Pular para o conteúdo principal

Cataratas do Iguaçu: Qual o lado mais bonito?

Se você está pensando em visitar Foz do Iguaçu, vá agora. É a melhor conexão com Deus que você pode ter na vida. Os sons das cachoeiras ainda soam nos meus ouvidos.  Fui há exatamente um ano. Época de grande cheia. Estava lindo. Eu e meu esposo nos aventuramos a levar o nosso filho, que na época estava com 1 ano e quatro meses. Levei o bebê Canguru e caminhamos mais de 7 quilômetros entre as Cataratas do Brasil e Argentina.
Tem o lado mais bonito? Não! Tem que fazer o passeio completo. No lado Argentino, fomos até a garganta do diabo. Realmente, é incrível. O Parque do lado Argentino é mais organizado: tem trenzinho, para levar os visitantes até as trilhas e caso prefiram ir a pé, disponibilizam de carrinhos para os bebês.
Tem um Restaurante no meio do parque. É uma ótima pedida para quem quer comer a deliciosa picanha argentina. Além disso, oferece uma mesa de doces toda incrementada.
No lado brasileiro, a visão das quedas é exuberante. Também tem restaurantes. Ah, vale à pena lembrar, que nos dois lados dos parques existem quatis espalhados para todos os lados. Eles roubam comida. Por isso, fiquem atentos e não tentem arranjar uma briga com eles. As unhadas dos bichinhos são perigosas.
Nas trilhas brasileiras, você verá todas as quedas, já nas trilhas da Argentina você passa pelo meio delas, tendo uma visão por baixo das quedas. Encontrará pelo caminho, alguns macacos. Para quem ama o contato direto com a natureza é lindo de se ver.
Quem tem crianças, não pode deixar jamais de visitar o Parque das Aves. Os tucanos, araras, ficam soltos e podem até pousar em você para tirar uma foto. Dependendo do hotel que ficar, poderá desfrutar de alguns serviços, como compras no Paraguai, visita ao bar do gelo, na Argentina e compras no free shop.
 Quem estiver no centro de Foz de Iguaçu, no Brasil, não pode deixar de visitar a Churrascaria do Gaúcho. O melhor churrasco que já experimentei na vida! Além de oferecer um precinho que cabe no bolso de todos. Excelente atendimento. Sobremesa à vontade! Confira a página deles no facebook: https://www.facebook.com/churrasdogaucho


Obs: Não é um passeio para fazer com crianças. Se tiver um ano, ainda dá pra caminhar. Depois dessa idade, recomendo a partir dos 5 anos. Leve água, repelente, bolachinhas para beliscar pelo caminho. A caminhada é longa. Ah, e tire muitas, muitas fotos. 








Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enfeites de Natal em potes, vasos e garrafas de vidro

Pra quem ama artesanato e enfeitar a casa para o Natal, a hora é agora. Deixo abaixo algumas dicas para fazer com taças, garrafas, potes e vasos de vidro: 


















TDAH: uma forma diferente de ver o mundo

Fernanda Santiago
O TDAH é um transtorno que inclui dificuldade de atenção, hiperatividade e impulsividade. Em geral, os sintomas começam na infância e podem persistir na vida adulta. Por ser um transtorno com característica genética, não tem cura. Porém, antes de rotular qualquer TDAH são pessoas que possuem inteligência e habilidades como as outras.  Achei este vídeo abaixo muito interessante. É muito difícil impor um padrão para o TDAH. Para os educares, seria muito bom prestar atenção na maneira que eles tentam se comunicar. O menininho do vídeo mostra grande interesse pela música. Será que os pais e os educadores estão preparados para perceber as habilidades e o interesse dessas crianças? Vale a pena conferir! Além disso, também há tratamentos através de medicamentos e da psicoterapia. 

Atypical, o que você precisa saber sobre o autismo

Fernanda Santiago Valente Você quer saber um pouco mais como é a vida de um garoto com o transtorno do espectro autista que está entrando na vida adulta? Para isso vale a pena assistir a série Atypical que está na Netflix desde o começo do mês de agosto. Não tem como não se apaixonar pelo personagem Sam, que está na fase de descobertas e quer arranjar uma namorada. É nessa busca pela paixão que se desenrola a história. Vamos entender como funciona a sua personalidade e como a situação afeta aqueles que estão ao seu redor. Algo muito interessante a se observar é a relação dele com a psicóloga. Sam se apaixona por ela. Isso é muito comum acontecer com paciente e profissional de sexos opostos, geralmente os pacientes que tem algum tipo de transtorno sempre se apaixonam por seus psicólogos.


Sam, apresentando os sintomas mais nítidos do espectro autista é um adolescente que tem sentimentos como qualquer outro. A única diferença é que seus sentimentos não são interpretados de forma comum. O ro…