Pular para o conteúdo principal

Literatura policial é tema de programa inédito no SescTV

Foto: Piu Dip
O escritor Luiz Alfredo Garcia-Roza aborda o tema no dia 1/8, segunda, às 21h


 Criador do icônico personagem delegado Espinosa, o escritor carioca Luiz Alfredo Garcia-Roza fala sobre literatura policial em episódio inédito O Culpado não É mais o Mordomo, da série Super Libris. O programa será exibido no dia 1/8, segunda, às 21h, no SescTV (assista também em sesctv.org.br/avivo), com direção do escritor, cineasta e jornalista José Roberto Torero.

Nascido em 1936 e formado em filosofia e psicologia, Garcia-Roza é professor emérito da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, e escreveu alguns livros na sua área de formação. Aos 60 anos, o escritor abandonou a carreira acadêmica para se dedicar à literatura policial de ficção. Sua primeira obra no estilo literário, O Silêncio da Chuva, que apresenta o delegado Espinosa como personagem principal, lhe rendeu o Prêmio Jabuti de 1997.

Na entrevista, Garcia-Roza destaca a estrutura clássica do romance policial e acredita que a obra Édipo Rei, de Sófocles, escrita por volta de 427 a.c., seja o modelo mais antigo desse tipo de texto. “No final do século 19, o Edgar Allan Poe, de certa forma, retoma e dá uma nova roupagem à tragédia grega”, comenta. “Não a tragédia enquanto tal, mas a estrutura dela”, explica.

Ao ser questionado se o romance policial é mais ativo do que outras vertentes da literatura, Garcia-Roza diz que o leitor de literatura em geral se deixa levar pelo fluxo da narrativa, enquanto que no romance policial isso não acontece. “Você é colocado dentro do romance como um investigador também e às vezes supera o detetive”, expõe.

O escritor fala ainda sobre os precursores da literatura policial, como Agatha Christie, Edgar Allan Poe, Dashiell Hammett, Raymond Chandler e Cornell Woolrich; sobre o grau de dificuldade de ter um personagem central para diversos livros; sobre a adaptação de romances policiais para o cinema; e sobre a literatura policial ser ou não subliteratura.

Garcia-Roza participa também dos quadros Pé de Página, no qual responde sobre onde, como e porque escreve, e do Primeira Impressão, em que sugere o livro O Talentoso Ripley, de Patrícia Highsmith. O episódio traz ainda os quadros: Orelhas, sobre o escritor Arthur Conan, autor das histórias de Sherlock Holmes, e Edgar Allan Poe; Prefácio, com Cristiane Tavares, mestre em literatura e crítica literária, que indica o romance policial O Gênio do Crime, de João Carlos Marinho; Quarta Capa, com a vogler Michelle Borges, que comenta sobre o livro O Misterioso Caso de Styles, de Aghata Christie; e Ptolomeus, sobre a Biblioteca Paulo Setúbal, localizada na capital paulista, especializada em literatura policial.
 
Para sintonizar o SescTV:
Canal 128, da Oi TV
Ou consulte sua operadora
Assista também online em sesctv.org.br/aovivo
Siga o SescTV no twitter: http://twitter.com/sesctv
E no facebook: https: facebook.com/sesctv

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enfeites de Natal em potes, vasos e garrafas de vidro

Pra quem ama artesanato e enfeitar a casa para o Natal, a hora é agora. Deixo abaixo algumas dicas para fazer com taças, garrafas, potes e vasos de vidro: 


















TDAH: uma forma diferente de ver o mundo

Fernanda Santiago
O TDAH é um transtorno que inclui dificuldade de atenção, hiperatividade e impulsividade. Em geral, os sintomas começam na infância e podem persistir na vida adulta. Por ser um transtorno com característica genética, não tem cura. Porém, antes de rotular qualquer TDAH são pessoas que possuem inteligência e habilidades como as outras.  Achei este vídeo abaixo muito interessante. É muito difícil impor um padrão para o TDAH. Para os educares, seria muito bom prestar atenção na maneira que eles tentam se comunicar. O menininho do vídeo mostra grande interesse pela música. Será que os pais e os educadores estão preparados para perceber as habilidades e o interesse dessas crianças? Vale a pena conferir! Além disso, também há tratamentos através de medicamentos e da psicoterapia. 

Atypical, o que você precisa saber sobre o autismo

Fernanda Santiago Valente Você quer saber um pouco mais como é a vida de um garoto com o transtorno do espectro autista que está entrando na vida adulta? Para isso vale a pena assistir a série Atypical que está na Netflix desde o começo do mês de agosto. Não tem como não se apaixonar pelo personagem Sam, que está na fase de descobertas e quer arranjar uma namorada. É nessa busca pela paixão que se desenrola a história. Vamos entender como funciona a sua personalidade e como a situação afeta aqueles que estão ao seu redor. Algo muito interessante a se observar é a relação dele com a psicóloga. Sam se apaixona por ela. Isso é muito comum acontecer com paciente e profissional de sexos opostos, geralmente os pacientes que tem algum tipo de transtorno sempre se apaixonam por seus psicólogos.


Sam, apresentando os sintomas mais nítidos do espectro autista é um adolescente que tem sentimentos como qualquer outro. A única diferença é que seus sentimentos não são interpretados de forma comum. O ro…