Pular para o conteúdo principal

Divertida Mente - um dos melhores filmes para decifrar sentimentos

Fernanda Santiago

É um desenho, mas uma excelente lição para muitos adultos. Assisti o filme com o meu filho que tem apenas 2 anos.  No entanto, ele ainda não sabe lidar com sentimentos e emoções como uma criança de 10 anos ou mais. Mas aprendi que tudo o que nos cerca influencia em nossa mente, trazendo lembranças boas ou ruins.
O filme conta a história de Riley, uma garotinha de 11 anos muito feliz. Suas emoções começam a entrar em conflito quando o pai decide mudar de cidade em favor de um emprego novo. Nisso, a mente de Riley entra em desespero. 
A líder de suas emoções sempre foi a alegria, que em todo tempo tenta esconder o sentimento de tristeza das suas lembranças. Eu como mãe, faço o meu filho sorrir o tempo todo e isso fez que eu recordasse de alguns momentos da minha infância. Passei por uma mudança dolorosa quando o meu pai morreu e essa lembrança sempre vem à tona. O que o filme ensina é o equilíbrio que precisamos dar às emoções. 
Riley estava confortável e feliz no ambiente que morava: tinha amigos, amava patinação, gostava da sua escola. Mas precisou mudar e a mudança às vezes não é fácil nem para o adulto. Qualquer motivo de mudança é dolorido, mas às vezes necessário.
Quando não aceitamos as mudanças em nossas vidas deixamos sentimentos como a raiva e medo nos dominar até chegarmos a mais profunda tristeza, que é a depressão. Quando não aceitamos perdas ou mudanças ficamos totalmente vulneráveis a sentimentos que nos impedem de sorrir, rejeitamos o tempo o que está diante de nós. A alegria é um sentimento oscilante porque possuímos outros sentimentos. O que não podemos é deixar com que um sentimento se destaque mais que o outro. Temos que equilibrar a nossa mente. As lembranças ruins ficam no passado. Não podemos culpá-las por de repente algo não sair como gostaríamos. Devemos equilibrar as nossas emoções e assim, encontrar a felicidade hoje, agora. Pois vamos sorrir, chorar e quem tem que controlar nossas emoções somos nós mesmos e não os sentimentos.
Divertida mente é o melhor filme de todos os tempos.


  • tulo Original: Inside Out
  • Ano: 2015
  • Diretor: Pete Docter, Ronnie Del Carmen
  • Elenco: Amy Poehler, Phyllis Smith, Richard Kind, Bill Hader
  • Duração: 94 min
  • Origem: USA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enfeites de Natal em potes, vasos e garrafas de vidro

Pra quem ama artesanato e enfeitar a casa para o Natal, a hora é agora. Deixo abaixo algumas dicas para fazer com taças, garrafas, potes e vasos de vidro: 


















TDAH: uma forma diferente de ver o mundo

Fernanda Santiago
O TDAH é um transtorno que inclui dificuldade de atenção, hiperatividade e impulsividade. Em geral, os sintomas começam na infância e podem persistir na vida adulta. Por ser um transtorno com característica genética, não tem cura. Porém, antes de rotular qualquer TDAH são pessoas que possuem inteligência e habilidades como as outras.  Achei este vídeo abaixo muito interessante. É muito difícil impor um padrão para o TDAH. Para os educares, seria muito bom prestar atenção na maneira que eles tentam se comunicar. O menininho do vídeo mostra grande interesse pela música. Será que os pais e os educadores estão preparados para perceber as habilidades e o interesse dessas crianças? Vale a pena conferir! Além disso, também há tratamentos através de medicamentos e da psicoterapia. 

Atypical, o que você precisa saber sobre o autismo

Fernanda Santiago Valente Você quer saber um pouco mais como é a vida de um garoto com o transtorno do espectro autista que está entrando na vida adulta? Para isso vale a pena assistir a série Atypical que está na Netflix desde o começo do mês de agosto. Não tem como não se apaixonar pelo personagem Sam, que está na fase de descobertas e quer arranjar uma namorada. É nessa busca pela paixão que se desenrola a história. Vamos entender como funciona a sua personalidade e como a situação afeta aqueles que estão ao seu redor. Algo muito interessante a se observar é a relação dele com a psicóloga. Sam se apaixona por ela. Isso é muito comum acontecer com paciente e profissional de sexos opostos, geralmente os pacientes que tem algum tipo de transtorno sempre se apaixonam por seus psicólogos.


Sam, apresentando os sintomas mais nítidos do espectro autista é um adolescente que tem sentimentos como qualquer outro. A única diferença é que seus sentimentos não são interpretados de forma comum. O ro…