Pular para o conteúdo principal

Mentes Tranquilas, Almas Felizes

Neste livro, a autora ensina a dominarmos a nossa mente, ensina a jogarmos fora todos aqueles pensamentos que são destrutivos em nosso dia a dia. Arrancar os sentimentos que nos atrapalham como o orgulho, amargura, ódio, julgamento e crítica, trapaça e mentiras, raiva, rebelião, inquietação, medo e negatividade em nossos relacionamentos, seja no lar, trabalho, igreja ou outras situações são ensinamentos de mudanças que Joyce propõe para as nossas vidas.
Trocar o orgulho pela humildade é o primeiro passo para quem quer ter uma vida repleta de pensamentos tranquilos. Joyce explica que a discórdia começa através do nosso orgulho, a nossa mania de achar que estamos sempre certos. Viver o tempo todo controlando as pessoas e o mundo através da nossa força não nos faz bem, pois assim, estamos discordando sempre das pessoas. “A discórdia mata a benção e a força de Deus”, pág 39.
Outro problema que nos torna prisioneiros de nós mesmos é a insegurança. Uma pessoa insegura envenena a vida de muitas pessoas e é por isso, que devemos aprender a confiar em Deus. O estresse gerado através da nossa insegurança com o mundo nos trás pensamentos negativos: “Ainda que pensamentos, palavras, emoções e relacionamentos negativos possam causar estresse - e que o estresse possa causar doença -, pensamentos, palavras, emoções e relacionamentos positivos podem trazer saúde e cura. Pense no que dizem as Escrituras: “O coração em paz dá vida ao corpo, mas a inveja apodrece os ossos”(Provérbios 14.30). Distúrbios emocionais como a raiva, a inveja e o ciúme corroem uma boa saúde e um corpo são. Uma mente calma e pacífica leva saúde a todo ser”. pág. 61
A autora explica ainda que quando matamos a nossa vida espiritual, damos lugar a nossa carne. Nisso, geramos discórdias com nós mesmos, com Deus e com os outros. Falando de suas experiências pessoais, Joyce relata todos os tipos de sentimentos que foram tratados em sua vida, em relação à vida conjugal, relacionamento com seus filhos, com sua igreja e trabalho:
“Outro modo de desfrutar de relacionamentos harmoniosos é aprender a focalizar os pontos fortes da pessoa e não suas fraquezas. De fato, se mais casais aprendessem a fazer isso, haveria muito menos divórcios.” pág 106
“Se você ama seus filhos, liberte-os, aceitando-os como são. Se seu amor for verdadeiro, eles voltarão para você” pág 124.
Viver em paz com si mesmo e com os outros é a lição principal deste livro. Se você está vivendo a desarmonia e a discórdia em sua vida, descubra neste livro as facetas do amor que matam a discórdia: paciência, bondade, generosidade, humildade, cortesia. Altruísmo, temperamento afável, inocência, sinceridade. Descubra como funciona cada um desses temperamentos e esteja proposto a encarar as mudanças do dia a dia. A mudança que nosso chefe, amigos, líderes, cônjuge e outros propõe e que ao invés de entregarmos tais mudanças nas mãos de Deus, geramos discórdias e conflitos.
“Mudanças no lar, no trabalho ou na igreja podem produzir enorme estresse, o que nos deixa mais vulneráveis à discórdia. Precisamos estar alertas durantes tais períodos e prosseguir, confiando a Deus a situação para que seu poder e suas bênçãos possam fluir sem obstáculos para nossas vidas” pág 162

Sobre a autora: Joyce Meyer é autora Best-seller do The New York Times e já escreveu mais de 70 livros, ministrando aproximadamente 20 conferências por ano. Os Ministérios Joyce Meyer já se espalharam por todo o mundo, com escritórios nos EUA, Austrália, Canadá, Brasil, Inglaterra, Índia, Rússia, África do Sul. Já vendeu mais de 2,5 milhões de livros, além de 1 milhão de exemplares doados em todo o mundo. Seus programas de rádio e TV, Desfrutando a vida diária, são transmitidos internacionalmente. Além de doutora em divindade pela Universidade Oral Roberts, é também Phd em Teologia pela Universidade da Vida Cristã em Tampa, Florida. Em 2005, a revista Time a incluiu entre os 25 líderes cristãos mais influentes dos EUA.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ninguém pode limitar os seus sonhos

Por Fernanda Valente


E se uma garotinha surda decidir ser bailarina? Quem impedirá? Estamos aqui para incluir e transformar. Isso é o que você poderá conferir ao assistir o curta-metragem de animação Tamara, produzida e criada por House Boat Animation. O filme é muito interessante para passar em sala de aulas para explicar a diversidade às crianças. Está disponível na Internet e serve como ferramenta para promover valores como respeito e empatia. Tamara é uma garotinha surda que quer ser bailarina. Qual é a barreira que os professores e os alunos podem tirar disso?

Fernanda Valente - Jornalista com especialização em Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Estudou teatro, fazendo parte do Grupo GEXTUS (Grupo Experimental de Teatro da UniSantos). É Instrutora da Libras (Língua Brasileira de Sinais). Ministrou aulas de design gráfico para surdos. Trabalhou como produtora e repórter em alguns programas de TV regionais. Hoje se dedica a trabalhos de comunicação digital e ao …

Dois filmes sobre deficiência física para assistir no dia dos namorados

Por Fernanda Valente
Trago hoje dois filmes para reflexão. Como eu era antes de você é um filme que mexe com as nossas emoções. Porém, foge de toda a ideia que tratamos sobre a inclusão. Penso que o personagem na história, Will, que é tetraplégico joga fora tudo o que estamos vendo como evolução nos dias de hoje. A deficiência física é tratada como um caos, como algo sem solução, sem esperança, sem fé... É jogar fora todo o amor de Louisa. Veja o filme e entenda a minha frustração.



Já o filme Ferrugem e Osso, que também trata de um romance mostra uma construção rica e verdadeira de uma pessoa que adquire a deficiência física após um acidente. Vai mostrar a depressão, a adaptação, aceitação e novas possibilidades de vida. Não acabou. Há possibilidades. Há vida!



Feliz dia dos Namorados! Deixo abaixo uma linda poesia pessoal do meu amigo poeta Luiz Augusto que fala sobre construção familiar. 

O Cravo e a Rosa

Ainda um jovem cravo Uma rosa encontrei Com pétalas aveludadas Por ela me encantei
No j…

Estações do Ano

Nos vastos campos verdejantes Desabrocham flores silvestres Que com variadas tonalidades Dão vida!À linda paisagem agreste.
É tempo da primavera... Colorida estação... Que enfeita a natureza À espera do verão:
Espetáculo tropical Que ocorre cada ano Para que no ato final Caiam as folhas no outono.
Este ciclo "vicioso" O inverno encerrará Para que lindas flores Voltem aos jardins enfeitar!
Autor:Luiz Augusto da Silva Olímpia- São Paulo- Brasil Data:20/03/2011
Afinal, porque as folhas caem... Sabem?
Um abraço fraterno à espera do inverno...