Pular para o conteúdo principal

Língua Brasileira de Sinais é tema de curso de extensão da FESPSP

Aulas de Libras começarão no próximo dia 8 de maio.

A história da educação de surdos no Brasil e no mundo é um dos temas abordados no curso de extensão de Libras – Língua Brasileira de Sinais, da FESPSP (Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo), que iniciará no dia 8 de maio de 2017. "Com conteúdo prático e teórico, as aulas permitem que o aluno compreenda também as terminologias corretas na área da surdez e desmistifica conceitos errôneos em relação ao indivíduo surdo e sua atuação na sociedade", explica o professor Rubens Gomes, docente do curso. 
As aulas práticas incluem alfabeto manual, números, saudações, vocabulário básico e específico para a comunicação entre surdos e ouvintes, expressões não manuais e corporais. Enquanto as aulas teóricas abordam a cultura e a identidade surda, retrospectiva da história da educação dos surdos, inclusão do surdo na sociedade e Libras no Brasil e no mundo.
O curso de extensão em Libras é voltado a pesquisadores, alunos de graduação e pós-graduação, educadores, assistentes sociais, psicólogos, fonoaudiólogos, enfermeiros, deficientes auditivos e demais interessados. Voltado, também, a professores das diversas áreas de saber e níveis de ensino. Mais informações pelo telefone 3123-7800 ou 3123-7823 ou pelo e-mail extensao@fespsp.org.br. 
Serviço
Curso de Extensão – Libras
Local: Campus FESPSP – Rua General Jardim, 522 – Vila Buarque, São Paulo - SP
Período: 8 de maio a 26 de junho de 2017. 
Horário: Segundas-feiras, das 19h às 22h30. 
Carga Horária: 32 horas
Docente: Rubens Gomes

Divulgação

Comentários

Anônimo disse…
Querida amiga,aprendo muito contigo.Pensava que libras fosse apenas um código de comunicação através de sinais.No entanto é muito mais:_é a liguagem das pessoas especiais.Estou certo?
Fernanda, boa tarde e Deus lhe ilumine sempre no cumprimento da sua divinal missão vocacional.Beijos no coração! ♡♡♡♡
Anônimo disse…
Luiz Augusto da Silva

Postagens mais visitadas deste blog

Terminou a folia!

Terminou a folia;  não tirei a fantasia;  só transmito alegria; nada de melancolia. Sou Palhaço! Meus nervos são de aço. com meus versos,  meus sentimentos disfarço.  Sou Palhaço! Com nariz avermelhado; sapato pontiagudo; roupa colorida: No picadeiro,  a platéia alegro;  não iludo - convenço. Assim, conduzo a vida sem perder o compasso... Sou Palhaço! Sou Palhaço! 
13/02/2018 Luiz Augusto da Silva Olimpia - São Paulo

Os benefícios da caminhada

Fernanda Santiago
Existem inúmeras atividades físicas, mas a caminhada tem a menor taxa de abandono de todos eles. É simples e a mudança positiva que você pode fazer para efetivamente melhorar sua saúde cardíaca. Praticar a caminhada por pelo menos 30 minutos por dia pode ajudá-lo: Reduzir o risco de doença cardíaca coronáriaMelhorar a pressão arterial e os níveis de açúcar no sangueMelhorar o perfil lipídico no sangueManter o peso corporal e diminuir o risco de obesidadeMelhorar o bem estar mentalReduzir o risco de osteoporoseReduzir o risco de câncer de mama e de cólonReduzir o risco de não insulino-dependente (tipo 2) diabetes

São muitos benefícios para uma atividade tão simples. Se você mora perto da praia, melhor ainda. Se não tem uma praia próxima, procure um parque.  Caminhe, respire fundo e aprecie tudo ao redor. O corpo agradece!

A tradicional sopa de cebola francesa

Fernanda Santiago Valente Quem é que não gosta de uma sopa no tempo frio? Aqui no Brasil, muitos recomendam a sopa de cebola para quem está com dor de garganta ou gripado. Eu vou além. Amo todos os tipos de cremes e sopas, mas a de cebola tem um sabor especial. A sopa tradicional da cozinha parisiense merece toda a atenção.Algumas lendas da França afirmam que a sopa de cebola foi inventada por Louis XV, quando passavam por uma crise. Ele só tinha cebolas, manteiga e champanhe como alimentos, assim como toda a população de baixa renda. A receita ganhou novos temperos ao decorrer dos anos e conseguiu conquistar todo o mundo, principalmente nós brasileiros, pois amamos nos deliciar com uma sopinha nos períodos frios, não é mesmo? Ainda nas tradições parisienses, a sopa serve para alimentar também as emoções do dia do tão sonhado casamento. Eles tem o hábito de consumir a sopa após a festa. Isso se repete também em grandes eventos. Se por acaso acordarem de ressaca, também consomem a sopa,…