Pular para o conteúdo principal

Você já provou os sentimentos de Jesus?

Por Fernanda Santiago Valente

Jesus foi traído e morreu pelos nossos pecados. Por ELE somos lavados pelo sangue todos os dias. Com ELE compartilhamos o pão. Várias vezes estive numa missa, ou num culto, onde Padre ou Pastor levantavam o pão e o vinho para que pudéssemos lembrar da ceia e do sacrifício feito por Deus a todos nós.
Vejo em Jesus a pessoa mais linda que existe. Ele fez o bem a tanta gente, mas aquelas pessoas perversas de coração não conseguiam entender tamanha misericórdia e compaixão. Eram pessoas acostumadas a promover o mal. Sim, o mal existiu e ainda existe dentro do coração de muitos que não entendem que apesar de não existir nenhuma pessoa boa sequer, existem sim, aqueles que são aperfeiçoados em Cristo todos os dias.
Hoje, vivemos numa época que todos desconfiam de você. Se por acaso faz um bem já pensam que é porque querem algo em troca. Jesus ensinou o que é amar. Jesus não forçou ninguém a segui-lo. Jesus só mostrou o caminho. Mas mesmo assim, muitos ainda não compreendem esse amor. Dos 12 discípulos de Cristo, um o traiu, os outros fugiram de medo. Penso que os outros fugiram porque não sabiam agir diante de uma pessoa tão linda e sem pecado. Mas que, depois da ressurreição de Cristo, puderam levar adiante o Evangelho: o amor, que infelizmente, nos dias atuais, é muito mal compreendido, pois tem gente que faz questão de chicotear Jesus ainda mais.
Tenho notado que o sentimento de Judas tem prevalecido nos corações de muitos. Quantos de nós já fomos traídos em alguma situação? Geralmente quem nos trai são as pessoas que mais temos amor, carinho e admiração: um cônjuge, um melhor amigo, um sócio, enfim, um familiar... algumas traições podem trazer arrependimento, e nisso, existe o perdão. Jesus nos ensinou a perdoar. Mas existem traições, onde o traidor não tem compaixão, ele sabe o tamanho da dor que irá causar, ele não se arrepende e seu temperamento egoísta e mesquinho o levará apenas ao remorso. Os verdadeiros traidores são movidos pelo egoísmo. Eles querem fazer o bem a eles e não aos outros.
Ao ouvir uma passagem bíblica, onde o pastor dizia que teríamos que sentir o que Jesus sentiu para que amássemos o próximo, fiquei pensando: Meu Deus, quem é que quer ser chicoteado, cuspido, torturado, xingado, traído?
“Quero conhecer Cristo, o poder da sua ressurreição e a participação em seus sofrimentos, tornando-me como ele em sua morte...”(Filipenses 3.10)
Notou o tamanho da responsabilidade desse versículo? Nós temos a mania de dizer que entendemos Cristo, mas quando passamos pelas dores desse versículo, a nossa tendência é reclamar. A certeza que eu tenho hoje é que todos nós, em algum momento da vida, passaremos por dores assim. Poucos estão livres dessa experiência. Vai doer muito, mas olhando para Cristo, você entenderá o bem, o amor que só ELE promove. Nunca faça o mesmo que os corações perversos fazem. Afinal, eles não sabem o que fazem.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enfeites de Natal em potes, vasos e garrafas de vidro

Pra quem ama artesanato e enfeitar a casa para o Natal, a hora é agora. Deixo abaixo algumas dicas para fazer com taças, garrafas, potes e vasos de vidro: 


















TDAH: uma forma diferente de ver o mundo

Fernanda Santiago
O TDAH é um transtorno que inclui dificuldade de atenção, hiperatividade e impulsividade. Em geral, os sintomas começam na infância e podem persistir na vida adulta. Por ser um transtorno com característica genética, não tem cura. Porém, antes de rotular qualquer TDAH são pessoas que possuem inteligência e habilidades como as outras.  Achei este vídeo abaixo muito interessante. É muito difícil impor um padrão para o TDAH. Para os educares, seria muito bom prestar atenção na maneira que eles tentam se comunicar. O menininho do vídeo mostra grande interesse pela música. Será que os pais e os educadores estão preparados para perceber as habilidades e o interesse dessas crianças? Vale a pena conferir! Além disso, também há tratamentos através de medicamentos e da psicoterapia. 

Atypical, o que você precisa saber sobre o autismo

Fernanda Santiago Valente Você quer saber um pouco mais como é a vida de um garoto com o transtorno do espectro autista que está entrando na vida adulta? Para isso vale a pena assistir a série Atypical que está na Netflix desde o começo do mês de agosto. Não tem como não se apaixonar pelo personagem Sam, que está na fase de descobertas e quer arranjar uma namorada. É nessa busca pela paixão que se desenrola a história. Vamos entender como funciona a sua personalidade e como a situação afeta aqueles que estão ao seu redor. Algo muito interessante a se observar é a relação dele com a psicóloga. Sam se apaixona por ela. Isso é muito comum acontecer com paciente e profissional de sexos opostos, geralmente os pacientes que tem algum tipo de transtorno sempre se apaixonam por seus psicólogos.


Sam, apresentando os sintomas mais nítidos do espectro autista é um adolescente que tem sentimentos como qualquer outro. A única diferença é que seus sentimentos não são interpretados de forma comum. O ro…