Pular para o conteúdo principal

Questões sobre o meio ambiente são discutidas no terceiro episódio da série Galáxias - Olhares Sobre o Brasil


Ailton Krenak (líder indígena). Foto: Divulgação.

Terras indígenas, floresta, rios, agronegócio, endividamento ecológico, e ambiente versus mercado são alguns dos temas discutidos em Meio Ambiente, terceiro episódio da série Galáxias – Olhares Sobre o Brasil, que o canal SescTV apresenta no dia 9/9, quarta, às 21h. Dirigida por Isa Grinspum Ferraz, a série - que debate diversos assuntos, como meio ambiente, mídia e educação - exibe um episódio inédito todas as quartas-feiras, às 21h, totalizando 12 programas, com 26’ cada. A produção é do SescTV em parceria com o Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo (IEB) - que disponibilizou seu acervo para pesquisas e imagens de obras de arte.

Para discutir os temas, foram convidadas 15 personalidades. São acadêmicos, pensadores, cientistas, escritores e artistas, como o antropólogo Eduardo Viveiros de Castro; o músico, compositor e ensaísta José Miguel Wisnik, o rapper Emicida, o arquiteto Paulo Mendes da Rocha e a geneticista Mayana Zatz. Fotos do coletivo de jornalismo alternativo Mídia Ninja e vídeos de Cao Guimarães ilustram os depoimentos.   A trilha sonora é do DJ Dolores.

No episódio Meio Ambiente, o líder indígena Ailton Krenak demonstra a sua preocupação com o agronegócio. “Daqui a pouco a gente não tem mais mosquitos, abelhas e nem gafanhotos”.  O rapper Emicida acredita que a vida nas cidades afasta as pessoas do contato com a natureza. “A primeira coisa que a gente faz com a terra é botar cimento em cima, e a gente vai se deligando da terra”, explica.

Krenak chama a atenção para pessoas que veem o rio apenas como gerador de energia, calculando seus megawatts. “Aquele rio tem uma identidade”. Já o cineasta e crítico Kleber Mendonça Filho expõe sua tristeza ao falar de Recife – PE, onde a cidade construiu seus arranha-céus de costas para o Rio Capibaribe, usando-o como fossa.

E o futuro, como será? O antropólogo Eduardo Viveiro de Castro, pensa que há uma aposta contra o que está por vir e um endividamento ecológico. “Uma espécie de cartão de crédito, só que em cima do futuro, das próximas gerações", esclarece. “O Brasil jogou fora seu papel de liderança mundial na questão ambiental”, comenta o antropólogo e ensaísta Antônio Risério. Para ele, falta controle.

O programa também traz depoimentos do sociólogo Jessé Souza, que fala sobre o Brasil da desigualdade; do jornalista Mário Magalhães, sobre a falta de esgoto nas residências como tragédia ambiental; do curador e crítico de arte Moacir dos Anjos, sobre o meio ambiente, progresso e destruição; do dirigente do MST – Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra, Jaime Amorim, sobre o modelo do agronegócio; e do filósofo e ensaísta Francisco Bosco, sobre a importância da questão do índio hoje.
           

SERVIÇO:

Galáxias – Olhares sobre o Brasil
Meio Ambiente
Estreia: 9/9, quarta, às 21h
Reapresentações: 10/9, quinta, às 14h30; 11/9, sexta, às 17h; 12/9, sábado, às 20h; 13/9, domingo, às 14h e às 22h30; 14/9, segunda, às 9h; e 15/9, terça, às 12h.

Classificação indicativa: Livre

Direção: Isa Grinspum Ferraz
Produção: Texto e Imagem
Duração: 26’

Temas dos 12 episódios de Galáxias - Olhares Sobre o Brasil
•          Cidades
•          Indivíduos e Comportamento
•          Meio Ambiente
•          Mídia
•          Educação
•          Produção Estética
•          Movimentos Sociais
•          Política
•          Economia
•          Ciência e Universidade
•          Identidade Nacional
•          Brasil no Mundo


Para sintonizar o SescTV:
Canal 128, da Oi TV
Ou consulte sua operadora
Assista também online em sesctv.org.br/aovivo
Siga o SescTV no twitter: http://twitter.com/sesctv
E no facebook: https: facebook.com/sesctv


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enfeites de Natal em potes, vasos e garrafas de vidro

Pra quem ama artesanato e enfeitar a casa para o Natal, a hora é agora. Deixo abaixo algumas dicas para fazer com taças, garrafas, potes e vasos de vidro: 


















TDAH: uma forma diferente de ver o mundo

Fernanda Santiago
O TDAH é um transtorno que inclui dificuldade de atenção, hiperatividade e impulsividade. Em geral, os sintomas começam na infância e podem persistir na vida adulta. Por ser um transtorno com característica genética, não tem cura. Porém, antes de rotular qualquer TDAH são pessoas que possuem inteligência e habilidades como as outras.  Achei este vídeo abaixo muito interessante. É muito difícil impor um padrão para o TDAH. Para os educares, seria muito bom prestar atenção na maneira que eles tentam se comunicar. O menininho do vídeo mostra grande interesse pela música. Será que os pais e os educadores estão preparados para perceber as habilidades e o interesse dessas crianças? Vale a pena conferir! Além disso, também há tratamentos através de medicamentos e da psicoterapia. 

Atypical, o que você precisa saber sobre o autismo

Fernanda Santiago Valente Você quer saber um pouco mais como é a vida de um garoto com o transtorno do espectro autista que está entrando na vida adulta? Para isso vale a pena assistir a série Atypical que está na Netflix desde o começo do mês de agosto. Não tem como não se apaixonar pelo personagem Sam, que está na fase de descobertas e quer arranjar uma namorada. É nessa busca pela paixão que se desenrola a história. Vamos entender como funciona a sua personalidade e como a situação afeta aqueles que estão ao seu redor. Algo muito interessante a se observar é a relação dele com a psicóloga. Sam se apaixona por ela. Isso é muito comum acontecer com paciente e profissional de sexos opostos, geralmente os pacientes que tem algum tipo de transtorno sempre se apaixonam por seus psicólogos.


Sam, apresentando os sintomas mais nítidos do espectro autista é um adolescente que tem sentimentos como qualquer outro. A única diferença é que seus sentimentos não são interpretados de forma comum. O ro…