Pular para o conteúdo principal

Programação para o dia da consciência negra

As atrações vão ao ar no dia 20 de novembro
Foto: Mundano Produções e Divina Imagem  Produções.

No Dia da Consciência Negra, 20 de novembro, o SescTV preparou uma programação especial com a temática negritude. São três documentários, três shows e um espetáculo de danças, que o canal apresenta a partir das 11h. (Assista também pela internet em sesctv.org.br/avivo).

Às 11h, o documentário Sotigui Kouyaté – Um Griot no Brasil - resultado da palestra Encontro com Sotigui Kouyaté e do workshop Práticas para uma Escuta, a Comunicação e a Sensibilidade, ocorridos em novembro de 2006, no Teatro Sesc Anchieta, em São Paulo -, mostra o ator e diretor africano, falecido em 2010, que fala sobre a memória de seu continente. O filme tem direção de Alexandre Handfest.

Às 12h, no show Homenagem a Wilson Simonal, os filhos Max de Castro e Simoninha interpretam composições que foram sucessos na carreira do pai, Wilson Simonal (1939 – 2000), como Sá Maria; Vesti Azul; Balanço na Zona Sul; Tributo a Martin Luther King; além de País Tropical, de Jorge Ben Jor. Com direção de Rodrigo Corelli, o programa que foi gravado ao vivo no Sesc Santo – SP.

Às 13h, o documentário Sete Dias em Burkina aborda a história e a cultura de Burkina Faso, país da África Ocidental, que abriga um dos festivais de música mais importante do continente, o NAK – Festival Noites Atípicas de Koudougou, cidade a 100km da capital Uagadugu. A produção tem direção de Carlinhos Antunes e Márcio Werneck.

Às 14h, é a vez do show do instrumentista e compositor etíope Mulatu Astatke, considerado o pai do ethio-jazz, gênero que mistura cool jazz com funk, ritmos caribenhos, árabes e indianos. Gravado no Sesc Vila Mariana, na capital paulista, o espetáculo tem direção para TV de Daniel Pereira.

Às 15h, o espetáculo Babilônia: Il Terzo Paradiso, dirigido e coreografado por Ismael Ivo, reflete sobre valores que já não existem mais em uma sociedade cada vez mais consumista, questionando as dificuldades de convivência e compartilhamento. A dança é exibida na série Dança Contemporânea, que tem direção de Antonio Carlos Rebesco.

Às 18h, o documentário Minha Avó Era Palhaço! conta a história da primeira palhaça negra do Brasil, a atriz Maria Eliza Alves dos Reis, que interpretava o palhaço Xamego, considerado a principal atração do Circo Guarany nas décadas de 1940 a 1960. O filme tem direção de Ana Minehina e Mariana Gabriel, neta de Xamego.

Às 19h, fechando a programação, show do cantor, tecladista, saxofonista e ativista nigeriano Femi Kuti - filho do criador do afrobeat, Fela Kuti (1938 – 1997) – apresenta repertório que mescla africanidade e música percussiva. O espetáculo foi gravado no projeto Batuque – Conexão África-Brasil, em dezembro de 2010, realizado pelo Sesc Santo André, na Grande São Paulo, com direção para TV de Daniel Pereira.



SERVIÇO:

Especial Consciência Negra
20 de novembro

Às 11h - documentário Sotigui Kouyaté – Um Griot no Brasil
Direção: Alexandre Handfest.
Classificação indicativa: Livre
Produção: Sesc SP

Às 12h - show Homenagem a Wilson Simonal, 
Direção para TV: Rodrigo Corelli
Classificação indicativa: Livre
Produção: Impacto TV

Às 13h - o documentário Sete Dias em Burkina 
Direção: Carlinhos Antunes e Márcio Werneck.
Classificação indicativa: Livre
Produção: Mundano Produções e Divina Imagem Produções

Às 14h - show Mulatu Astatke
Direção para TV: Daniel Pereira.
Classificação indicativa: 12 anos
Produção: Fuego Digital

Às 15h - Dança Contemporânea - Babilônia: Il Terzo Paradiso, de Ismael Ivo
Direção da série: Antonio Carlos Rebesco
Classificação indicativa: 12 anos
Produção: Pipoca Cine Vídeo

 Às 18h - documentário Minha Avó Era Palhaço! 
Direção: Ana Minehina e Mariana Gabriel
Classificação indicativa: Livre
Produção: Di Ôio Produções

Às 19h - show Femi Kuti
Direção para TV: Daniel Pereira
Classificação indicativa: Livre
Produção: Fuego Digital

 Para sintonizar o SescTV:
Canal 128, da Oi TV 
Ou consulte sua operadora
Assista também online em sesctv.org.br/ao vivo
Siga o SescTV no twitter: http://twitter.com/sesctv 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vaginismo: O silêncio de muitas mulheres

Por Fernanda Santiago Valente
Medo. Dor. Relação sexual não consumada e frustrada. São os sintomas mais comuns das mulheres com vaginismo, uma contração vaginal que causa desconforto, dor e dificuldade em obter uma penetração sexual.
Elas não conseguem usar absorvente interno, a ginecologista tem dificuldade em examiná-las e até a introdução de um cotonete no canal da vagina pode causar desconforto insuportável. Elas são as vagínicas, mulheres que tem medo de sexo, dor e pânico ao transar. Para se livrarem do incomodo, buscam tratamento através de terapia psicológica e fisioterapia pélvica. A cura existe, porém, o assunto é pouco explorado até por profissionais da área médica. Muito se fala em sexo, prazer, orgasmo, mas numa roda de amigas, poucas são capazes de confessar que não conseguem consumar a relação sexual. Vagínicas, em geral, passam meses e anos só nas preliminares e muitas vezes o sentimento de vergonha as impede de buscar um tratamento especializado.
Rumo à cura!
O assunto…

Enfeites de Natal em potes, vasos e garrafas de vidro

Pra quem ama artesanato e enfeitar a casa para o Natal, a hora é agora. Deixo abaixo algumas dicas para fazer com taças, garrafas, potes e vasos de vidro: 


















Seis temas de atualidades que podem cair no Enem

Fique atento aos assuntos que você não pode deixar de saber para o Enem, de acordo com Daniel Pereira Leite, professor do Curso Poliedro
Estudar os principais acontecimentos do Brasil e do mundo é um ponto fundamental para alcançar uma boa nota na prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que neste ano ocorre nos dias 4 e 11 de novembro. Questões que envolvem atualidades podem cair nas provas de Filosofia, Sociologia, História, Geografia, Ciências ou mesmo como tema de Redação, que tem um peso representativo na nota final dos candidatos. O professor de Atualidades do Curso Poliedro, Daniel Pereira Leite, aponta que para estudar atualidades os candidatos devem apostar em diversas fontes de informação, como matérias televisivas, sites, jornais e revistas. Além disso, devem estar atentos aos assuntos que envolvem questões sociais. “A tendência das provas que cobram assuntos atuais é verificar o quanto o estudante está informado diante dos acontecimentos mais comentados na mídia”, ind…