Pular para o conteúdo principal

Música turca e barroca são destaques no SescTV


Canal exibe show inédito do grupo instrumental Pera Ensemble no dia 31/5, quarta, às 22h

Crédito: Leco de Souza
Formado por músicos de diversos países, sobretudo da Alemanha e da Turquia, o grupo Pera Ensemble apresenta o espetáculo Café: o Oriente Encontra o Ocidente em programa inédito no SescTV. Com um repertório composto por música barroca e turca, o show, que tem direção para TV de Daniela Cucchiarelli, integrou o Festival SESC de Música de Câmara. A estreia acontece no dia 31/5, quarta, às 22h. (Assista também em sesctv.org.br/aovivo).

Criado em 2005, pelos músicos Mehmet Yesilcay e İhsan Ozer, ambos nativos de Istambul, na Turquia, Pera Ensemble recebeu esse nome em homenagem a um bairro turco chamado Pera. Formado atualmente por músicos alemães, norte-americanos, espanhóis, italianos, russos e turcos, o conjunto de música instrumental une a música barroca europeia dos séculos 16 e 17 a canções tradicionais turcas. Em seus shows, os artistas transmitem uma mensagem de convivência harmônica entre povos do mundo.

No espetáculo Café: o Oriente Encontra o Ocidente, dirigido por Mehmet Yesilcay, o grupo faz referência à miscigenação cultural que houve entre o oriente e o ocidente. O trabalho foi criado a partir da pesquisa histórica sobre como o grão de café começou a ser cultivado na Europa. Unindo instrumentos antigos e contemporâneos, os músicos apresentam um repertório inspirado em composições de artistas como Johann Sebastian Bach e André Campras. Para o diretor Mehmet Yesilcay a improvisação é um fator essencial no espetáculo. “Nós improvisamos e isso é muito interessante tanto para a música europeia, quanto para a música barroca”, comenta.


Fazem parte do Pera Ensemble: Francesca Lombardi Mazzulli (soprano), Massimiliano Toni (cravo), Mehmet Yesilcay (odu e colascione), Serkan Mesut Halili (kanun), Volkan Yilmaz (ney), Yahya Geylan (canto), David Kuckhermann e Ozan Paris (percussão), Sarah Perl (viola da gamba), Dmitry Lepekhov e Maria Kaluzhskikh (violinos), Massimiliano Toni (cravo), Francesca Lombardi Mazzulli (soprano) e Hasan Esen (kemence e viola d’amore).  

Sobre o SescTV:

SescTV é um canal de difusão cultural do Sesc em São Paulo, distribuído gratuitamente, que tem como missão ampliar a ação do Sesc para todo o Brasil. Sua grade de programação é permeada por espetáculos, documentários, filmes e entrevistas. As atrações apresentam shows gravados ao vivo com grandes nomes da música e da dança. Documentários sobre artes visuais, teatro e sociedade abordam nomes, fatos e ideias da cultura brasileira. Ciclos temáticos de filmes e programas de entrevistas sobre literatura, cinema e outras artes também estão presentes na programação.

Serviço:

Especial Musical
Pera Ensemble
Estreia: 31, quarta, às 22h.
Reapresentações: 1/6, quinta, às 2h; 3/6, sábado, às 19h; 4/6, domingo, às 7h e 5/6, domingo, às 0h.
Classificação indicativa: Livre
Produção: Recheio Digital
Direção Geral: Daniela Cucchiarelli

Para sintonizar o SescTV:
Canal 128, da Oi TV
Ou consulte sua operadora
Assista também online em sesctv.org.br/ao vivo
Siga o SescTV no twitter: http://twitter.com/sesctv
E no facebook: https: facebook.com/sesctv


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enfeites de Natal em potes, vasos e garrafas de vidro

Pra quem ama artesanato e enfeitar a casa para o Natal, a hora é agora. Deixo abaixo algumas dicas para fazer com taças, garrafas, potes e vasos de vidro: 


















Roberto Carlos, O contador de Histórias

Fernanda Santiago
O contador de Histórias – Se você ainda não assistiu ao filme, recomendo que coloque na sua lista. Sabe aquelas histórias envolventes e reflexivas? Será que vale a pena investir numa pessoa que todo mundo diz que não tem jeito? Esta história verídica diz que sim. O filme conta a história de Roberto Carlos, um menino que teve sua primeira infância na Febem, devido a ignorância da sua mãe, mostrando o que a falta de educação e instrução faz com a sociedade. Para o sistema, Roberto Carlos era mais um “delinquente”, mas a condição de vida dele começou a mudar quando surgiu na Feben, uma educadora francesa que assumiu um papel maravilhoso na sua vida: o aceitou, o educou, o instruiu e acima de tudo, ensinou na prática que o amor é um longo exercício de paciência. Faz tempo que assisti ao filme, mas recentemente encontrei uma palestra do próprio Roberto Carlos no YouTube. Fiquei encantada. Hoje, é ele quem assume o papel de educador. Além disso, ele faz com outras crianças o…

Resenha: Contos de enganar a morte , de Ricardo Azevedo, 1ª edição - 2003.

Por Thiago Grass
Pode-se dizer que o folclore é uma força em constante movimento, uma fala, um símbolo, uma linguagem que o uso torna coletiva. Por meio dele, as pessoas dizem e querem dizer. E a dica de leitura bebe justamente dessa fonte da cultura popular. No livro “Contos de enganar a morte”, o escritor Ricardo Azevedo explora esse tema tão delicado de forma leve e criativa. O próprio autor menciona na obra:
Trata-se de um grave erro considerar a morte um assunto proibido ou inadequado para crianças. Heróis nacionais como Ayrton Senna, presidentes da república e políticos importantes, artistas populares, parentes, amigos, vizinhos e até animais domésticos infelizmente podem morrer e morrem mesmo. A morte é indisfarçável, implacável e faz parte da vida (AZEVEDO, 2003, p.58).
Portanto, o livro reúne quatro narrativas sobre a “hora de abotoar o paletó”, “entregar a rapadura”, “bater as botas”, “esticar as canelas”. Nesses contos, os personagens se defrontam com a morte, contudo, ninguém …