Pular para o conteúdo principal

Postagens

Dicas de três livros infantis sobre inclusão

Postagens recentes

A importância do brincar

As brincadeiras infantis são extremamente importantes para o desenvolvimento da criança, pois estimulam a imaginação e criatividade. Confira no vídeo abaixo: 

Inscreva-se no meu canal no YOUTUBE. Não esqueça de clicar no sininho para receber as minhas atualizações. Se gostar, compartilhe com os seus amigos.

Inscreva-se no meu canal no You Tube

A partir da próxima semana teremos novidades aqui no blog, que também terá produções em vídeos. Aguardem! Inscreva-se no meu canal no You Tube para ficar por dentro de tudo. Curta e Compartilhe!

Terminou a folia!

Terminou a folia;  não tirei a fantasia;  só transmito alegria; nada de melancolia. Sou Palhaço! Meus nervos são de aço. com meus versos,  meus sentimentos disfarço.  Sou Palhaço! Com nariz avermelhado; sapato pontiagudo; roupa colorida: No picadeiro,  a platéia alegro;  não iludo - convenço. Assim, conduzo a vida sem perder o compasso... Sou Palhaço! Sou Palhaço! 
13/02/2018 Luiz Augusto da Silva Olimpia - São Paulo

Lágrimas no sertão

A Seca
Cheiro de terra, gotas no chão.
Sementes brotam, no meu sertão.
Quanta fartura, no meu nordeste!
Quanto labor, do cabra de peste!
A seca vem.
Nem o meu gado;
Nem a palma; sobrevivem.
Saí daqui, para o asfalto, com esperança.
De lá no Planalto, encontrar abastança.

Oh! Que decepção!
Encontro e corrupção!

Quanta tristeza!
cadê o gigante, pela própria natureza?
Pobre sertão! 
Pobre nação! 
Chega doer; 
Meu coração! 

Poesia escrita pelo meu amigo poeta Luiz Augusto da Silva, em 18/01/2018. Suas poesias são sensíveis e falam muito sobre amor, natureza e condições do homem. 


Documentário inédito expõe paradoxo social do Caboclo de Lança nos Maracatus de Pernambuco

Produção examina personagem famoso por seu misticismo no folclore nacional e por sua popularidade na região da Zona da Mata

O Caboclo de Lança é uma figura mística e tradicional da cultura brasileira. Durante o carnaval, cortadores de cana da Zona da Mata, em Pernambuco, se vestem com cores vibrantes, empunham suas lanças e, no ritmo dos maracatus, festejam pelas ruas da região. Instigada a narrar a história da tradição folclórica dessa festividade, a diretora Andrea Marranquiel, com produção de Marcelo Braga, da Santa Rita Filmes, realizou o documentário Carnaval do Silêncio, que estreia no SescTV no dia 10/2sábado, às 22h. (Assista também no site sesctv.org.br/aovivo).

A produção acompanhou os maracatus Cambinda Brasileira, Leão Dourado e Pavão Misterioso de Tracunhaem, todos localizados na Zona da Mata (PE). A tensão entre as ideias de som e silêncio, presente no título do documentário, se explica na situação paradoxal vivida pelos protagonistas da festa, os canavieiros: durante to…

Amor, esporte, preconceito e transtornos psicológicos

Escrito por Beatriz Cortes, formada em Psicologia, obra mostra que histórias de romance podem ir muito além do clichê Em Aonde quer que eu vá, Beatriz Cortes apresenta uma história emocionante de superação e que é muito mais que um simples romance, discutindo também sobre estereótipos e transtornos psicológicos. Na trama, a vida de Ester não podia estar melhor, com a realização de um  sonho ao se tornar representante da Confederação Brasileira de Ginástica nos Jogos Olímpicos de Sydney. Porém o pior acontece, e ela vive o paradoxo entre o caos do campeonato mundial, seu amor incondicional pelo esporte e seus medos e inseguranças. De volta ao Brasil, Ester tem um reencontro inesperado que pode renovar suas esperanças. Será que o amor tem força o suficiente para ajuda-la a se superar? Com personagens encantadores, reviravoltas impressionantes, e uma história de aprendizado e superação, o livro traz uma trama envolvente e alterna a narração de seus capítulos entre muitos personagens, dei…