Pular para o conteúdo principal

Leve o seu filho de 2 anos ao cinema!

Nas férias do início de ano, levei o meu filho ao cinema duas vezes, algumas semanas antes de completar dois anos. O Davi assistiu “Os Pinguins”. Pensei que ele não teria paciência, mas me surpreendi. Ele ainda vestiu o óculos 3 D e interagiu o tempo todo, dando risadas e gritinhos. Penso que vale a pena investir num passeio desses com crianças a partir dos dois anos, principalmente se o tempo estiver chuvoso. Neste mês tem duas estreias maravilhosas. Tenho certeza que o meu filho adorará. É a opção para o final de semana. Afinal, quem tem filhos pequenos também merece diversão. E eu, particularmente, me divirto no mundo infantil. Ter tempo para os filhos é qualidade de vida. Invista! 

Divertida mente 

Riley é uma garota divertida de 11 anos de idade, que deve enfrentar mudanças importantes em sua vida quando seus pais decidem deixar a sua cidade natal, no centro dos Estados Unidos, para viver em São Francisco. Dentro do cérebro de Riley, convivem várias emoções diferentes, como a Alegria, o Medo, a Raiva, a Repulsa e a Tristeza. Embora esses grupos sejam normalmente organizados, a chegada de Riley a uma nova escola faz com que todas as emoções se misturem. 


Elenco: Amy Poehler, Bill Hader, Mindy Kaling, Phyllis Smith, Lewis Black, John Ratzenberger Direção: Pete Docter
Gênero: Infantil 
Duração: 94 min. 
Distribuidora: Walt Disney 
Classificação: Livre

Minnions 

Seres amarelos unicelulares e milenares, os minions têm uma missão: servir os maiores vilões. Em depressão desde a morte de seu antigo mestre, eles tentam encontrar um novo chefe. Três voluntários, Kevin, Stuart e Bob, vão até uma convenção de vilões nos Estados Unidos e lá se encantam com Scarlet Overkill (Sandra Bullock), que ambiciona ser a primeira mulher a dominar o mundo. 


Elenco: Sandra Bullock, Jon Hamm, Pierre Coffin 
Direção: Pierre Coffin, Kyle Balda 
Gênero: Infantil 
Duração: 91 min. 
Distribuidora: Universal 
Classificação: Livre

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enfeites de Natal em potes, vasos e garrafas de vidro

Pra quem ama artesanato e enfeitar a casa para o Natal, a hora é agora. Deixo abaixo algumas dicas para fazer com taças, garrafas, potes e vasos de vidro: 


















TDAH: uma forma diferente de ver o mundo

Fernanda Santiago
O TDAH é um transtorno que inclui dificuldade de atenção, hiperatividade e impulsividade. Em geral, os sintomas começam na infância e podem persistir na vida adulta. Por ser um transtorno com característica genética, não tem cura. Porém, antes de rotular qualquer TDAH são pessoas que possuem inteligência e habilidades como as outras.  Achei este vídeo abaixo muito interessante. É muito difícil impor um padrão para o TDAH. Para os educares, seria muito bom prestar atenção na maneira que eles tentam se comunicar. O menininho do vídeo mostra grande interesse pela música. Será que os pais e os educadores estão preparados para perceber as habilidades e o interesse dessas crianças? Vale a pena conferir! Além disso, também há tratamentos através de medicamentos e da psicoterapia. 

Atypical, o que você precisa saber sobre o autismo

Fernanda Santiago Valente Você quer saber um pouco mais como é a vida de um garoto com o transtorno do espectro autista que está entrando na vida adulta? Para isso vale a pena assistir a série Atypical que está na Netflix desde o começo do mês de agosto. Não tem como não se apaixonar pelo personagem Sam, que está na fase de descobertas e quer arranjar uma namorada. É nessa busca pela paixão que se desenrola a história. Vamos entender como funciona a sua personalidade e como a situação afeta aqueles que estão ao seu redor. Algo muito interessante a se observar é a relação dele com a psicóloga. Sam se apaixona por ela. Isso é muito comum acontecer com paciente e profissional de sexos opostos, geralmente os pacientes que tem algum tipo de transtorno sempre se apaixonam por seus psicólogos.


Sam, apresentando os sintomas mais nítidos do espectro autista é um adolescente que tem sentimentos como qualquer outro. A única diferença é que seus sentimentos não são interpretados de forma comum. O ro…