Pular para o conteúdo principal

Dia Nacional da LIBRAS e suas conquistas

Fernanda Valente

Hoje é o dia Nacional da Libras – Linguagem Brasileira de Sinais. Muita gente não sabe, mas a Libras é a segunda língua oficial do Brasil. Atualmente, vivemos a era da inclusão, que segue com luta, conquistando cada vez mais o seu espaço. 
A Educação de surdos no Brasil teve início em 1857 quando D. Pedro II convidou Esnest Huet, um professor surdo francês para fundar a primeira escola para surdos do Brasil, o INES - Instituto Nacional de Educação de Surdos, situado no Rio de Janeiro. Antes, o Instituto já foi batizado por outros nomes, que conforme estudos e novos decretos foi se transformando no que é hoje. Começou como Imperial Instituto de Surdos-Mudos, que funcionava como um asilo para meninos surdos de todo o Brasil. O nome do Instituto foi alterado em 1949 para Instituto Nacional de Surdos Mudos. Só em 2008, após pedidos de vários decretos para mudança da lei é que o Instituo recebeu o nome que apresenta atualmente. 
O que é importante que todos saibam é que os surdos não são mudos. Eles falam através das mãos, expressões, olhar. O professor francês só conseguiu ficar no Brasil no período de 5 anos e por motivos pessoais, partiu para o México. A nossa sociedade da época estigmatizava o professor Ernert de louco, pois toda a sua articulação gestual assustava aqueles que não conheciam. Para quem quiser saber um pouco mais sobre isso, indico o livro “As imagens do outro sobre a Cultura Surda”, de Karin Strobel. Além disso, é discutido a oralidade que era imposta como um método de “cura”. Após o professor Ernest sair do instituto, quem assumiu a direção foram pedagogos ouvintes. Com isso, foi nascendo a LIBRAS como é conhecida hoje. 
O INES foi a referência na época. Era utilizada a língua de sinais francesa, trazida pelo professor e foram aos poucos misturando os sinais criados pelos brasileiros. Hoje, a nossa luta continua. A LIBRAS é uma língua. É brasileira. Não podemos segregar. Os surdos estão aí: querem se comunicar, estudar, trabalhar, construir uma sociedade digna. Então, que possamos fazer acontecer porque já é LEI, que no entanto, deve ser cumprida: a acessibilidade. Isso inclui, contratação de intérpretes nas escolas, faculdades, instituições, shows, eventos. Lembrando que as legendas em vídeos também devem ser incluídas. 
Que possamos a cada dia avançar e que nossas crianças possam desde cedo na escola ter acesso à LIBRAS. 

Deixo o link de uma matéria muito interessante transmitida pelo Domingo Espetacular, no ultimo domingo

A matéria foi inspirada pelo canal Visurdos. Se gostou, vale a pena acompanhar o canal: 

Referências: 

STROBEL, Karin L. As Imagens do Outro sobre a Cultura Surda. Florianópolis: UFSC, 2008.
Direitos dos Surdos: 

Comentários

Luiz Augusto da Silva disse…
Minha Sintonia, parabéns pela publicação. Compartilho.
Beijos no coração ♡

Postagens mais visitadas deste blog

Enfeites de Natal em potes, vasos e garrafas de vidro

Pra quem ama artesanato e enfeitar a casa para o Natal, a hora é agora. Deixo abaixo algumas dicas para fazer com taças, garrafas, potes e vasos de vidro: 


















Poema da Maturidade

Por Luiz Augusto
Ser poeta! É ser romântico. É ser lírico. É estado de espírito. É versificar! É deixar sua alma falar através de um simples olhar. É aprender as lições ensinadas pela vida, repleta de emoções. É a Deus agradecer; pois é Ele que inspira ao poeta a escrever. Ser poeta é no firmamento encontrar a constelação da virtude na galáxia da plenitude, que ofusca a falsidade para a realidade brilhar. Que nubla a violência e faz a existência reinar. É projetar no horizonte da liberdade a igualdade com a luz da fraternidade. É refletir na pujante mocidade centelhas de tenacidade e lampejos de prosperidade. É, com bondade no coração praticar e ensinar a perdoar, gerando espaços para o amor habitar. É reluzir com altruísmo e aos idosos acariciar para que, radiantes de alegria, cheguem a sorrir...chorar... É faze-los enxergar que as rugas esculpidas e delineadas pelo tempo; que os cabelos brancos ou cinzentos não retratam o envelhecimento. Sim; maior discernimento. É com maestria edif…

Dez Comportamentos que destroem os melhores casamentos

Por Fernanda Santiago
Casamentos que parecem não ter mais jeito, onde os cônjuges não se respeitam e até que abusam fisicamente um do outro são assuntos abordados no livro Castelo de Cartas, de Gary Chapman. Autor de outros livros como “As cinco linguagens do amor”, “Agora você está falando a minha linguagem“, “A essência das cinco linguagens do amor”, entre outros... Gary explica em Castelo de Cartas as experiências de casais que estavam com os seus casamentos totalmente destruídos pela falta de comunicação, falta de tempo e principalmente falta de respeito, mas que através de conselho e análise pastoral na vida de cada um, pode descobrir o problema e ajudá-los a serem felizes, e principalmente, restaurados pela mudança. O livro relata em todo o momento que devemos abandonar os mitos, aqueles que dizem que o ambiente determina o nosso estado mental. Um exemplo, será que eu não terei jeito se nasci num ambiente violento, ou o qual meus pais fumavam, me abusaram ou me rejeitaram? Ao cont…