Pular para o conteúdo principal

Ler é hábito! Ler é prazer!

Fernanda Santiago Valente
Eu adoro ler, mas isso é um hábito que eu tenho desde criança. Logo que eu aprendi a ler, minha mãe começou a me dar gibis. Eu devorava as histórias da Turma da Mônica. Não sobrava sequer um gibi na banca. Todos os meses, minha mãe comprava todos. Depois dos gibis, já com uns 9 anos, passei a ler a coleção infantojuvenil da vagalume. Já com 13 anos, devorava peças de teatro de Willian Shakespeare, Nelson Rodrigues e Brecht. Foi por causa da minha paixão por leitura que decidi estudar jornalismo, uma fase que aprendi a ler muitos livros de História.
Gosto de ler de tudo, de livros infantis até livros sobre negócios. Quando o livro é bom, eu leio. Se eu não conseguir sair da décima página, paro de ler. Ninguém é obrigado a ler algo que não está gostando ou entendendo. Tem literatura que é chata demais.
Hoje, com a vida agitada que temos, muitas pessoas abrem mão de uma leitura e mal sabem elas que a literatura renova a mente, faz bem à saúde, desenvolve o vocabulário e traz criatividade. Ler é muito bom.
Se você não tem o hábito de ler e quer muito fazer isso, listo aqui algumas dicas:
1. Escolha assuntos que você gosta. Procure um tema que tenha a ver com você
2. Não fique ansioso para terminar logo o livro. Eu nunca termino de ler o livro em apenas um dia.
3. Comece a ler 10 páginas por dia e vá aumentando. Eu leio de 30 a 70 páginas por dia, num horário que reservo para a leitura. Já li uns 15 livros este ano, lembrando que quando acho o livro chato, deixo de lado e pego outro.
4. Anote tudo o que você achar interessante num livro: frases, trechos e ideias.
5. Aproveite! Ler é uma viagem ao desconhecido.  



A melhor coisa é encontrar a verdadeira autoria de alguns pensamentos que rodam pela Internet, sempre com autoria desconhecida. (Do livro "Eu posso", de Patrick Henry Hughes)


Do livro "A festa da insignificância", de Milan Kundera

Gente que só reclama é um saco! (Do livro, Felicidade Crônica, de Matha Medeiros)



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os benefícios da caminhada

Fernanda Santiago
Existem inúmeras atividades físicas, mas a caminhada tem a menor taxa de abandono de todos eles. É simples e a mudança positiva que você pode fazer para efetivamente melhorar sua saúde cardíaca. Praticar a caminhada por pelo menos 30 minutos por dia pode ajudá-lo: Reduzir o risco de doença cardíaca coronáriaMelhorar a pressão arterial e os níveis de açúcar no sangueMelhorar o perfil lipídico no sangueManter o peso corporal e diminuir o risco de obesidadeMelhorar o bem estar mentalReduzir o risco de osteoporoseReduzir o risco de câncer de mama e de cólonReduzir o risco de não insulino-dependente (tipo 2) diabetes

São muitos benefícios para uma atividade tão simples. Se você mora perto da praia, melhor ainda. Se não tem uma praia próxima, procure um parque.  Caminhe, respire fundo e aprecie tudo ao redor. O corpo agradece!

Terminou a folia!

Terminou a folia;  não tirei a fantasia;  só transmito alegria; nada de melancolia. Sou Palhaço! Meus nervos são de aço. com meus versos,  meus sentimentos disfarço.  Sou Palhaço! Com nariz avermelhado; sapato pontiagudo; roupa colorida: No picadeiro,  a platéia alegro;  não iludo - convenço. Assim, conduzo a vida sem perder o compasso... Sou Palhaço! Sou Palhaço! 
13/02/2018 Luiz Augusto da Silva Olimpia - São Paulo

A tradicional sopa de cebola francesa

Fernanda Santiago Valente Quem é que não gosta de uma sopa no tempo frio? Aqui no Brasil, muitos recomendam a sopa de cebola para quem está com dor de garganta ou gripado. Eu vou além. Amo todos os tipos de cremes e sopas, mas a de cebola tem um sabor especial. A sopa tradicional da cozinha parisiense merece toda a atenção.Algumas lendas da França afirmam que a sopa de cebola foi inventada por Louis XV, quando passavam por uma crise. Ele só tinha cebolas, manteiga e champanhe como alimentos, assim como toda a população de baixa renda. A receita ganhou novos temperos ao decorrer dos anos e conseguiu conquistar todo o mundo, principalmente nós brasileiros, pois amamos nos deliciar com uma sopinha nos períodos frios, não é mesmo? Ainda nas tradições parisienses, a sopa serve para alimentar também as emoções do dia do tão sonhado casamento. Eles tem o hábito de consumir a sopa após a festa. Isso se repete também em grandes eventos. Se por acaso acordarem de ressaca, também consomem a sopa,…