Pular para o conteúdo principal

Seja fashion mesmo nas dificuldades

Por Caroline Trevisan
 

Moda não é só vestir roupa, tudo o que está relacionado a comportamento é moda e, é claro que o nosso estado de espírito também influencia essas tendências. Todos nós passamos por várias fases, umas mais difíceis e complicadas, nesse caso há  necessidade de nos recolher e não chamar tanta a atenção dos outros, porém se estivermos em momentos de alegria e euforia, então é hora de compartilhar e estampá-lo para todos, esbanjando no look, na maquiagem e postando na internet!

Em qual destes momentos você está? Se a sua resposta for o de dificuldades, a minha recomendação é apostar em roupas com tons escuros e neutros, mas sem deixar o estilo de lado. Claro que quando bate a tristeza não sentimos muita vontade de sair e nem de nos arrumar, pois nada agrada, mesmo assim, faça uma forcinha! É por você! Pense positivo, admire-se diante do espelho…



Desse modo, você aumentará a sua autoestima e terá uma vida mais feliz.
Já se a sua resposta for em estado de alegria, aproveite para usar muitas cores e produzir looks animados, use e abuse das tendências, mas não se esqueça de que a beleza não está apenas na roupa que você veste e sim em você, pois não é a roupa que te veste, é você que veste a roupa!

Independente da situação, temos sempre que manter sempre acesos os nossos combustíveis de vida, pois são eles que nos impulsionam e transmitem a vontade de vencer os obstáculos e correr atrás da felicidade.
 

Comentários

Fabio Rafael disse…
Super!! Maravilhoso!!! Extremamente profissional, com direção e sentido no que expõe! Vc tem um estilo próprio de escrever!!

Postagens mais visitadas deste blog

Enfeites de Natal em potes, vasos e garrafas de vidro

Pra quem ama artesanato e enfeitar a casa para o Natal, a hora é agora. Deixo abaixo algumas dicas para fazer com taças, garrafas, potes e vasos de vidro: 


















TDAH: uma forma diferente de ver o mundo

Fernanda Santiago
O TDAH é um transtorno que inclui dificuldade de atenção, hiperatividade e impulsividade. Em geral, os sintomas começam na infância e podem persistir na vida adulta. Por ser um transtorno com característica genética, não tem cura. Porém, antes de rotular qualquer TDAH são pessoas que possuem inteligência e habilidades como as outras.  Achei este vídeo abaixo muito interessante. É muito difícil impor um padrão para o TDAH. Para os educares, seria muito bom prestar atenção na maneira que eles tentam se comunicar. O menininho do vídeo mostra grande interesse pela música. Será que os pais e os educadores estão preparados para perceber as habilidades e o interesse dessas crianças? Vale a pena conferir! Além disso, também há tratamentos através de medicamentos e da psicoterapia. 

Atypical, o que você precisa saber sobre o autismo

Fernanda Santiago Valente Você quer saber um pouco mais como é a vida de um garoto com o transtorno do espectro autista que está entrando na vida adulta? Para isso vale a pena assistir a série Atypical que está na Netflix desde o começo do mês de agosto. Não tem como não se apaixonar pelo personagem Sam, que está na fase de descobertas e quer arranjar uma namorada. É nessa busca pela paixão que se desenrola a história. Vamos entender como funciona a sua personalidade e como a situação afeta aqueles que estão ao seu redor. Algo muito interessante a se observar é a relação dele com a psicóloga. Sam se apaixona por ela. Isso é muito comum acontecer com paciente e profissional de sexos opostos, geralmente os pacientes que tem algum tipo de transtorno sempre se apaixonam por seus psicólogos.


Sam, apresentando os sintomas mais nítidos do espectro autista é um adolescente que tem sentimentos como qualquer outro. A única diferença é que seus sentimentos não são interpretados de forma comum. O ro…