (cada) em dois modelos diferentes; o catálogo da exposição O Mundo de Tim Burton custa R$ 64 (cada) e a cachaça Zé do Caixão, envelhecida em barris de carvalho, com 700 ml, por R$ 64 (cada). 

Os itens podem ser adquiridos na loja do espaço, que fica na Av. Europa, 158, Jardim Europa. Mais informações pelo telefone (11) 2117-4777.

Imagem: André Monteiro

No Museu do Café as compras também podem ser feitas na loja ou pela internet. As sugestões do espaço são a caneca Ágata por R$ 25 (cada); a xícara de Espresso com a logo do Museu por R$ 30 (cada) e a caderneta por R$ 28 (cada). O espaço aceita pagamentos em dinheiro e cartões de débito e crédito. Veja essas e outras opções no site http://loja.museudocafe.org.br.

Para conhecer a programação cultural de todo o estado, acesse a plataforma SP Estado da Cultura – http://www.estadodacultura.sp.gov.br
Acompanhe a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo nas mídias sociais:
Facebook: /culturasp
Twitter: @culturasp
Instagram: /culturasp
Spotify: /culturasp


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vaginismo: O silêncio de muitas mulheres

Por Fernanda Santiago Valente
Medo. Dor. Relação sexual não consumada e frustrada. São os sintomas mais comuns das mulheres com vaginismo, uma contração vaginal que causa desconforto, dor e dificuldade em obter uma penetração sexual.
Elas não conseguem usar absorvente interno, a ginecologista tem dificuldade em examiná-las e até a introdução de um cotonete no canal da vagina pode causar desconforto insuportável. Elas são as vagínicas, mulheres que tem medo de sexo, dor e pânico ao transar. Para se livrarem do incomodo, buscam tratamento através de terapia psicológica e fisioterapia pélvica. A cura existe, porém, o assunto é pouco explorado até por profissionais da área médica. Muito se fala em sexo, prazer, orgasmo, mas numa roda de amigas, poucas são capazes de confessar que não conseguem consumar a relação sexual. Vagínicas, em geral, passam meses e anos só nas preliminares e muitas vezes o sentimento de vergonha as impede de buscar um tratamento especializado.
Rumo à cura!
O assunto…

Seis temas de atualidades que podem cair no Enem

Fique atento aos assuntos que você não pode deixar de saber para o Enem, de acordo com Daniel Pereira Leite, professor do Curso Poliedro
Estudar os principais acontecimentos do Brasil e do mundo é um ponto fundamental para alcançar uma boa nota na prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que neste ano ocorre nos dias 4 e 11 de novembro. Questões que envolvem atualidades podem cair nas provas de Filosofia, Sociologia, História, Geografia, Ciências ou mesmo como tema de Redação, que tem um peso representativo na nota final dos candidatos. O professor de Atualidades do Curso Poliedro, Daniel Pereira Leite, aponta que para estudar atualidades os candidatos devem apostar em diversas fontes de informação, como matérias televisivas, sites, jornais e revistas. Além disso, devem estar atentos aos assuntos que envolvem questões sociais. “A tendência das provas que cobram assuntos atuais é verificar o quanto o estudante está informado diante dos acontecimentos mais comentados na mídia”, ind…

Dez Comportamentos que destroem os melhores casamentos

Por Fernanda Santiago
Casamentos que parecem não ter mais jeito, onde os cônjuges não se respeitam e até que abusam fisicamente um do outro são assuntos abordados no livro Castelo de Cartas, de Gary Chapman. Autor de outros livros como “As cinco linguagens do amor”, “Agora você está falando a minha linguagem“, “A essência das cinco linguagens do amor”, entre outros... Gary explica em Castelo de Cartas as experiências de casais que estavam com os seus casamentos totalmente destruídos pela falta de comunicação, falta de tempo e principalmente falta de respeito, mas que através de conselho e análise pastoral na vida de cada um, pode descobrir o problema e ajudá-los a serem felizes, e principalmente, restaurados pela mudança. O livro relata em todo o momento que devemos abandonar os mitos, aqueles que dizem que o ambiente determina o nosso estado mental. Um exemplo, será que eu não terei jeito se nasci num ambiente violento, ou o qual meus pais fumavam, me abusaram ou me rejeitaram? Ao cont…