Pular para o conteúdo principal

Quem você influencia?

Fernanda Santiago Valente

Já reparou que de alguma maneira estamos o todo tempo influenciando alguma pessoa? Você está influenciando para o bem ou para o mal? Está contaminando ou contagiando? Acredito que a melhor forma de influenciar alguém é contagiando e não contaminando. Contaminar é deixar o outro confuso diante alguma situação ou sobre alguém. Por exemplo, não vá naquela igreja, as pessoas não são receptivas! Não vá naquele restaurante, eu fui e carne estava estragada, não faça aquele curso, é péssimo. Não faça questão daquela pessoa, é muito exigente.
Por outro lado, existem as pessoas que contagiam. São os professores que compartilham conhecimentos sem esconder nada, são amigos que logo percebem que estamos tristes, mas ao invés de nos derrubar mais ainda, nos levantam com uma palavra de vida. É receber a informação de que algum restaurante ou lugar é ruim e responder: vou tentar, a experiência deve ter sido ruim para você, mas pode ser muito boa para mim. Afinal, gosto não se discute não é mesmo?
Esta semana eu me senti muito feliz e lisonjeada com o comentário de uma professora para mim: ela disse que eu influencio, pois mostrou um dos meus trabalhos para alunas de outra faculdade. Certamente, eu não esperava, mas notei que enquanto estamos ali num cantinho, sendo excelentes em nossos propósitos, alguém sempre nos observa. Acredito que o primeiro a observar isso é Deus. Os outros começam a nos seguir também.
Em questão de influências, quero que as minhas sejam contagiosas na vida das pessoas que estão ao meu redor. Quero que os meus projetos de inclusão sejam utilizados. Quero deixar um legado frutífero e realmente fazer a diferença na vida dos outros. Precisamos tanto! Precisamos nos doar, ao invés de tomar o caminho dos outros. Eu só quero obedecer o meu Deus e seguir tudo aquilo que ELE tem me dado. As influências do Senhor são eternas.


Portanto, se há algum conforto em Cristo, se alguma consolação de amor, se alguma comunhão no Espírito, se alguns entranháveis afetos e compaixões,
Completai o meu gozo, para que sintais o mesmo, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, sentindo uma mesma coisa.
Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo.
Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros.
De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus,
Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus,
Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens;
E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.
Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome;
Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra,
E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai.
Filipenses 2:1-11

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enfeites de Natal em potes, vasos e garrafas de vidro

Pra quem ama artesanato e enfeitar a casa para o Natal, a hora é agora. Deixo abaixo algumas dicas para fazer com taças, garrafas, potes e vasos de vidro: 


















Poema da Maturidade

Por Luiz Augusto
Ser poeta! É ser romântico. É ser lírico. É estado de espírito. É versificar! É deixar sua alma falar através de um simples olhar. É aprender as lições ensinadas pela vida, repleta de emoções. É a Deus agradecer; pois é Ele que inspira ao poeta a escrever. Ser poeta é no firmamento encontrar a constelação da virtude na galáxia da plenitude, que ofusca a falsidade para a realidade brilhar. Que nubla a violência e faz a existência reinar. É projetar no horizonte da liberdade a igualdade com a luz da fraternidade. É refletir na pujante mocidade centelhas de tenacidade e lampejos de prosperidade. É, com bondade no coração praticar e ensinar a perdoar, gerando espaços para o amor habitar. É reluzir com altruísmo e aos idosos acariciar para que, radiantes de alegria, cheguem a sorrir...chorar... É faze-los enxergar que as rugas esculpidas e delineadas pelo tempo; que os cabelos brancos ou cinzentos não retratam o envelhecimento. Sim; maior discernimento. É com maestria edif…

Dez Comportamentos que destroem os melhores casamentos

Por Fernanda Santiago
Casamentos que parecem não ter mais jeito, onde os cônjuges não se respeitam e até que abusam fisicamente um do outro são assuntos abordados no livro Castelo de Cartas, de Gary Chapman. Autor de outros livros como “As cinco linguagens do amor”, “Agora você está falando a minha linguagem“, “A essência das cinco linguagens do amor”, entre outros... Gary explica em Castelo de Cartas as experiências de casais que estavam com os seus casamentos totalmente destruídos pela falta de comunicação, falta de tempo e principalmente falta de respeito, mas que através de conselho e análise pastoral na vida de cada um, pode descobrir o problema e ajudá-los a serem felizes, e principalmente, restaurados pela mudança. O livro relata em todo o momento que devemos abandonar os mitos, aqueles que dizem que o ambiente determina o nosso estado mental. Um exemplo, será que eu não terei jeito se nasci num ambiente violento, ou o qual meus pais fumavam, me abusaram ou me rejeitaram? Ao cont…