Pular para o conteúdo principal

É tempo de florescer!

(sétima devocional C3 Church Santos)
“Os justos florescerão como a palmeira, crescerão como o cedro do Líbano; plantados na casa do Senhor, florescerão nos átrios do nosso Deus. Mesmo na velhice darão fruto, permanecerão viçosos e verdejantes, para proclamar que o Senhor é justo. Ele é a minha Rocha; nele não há injustiça.” (Salmos 92. 12-15)



Por Fernanda Santiago

A Bíblia é cheia de metáforas.  É por isso,  que o tempo todo devemos examinar as escrituras. Elas estão repletas de significado, inspiração e vida. O Senhor está a todo momento nos oferecendo um alimento (uma palavra), seja de fé,  amor, esperança ou exortação.  Sim!  Deus nos corrige. Às vezes nos dá bronca porque nos ama, são palavras duras e de encorajamento que nos desperta para mudar e arrancar algo improdutivo que esteja alojado em nosso interior.  
Há dois anos cortaram uma ingazeira centenária, localizada na Avenida Epitácio Pessoa,  em Santos. A árvore era linda, vistosa e frutífera, além de servir de sombra para muitos comerciantes ali na região.  Enfim, cortaram a árvore bem no tronco, pois disseram que ela estava podre e infestada de cupins. Acredito que em nossas vidas também acontece isso: algumas pessoas aparecem para se aproveitar da gente, ganhando sombra, nos machucam ou nos rejeitam, vomitam palavras que arrancam a nossa coragem,  e às vezes, não acreditam que podemos mudar de vida. 
Só que se estivermos enraizados em Jesus, nada nos abalará.  Podemos passar pela morte,  tribulações,  decepções,  rejeições,  mas seremos transformados e renovados.  Para isso, não podemos jamais abandonar a nossa fé.  Precisamos regar o nosso coração e dos nossos familiares e amigos com a palavra de Deus e orações.  
Hoje, quando você passar pela Avenida Epitácio Pessoa, esquina com a Rua Osvaldo Cruz,  notará que a ingazeira ganhou vida novamente.  Outros galhos começaram a crescer.  A folhagem está linda, e logo, estará produzindo frutos para alimentar os pássaros.  E daqui há alguns anos, servirá de sombra novamente.  Cortaram a árvore porque ela estava podre, mas é visível que não estava. Ela ganhou mais vida. 

Em nossas dores, Deus também faz isso. Ele apenas nos poda para que possamos crescer e gerar ainda mais frutos.  Enraizados em Jesus, somos cobertos de perdão,  amor, palavra de vida e salvação.  O salmista Davi nos revela que mesmo na velhice seremos cheios de seiva e verdor. 

A seiva para as árvores e plantas é como o sangue nos humanos.  É a seiva que transporta todos os nutrientes para as células do vegetal. Então,  que isso, nos sirva para lembrar que devemos estar com o nosso coração enraizado na casa do Pai. A promessa Dele é eterna e Ele é totalmente fiel para nos curar e nos transformar no melhor que podemos ser, alimentando gerações. 

PS: Uma semente de girassol é capaz de produzir inúmeras sementes. São as sementes que produzem a seiva,  de onde são retiradas o óleo de girassol. Para quem ama metáforas espirituais, o que isso também significa? Cuide das suas sementes, todas aquelas que você está plantando. Não desista de nenhuma!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ninguém pode limitar os seus sonhos

Por Fernanda Valente


E se uma garotinha surda decidir ser bailarina? Quem impedirá? Estamos aqui para incluir e transformar. Isso é o que você poderá conferir ao assistir o curta-metragem de animação Tamara, produzida e criada por House Boat Animation. O filme é muito interessante para passar em sala de aulas para explicar a diversidade às crianças. Está disponível na Internet e serve como ferramenta para promover valores como respeito e empatia. Tamara é uma garotinha surda que quer ser bailarina. Qual é a barreira que os professores e os alunos podem tirar disso?

Fernanda Valente - Jornalista com especialização em Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Estudou teatro, fazendo parte do Grupo GEXTUS (Grupo Experimental de Teatro da UniSantos). É Instrutora da Libras (Língua Brasileira de Sinais). Ministrou aulas de design gráfico para surdos. Trabalhou como produtora e repórter em alguns programas de TV regionais. Hoje se dedica a trabalhos de comunicação digital e ao …

Dois filmes sobre deficiência física para assistir no dia dos namorados

Por Fernanda Valente
Trago hoje dois filmes para reflexão. Como eu era antes de você é um filme que mexe com as nossas emoções. Porém, foge de toda a ideia que tratamos sobre a inclusão. Penso que o personagem na história, Will, que é tetraplégico joga fora tudo o que estamos vendo como evolução nos dias de hoje. A deficiência física é tratada como um caos, como algo sem solução, sem esperança, sem fé... É jogar fora todo o amor de Louisa. Veja o filme e entenda a minha frustração.



Já o filme Ferrugem e Osso, que também trata de um romance mostra uma construção rica e verdadeira de uma pessoa que adquire a deficiência física após um acidente. Vai mostrar a depressão, a adaptação, aceitação e novas possibilidades de vida. Não acabou. Há possibilidades. Há vida!



Feliz dia dos Namorados! Deixo abaixo uma linda poesia pessoal do meu amigo poeta Luiz Augusto que fala sobre construção familiar. 

O Cravo e a Rosa

Ainda um jovem cravo Uma rosa encontrei Com pétalas aveludadas Por ela me encantei
No j…

Estações do Ano

Nos vastos campos verdejantes Desabrocham flores silvestres Que com variadas tonalidades Dão vida!À linda paisagem agreste.
É tempo da primavera... Colorida estação... Que enfeita a natureza À espera do verão:
Espetáculo tropical Que ocorre cada ano Para que no ato final Caiam as folhas no outono.
Este ciclo "vicioso" O inverno encerrará Para que lindas flores Voltem aos jardins enfeitar!
Autor:Luiz Augusto da Silva Olímpia- São Paulo- Brasil Data:20/03/2011
Afinal, porque as folhas caem... Sabem?
Um abraço fraterno à espera do inverno...