Pular para o conteúdo principal

Bailarina

Por Mário F Montini – 24.05.17

Nasci, voando no vento
No árido, a terra seca
Onde corria, brincando
O sol era o teto do dia
Na noite, sonhos, alegria

Embora o solo áspero
Os pés já não queimavam
A pele já não mais sentia
Tamanha era a alegria
De voar por aquelas cercanias

O sonho, o desejo de voar
Pulando os galhos secos
A vida que sempre vivia
Era a vontade, o desejo
De rodar, ser bailarina


Esticar os desejos dia a dia
Na imensa alegria de ver
Um broto de mandacaru
Que amanhã iria aparecer
Um verde de vida rejuvenescer

Esticar os sonhos acordada
Nos pulos das brincadeiras
Na terra seca assolada
Era juvenil a esperança
De ver a relva, molhada

Da criança, um sonho
O que fazer a bailarina
Senão buscar no sul da vida
Um novo senso de caminhar
Trabalhar e sobreviver agora

A bailarina nos sonhos da vida
Vai caminhar, agora molhada
Na terra de bênçãos, sonhada
No árduo trabalho, vivido
Na dança abençoada do viver
             


Comentários

Luiz Augusto da Silva disse…
Prezado amigo Mário Montini, gosto muito do seu rebuscado e bem ilustrado poema.Isento das lisonjas, isso traz-me alegria suprema. Parabéns e muitas inspirações sempre. Boa noite !☆☆☆Até brevemente...

Postagens mais visitadas deste blog

Acredite!

Por Fernanda Valente

Está sem motivação? Perdeu a direção? Não ousa mais sonhar? Pare, respire e viva. Cerque-se de pessoas alegres, essas tem o poder de influenciar nossas vidas de uma maneira extraordinária. O mundo está muito carente de alegria. Por isso, comece por você. Mude os velhos hábitos. Pare de reclamar! Ouse! Hoje, acorde cedo, faça uma caminhada, converse com alguém que nunca viu, distribua sorrisos. Enfim, comunique-se de uma maneira especial, sendo você mesmo. Não rejeite as pessoas. Encontre em cada olhar algo lindo de se ver. Não sinta medo de conhecer alguém. Cada pessoa é única e possui histórias maravilhosas para serrem contadas e ouvidas. Eu gosto muito de conversar com os idosos, são pessoas carentes, que viveram muito e o que eles tem a oferecer são suas histórias de vidas. Hoje não é como ontem e o amanhã não será como hoje. As pessoas mudam. O tempo corre. Mas não deixe que o tempo o controle. Viva e pronto! Trabalhe com paixão mesmo que o seu emprego não seja o …

ORAÇÃO PELA PÁTRIA

Por Luiz Augusto da Silva
Querido povo brasileiro, só mesmo a oração e a bondade  divinal poderá  moralizar a crise política nacional e dar ao Brasil proteção total! Oremos: Senhor faça o gigante pela  própria natureza,  adormecido em berço esplêndido,  despertar deste atual pesadelo.  Ilumina aos nossos  representantes  para que tenham pela  nossa nação  mais respeito e maior zelo.  Façamos à Deus nosso apelo para sairmos   deste cruel desmantelo. Senhor, livrai-nos do homem corruptor  e das garras do leão devorador.  Faça o povo brasileiro ordeiro  e livre do jugo estrangeiro . Amém!
Uma reflexão para o atual momento!

Chove Lá Fora

Por Luiz Augusto da Silva


Amanhece! Chove lá fora! Tudo está muito nublado: _Meu coração sufocado: Chora! Quero você agora!
Nuvens acinzentadas Esconde o raiar do sol. Priva os meus ouvidos Do canto do rouxinol!
Rolo na cama! Jogo o lençol: _A saudade invade o local! A tristeza é cruel!: "Mortal"! A felicidade foge!: Infernal!
Sou forte! Bravo! Luto! Bruto! _ Sou guerreiro com esperança! As tempestades serão vencidas: _Pela afiada lança da bonança!