Pular para o conteúdo principal

SBB alcança a marca de 150 milhões de Bíblias produzidas


A produção, contabilizada desde a criação da Gráfica da Bíblia, em 1995, reafirma a posição do Brasil como o país que mais divulga as Sagradas Escrituras no mundo.
 
A Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) acaba de alcançar a marca de 150 milhões de Bíblias e Novos Testamentos produzidos desde 1995, ano em que inaugurou a Gráfica da Bíblia, hoje um dos maiores complexos mundiais dedicado à produção de Escrituras. Considerado o país que mais divulga o Livro Sagrado no mundo, o Brasil amplia sua visibilidade graças aos esforços da SBB para levar a Palavra de Deus a todas as pessoas, oferecendo publicações em diferentes formatos, em sintonia com os avanços tecnológicos e aos mais altos padrões de qualidade. Rudi Zimmer, diretor executivo da SBB, atribui a marca de 150 milhões de Bíblias e Novos Testamentos produzidos nestes 21 anos ao engajamento das igrejas cristãs brasileiras, cuja missão só pode ser realizada com eficácia quando associada à entrega da Palavra de Deus. “Nas últimas décadas, mais do que em qualquer outro período, as igrejas brasileiras têm se envolvido de forma crescente com esta divulgação, transformando o Brasil no país em que se realiza a maior operação de distribuição das Escrituras Sagradas no mundo, atualmente”, comemora Zimmer.
Outro ponto ressaltado pelo diretor executivo é que as igrejas brasileiras são as que mais enviam missionários para outras partes do mundo, fato que tem colaborado para a expansão da Causa da Bíblia. Entretanto, ele ainda vê a disseminação da Palavra como um desafio: “No Brasil, estamos passando por uma crise política, social e econômica que também afeta bastante a semeadura da Palavra de Deus”.
 
Destaque global
Inaugurada em 1995, a Gráfica da Bíblia tem sido essencial para que a SBB cumpra a sua missão de semear a Palavra que transforma vidas. “Ela é um dos dois maiores centros de produção de Escrituras do mundo, e os 150 milhões de Bíblias e Novos Testamentos produzidos vêm confirmar essa posição de destaque mundial”, enfatiza o secretário da Gráfica da Bíblia, Luiz Forlim.
Essa poderosa estrutura permite que a SBB exporte para mais de 100 países das Américas, África, Ásia e Europa. De suas instalações saem exemplares em português, espanhol, inglês, francês, árabe e até em ioruba, idioma falado em países africanos. Do total de Escrituras produzidas, cerca de 20% são destinados ao mercado externo.
Atualmente, 216 colaboradores trabalham na Gráfica, onde um dos principais diferenciais é o conhecimento técnico na impressão e encadernação de papel fino. “Aliados a isso, há o comprometimento e o envolvimento na missão de levar a Palavra de Deus com qualidade e inovação”, complementa Forlim.
O secretário de Tradução e Publicações da SBB, Paulo Teixeira, ressalta a importância de se oferecer as Escrituras aos mais diferentes públicos. “Traduzir, publicar e distribuir a Bíblia é permitir que a mensagem de vida que há em Jesus alcance todas as pessoas em nosso país”, afirma.
A SBB oferece Escrituras para pessoas com deficiência visual e auditiva, crianças e jovens. Volta-se, ainda, aos enfermos, aos encarcerados, imigrantes, às famílias, aos estudantes, aos pastores e aos líderes. “Para cada grupo, a SBB procura desenvolver e publicar Escrituras em formato e linguagem adequados”, comenta Teixeira, lembrando que a SBB também oferece a Bíblia em formato digital, como o aplicativo Bíblia Plus, e e-books variados.
Não por acaso, a organização brasileira é destacada pelas Sociedades Bíblicas Unidas (SBU) – aliança mundial da qual a SBB faz parte e que está presente em mais de 200 países e territórios –, por estar na vanguarda da distribuição de Escrituras. Somente em 2015, distribuiu 7,62 milhões de Bíblias, superando todos os outros países do mundo. “É evidente que a Sociedade Bíblica do Brasil desempenha um papel fundamental na missão global do movimento das Sociedades Bíblicas e estamos particularmente gratos por seu compromisso de levar a Palavra de Deus às pessoas vulneráveis”, declara o diretor geral das SBU, Michael Perreau.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ninguém pode limitar os seus sonhos

Por Fernanda Valente


E se uma garotinha surda decidir ser bailarina? Quem impedirá? Estamos aqui para incluir e transformar. Isso é o que você poderá conferir ao assistir o curta-metragem de animação Tamara, produzida e criada por House Boat Animation. O filme é muito interessante para passar em sala de aulas para explicar a diversidade às crianças. Está disponível na Internet e serve como ferramenta para promover valores como respeito e empatia. Tamara é uma garotinha surda que quer ser bailarina. Qual é a barreira que os professores e os alunos podem tirar disso?

Fernanda Valente - Jornalista com especialização em Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Estudou teatro, fazendo parte do Grupo GEXTUS (Grupo Experimental de Teatro da UniSantos). É Instrutora da Libras (Língua Brasileira de Sinais). Ministrou aulas de design gráfico para surdos. Trabalhou como produtora e repórter em alguns programas de TV regionais. Hoje se dedica a trabalhos de comunicação digital e ao …

Dois filmes sobre deficiência física para assistir no dia dos namorados

Por Fernanda Valente
Trago hoje dois filmes para reflexão. Como eu era antes de você é um filme que mexe com as nossas emoções. Porém, foge de toda a ideia que tratamos sobre a inclusão. Penso que o personagem na história, Will, que é tetraplégico joga fora tudo o que estamos vendo como evolução nos dias de hoje. A deficiência física é tratada como um caos, como algo sem solução, sem esperança, sem fé... É jogar fora todo o amor de Louisa. Veja o filme e entenda a minha frustração.



Já o filme Ferrugem e Osso, que também trata de um romance mostra uma construção rica e verdadeira de uma pessoa que adquire a deficiência física após um acidente. Vai mostrar a depressão, a adaptação, aceitação e novas possibilidades de vida. Não acabou. Há possibilidades. Há vida!



Feliz dia dos Namorados! Deixo abaixo uma linda poesia pessoal do meu amigo poeta Luiz Augusto que fala sobre construção familiar. 

O Cravo e a Rosa

Ainda um jovem cravo Uma rosa encontrei Com pétalas aveludadas Por ela me encantei
No j…

Estações do Ano

Nos vastos campos verdejantes Desabrocham flores silvestres Que com variadas tonalidades Dão vida!À linda paisagem agreste.
É tempo da primavera... Colorida estação... Que enfeita a natureza À espera do verão:
Espetáculo tropical Que ocorre cada ano Para que no ato final Caiam as folhas no outono.
Este ciclo "vicioso" O inverno encerrará Para que lindas flores Voltem aos jardins enfeitar!
Autor:Luiz Augusto da Silva Olímpia- São Paulo- Brasil Data:20/03/2011
Afinal, porque as folhas caem... Sabem?
Um abraço fraterno à espera do inverno...